skip to Main Content
25 de fevereiro de 2021 | 01:07 pm

WAGNER CRITICA CAMPANHA DE HOTÉIS CONTRA O PORTO SUL

Tempo de leitura: < 1 minuto
fdfdfadfadf

WAGNER reage e considera egoístas hoteleiros contrários ao Porto Sul.

O governador Jaques Wagner lamentou a posição de parte da rede hoteleira da zona norte de Ilhéus e de Itacaré que está estimulando movimentos e ONGs para fazer oposição ao Complexo Intermodal Porto Sul. O esquema foi revelado por este blog (confira) e inclui até um site atualizado por estrangeiros ligados ao trade turístico.

Wagner se disse triste com a campanha contra a construção do complexo de porto, aeroporto e ferrovia e que significará investimentos totais de R$ 10 bilhões para o estado.

– Este vai ser o maior investimento público federal e estadual de toda a história da Bahia. Fico triste como alguns agem de forma egoísta. O Porto Sul será feito, mas de olho na preservação do meio ambiente.

O governador mencionou a condição da Bahia, que possui a maior extensão de costa do país, e o fato do porto de Salvador estar em ponto de quase saturamento (“já não responde mais às necessidades de cargas”).

Wagner diz que a saída é o bom senso. “Fico triste pela incompreensão [de hoteleiros], mas nós vamos vencer na democracia. Já fizemos a primeira audiência pública (em Barreiras) e acreditamos que não teremos nenhum problema”.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. O problema é que este projeto toda vez que é apresentado para nossa população tem uma mudança. Agora temos até uma usina nuclear!!!!!!! Ilhéus será o melhor local? Cabe ao Governo explicar!!!!!!!!!!

  2. Alfredo temos que ter a maturidade de identificar a quantidade de factoides que a rede hoteleira a qual a senhora socorro representa.

    O porto e a ferrovia possuem um projeto sólido e de baixo impacto ao meio ambiente.

    Só que esse grupo que se diz ambientalista fica a todo momento inventando mudanças no projeto, para tentar jogar a população contra o porto.

    Usam a APA como desculpas mas por trás esta grandes investimenos imobiliarios e um campo de golf…

  3. Sr. Samuel Branco

    O Senhor está tão equivocado quando o Governo.O Senhor por acreditar nos que dizem que eu represento grupos hoteleiros e o Governo por querer mudar abruptamente o modelo econômico na nossa Região, em detrimento do que é a nossa maior riqueiza e ainda considerando a nossa pobreza de recursos hídricos para consumo humano e para a indústria.
    Meu telefone é 73 9198 1759 e meu endereço de e-mail é: socorroilh@hotmail.com. Estou à sua disposição para dirimir dúvidas que tenha a meu respeito. Não tenha receio eu o tratarei com o respeito que certamente não está dispensando a mim sem sequer me conhecer.Certifique-se do que falar à respeito de alguém sem conhecer a verdade do outro. Em tempo, quero avisá-lo que sempre assino o que escrevo e não me escondo jamais por trás de nomes falsos e tenho disposição suficiente para dizer tanto ao Senhor quanto ao Governador que triste estou eu, além de decepcionada com a postura do seu Governo neste aspecto. Tudo que falo ou escrevo é pautado em informações do próprio Governo ou de outras fontes que considero sérias.As contradições são do Governo. Aqui, quem quer criar os CONTRA e os A FAVOR, não somos nós que defendemos um modelo econômico que seja menos impactante e respeite o SER HUMANO. E a história de crise da Região, dos bolsões de pobreza, da redução de desigualdades, da geração de emprego e renda,estão muito distorcidas pelo Governo com suas peças promocionais à custa do nosso dinheiro. Repense suas atitudes a começar pelo RESPEITO ao outro e à forma de pensar que possa porventura divergir da sua. Não tente desqualificar as pessoas que são sérias para alcançar seus objetivos. Quando agir assim, certamente que mesmo sem o tal “Complexo” Intermodal, seremos uma Região diferente do que é hoje, pois as pessoas serão melhores.

    Tenha bom ânimo e coragem. Com respeito e estima,

    Maria do Socorro Mendonça

  4. Tem um outro grupo de estrangeiros “entristecendo” o Wagner nessa história. É o “Trade” das Campanhas eleitorais. Sai Baba e por amor a Krishina. O dinheiro entrou agora os indianos estão indóceis.
    Uma pergunta: – A única população na região afetada é de Hoteleiros e turistas eventuais ? Não existem outras comunidades ?
    O olho que vai ficar pregado no “meio ambiente” deve ser esse meio caído que o governador apresenta na foto acima.

  5. Os trabalhadores de Hotelaria em Ilhéus ganham baixos salários e tem jornada de trabalho além do que é permitido por Lei, e alguns Hotéis sonegam impostos como ISS(imposto sobre serviço)não pagam o IPTU e despejam os esgotos nos rios e mares.

  6. Interessante ler isso, pois não foi o que eu ouvi da sua própria boca em uma reunião fechada, onde a mesma se apresentou como representante de um grupo hoteleiro e apresentou todos os empreendimentos que seriam contruidos, desde um grande hotel do principe de barcelona salve me engano, a um campo de golf que segundo a senhora mesmo disse, “para ilhéus entrar no circuito do golf se faz necessário que tenha um campo a cada 70km” nesse caso junto com o de comandatuba ficaria ideal.

    Na epoca vc apresentou diversas possibilidades de mudança para o porto entre elas a que vc achava a melhor seria não ocnstruir na sua mina de ouro (Ponta da tulha) mas sim na Bacia de Camamu ( Que para quem não sabe é um berçario natural da vida marinha de fauna marinha riquissima)

    No mais falo pq sei e conheço.

  7. Interessante esse “sobe e desce” da xenofobia.
    Ser estrangeiro e ser contra a construção do Porto Sul é errado; mas ser estrangeiro e investir na extração de minério e na sua exportação é correto!
    Ser estrangeiro e se posicionar contra as monoculturas de eucalipto é errado, mas ser estrangeiro e ser dono da Veracel e da Aracruz, contribuindo maciçamente em campanhas eleitorais é correto e exemplar.
    Hum, bom, que tal colocar pelo menos alguns fatos neste debate em vez de rótulos?

  8. A única reunião da qual participei e estava com o grupo de empreendedores de hotelaria, mas não foi fechada, foi a do dia 23 de janeiro de 2008, no Palácio Paranaguá. Àquela época, buscávamos a melhor forma de ser representativa a luta pela preservação daquela área e isso era bom para os investidores. Continuei participando de várias reuniões com e sem hoteleiro,que aliás, considero muito, mas muito melhor que este empreendimento proposto pelo Governo, mesmo que tivesse campo de golf. Quem atraiu os investidores para o nosso litoral, foi o Governo da Bahia na Nordeste Invest, com a proposta de campo de golf e é do próprio Governo a informação de criação de uma zona de golf que é o Turismo que a Secretaria de Turismo buscava (de alto nível)como diziam quando quiseram atrair. Por outro lado, quando quiseram e optaram pelo “Complexo” Intermodal começaram uma campanha de desqualificação do tipo de empreendimento (2.ª moradia), começando a espalhar que os estrangeiros eram especuladores, etc. Mas este mesmo Governo está incentivando este tipo de investimento no litoral Norte da Bahia, vá lá ver. Inclusive na última reunião sobre o Porto Sul, o próprio Secretário de Desenvolvimento Econômico do município de Ilhéus,no dia 29/06, falou da importancia de investimentos com essas características, citando o povo Inglêscomo excelência enquanto turistas que mais trazem divisas (?!!!)
    Quanto a mim, estava sendo contratada para trabalhar para o Grupo Inglês WWD, depois de ter recusado ia para São Paulo trabalhar como Supervisora de vendas no interior de São Paulo para a TEKA e desisti 3 dias antes de ir. Sou aposentada, após 30 anos de serviços e tinha 48 anos de idade quando aconteceu minha aposentadoria há dois anos.Tenho 3 filhos lindos, maravilhosos, nascidos de 2 das 3 relações maritais que tive. Sempre honrei com quem estive.
    Não me parece que mereço seu desrespeito, seu anonimato, suas insinuações ou qualquer coisa mais, pois trabalhar não é crime. Defender o que se acredita não é crime. Acreditar no que se deseja não é crime. Quanto à minha mina de ouro, tenha a certeza de que não está na Ponta da Tulha e sim na minha competência como profissional que sempre fui, nos meus valores, no respeito que tenho ao outro, inclusive ao Senhor.
    Quanto ao Senhor, até então tem demonstrado ser desprovido com suas atitudes do mínimo necessário para ser convidado a trabalhar em qualquer atividade, pois tem atitudes suspeitas e não tem sequer coragem de se apresentar,então não o esquecerei em minhas orações,pois é uma pobre criatura, digna de pena…
    Com todo o respeito que merece enquanto Ser Humano,desejo-lhe mais uma vez:BOM ÂNIMO e CORAGEM! o que certamente é difícil para o Senhor.
    Os ingleses de Ilhéus foram engolidos pelo mar, mas os ingleses que irão investir em Salvador segundo o Sec. de Turismo Leonelli, são bons… É assim! Agora, aqui prá nós, o Senhor é exatamente o oposto de mim, pois eu sou corajosa e não tenho medo de desafios. Apredi cedo que, quem tem competência se estabelece e nunca faltarão oportunidades para quem é reto.
    Maria do Socorro Mendonça

  9. Além do projeto da ferrovia, tão cantado em prosa e verso, além de outros, tais como aeroporto e o porto off shore ou coisa que o valha, já fizeram REALMENTE o estudo de impacto ambiental? Já há algum projeto que contemple captação de água, projeto de infra-estrutura, distribuição e previsão de demanda de energia elétrica e todas as demandas que surgirão junto ao projeto principal?

    Creio que não seja apenas construir os equipamentos e pronto, tá tudo certo, …!!!

    É melhor resolver tudo antes, já que depois não tem mais jeito, …!!!

    O grande problema são as dúvidas que as pessoas continuam tendo e que não estão sendo elucidadas de uma vez por todas, …!!!

    Quanto o turismo de Ilhéus: Se correr para o sul, topam com o problema dos índios, se forem para o norte, topam com o problema da construção dos equipamentos supracitados, …!!!

  10. Socorro eu já te conheci de longa data: não é faltar ao respeito, mas sei que vc é interessada e competente em negócios.
    Fala aí: quais suas ações em prol do meio ambiente ANTES de surgir o projeto do porto sul?
    Que eu saiba vc nunca se interessou em nada pelo meio ambiente até aparecer esse projeto Porto Sul.
    Não é estranho? Porque esse interesse surgiu tão de repente assim?

  11. Não vejo problema algum em termos estrangeiros investindo em nossa terra. Acho muito bom. O importante é que nós decidamos quais os investimentos que nos são mais importantes. E há que se lembrar que este investimento em infra-estrutura de exportação tem como justificativa um problema de deficiência logística do país.
    As questões que vejo são:
    1) Que tipo de atividades econômicas devem ser impulsionadas/implantadas pelo complexo intermodal?
    2) Que empregos de maior especialização serão abertos?
    3) Que investimento em formação de pessoal virão?
    Nenhum setor econômico sozinho, por mais interessante que seja, é suficiente para suprir todas as nossas necessidades. Uma estrutura que requeira várias especialidades é muito mais interessante, especialmente se vier acompanhado de investimentos reforçados na UESC, no IFET-Ilhéus e quaisquer outras instituições que ofereçam aos nossos jovens opções de formação de qualidade com perspectivas de emprego. Claramente, as atividades agrícolas e o turismo não são suficientes, embora sejam importantes.

  12. Lula(?)
    Você deve ter lido o que escrevi e se me conhece, sabe que me aposentei há dois anos. Fiquei buscando o que fazer para contribuir com a minha cidade e acreditei num primeiro momento que poderia ser partidariamente, mas logo vi que não, pois não me submeto a ir de encontro aos meus valores em nome de um Partido, por isso, vi que esta era uma excelente oportunidade de fazer algo. Eu estaria trabalhando com ações cidadãs. Por favor acesse nosso site: http://www.acaoilheus.org, participe de nossas reuniões, busque informações sobre as demais ações da nossa Associação e saberá que não nos limitamos a questões ambientais (fauna e flora) e sim a todo o ambiente nos qual estamos inseridos, incluido aí a área urbana e principalmente o que se refere a desigualdade social.
    Sabe Lula, optei por não fazer tricô ou fofoca. Você concorda comigo que é melhor? Ainda sobre meio ambiente, já frenquentei alguns seminários e treinamento em Gestão Ambiental. Se você conhece alguém que está por se aposentar ou aposentada, peça para fazer contato conosco ao invés de não fazer nada. Vamos ajudar ao próximo. Agora tem um aviso: Não pode ser partidário.

    Junte-se a nós!
    Um grande abraço meu “conhecido”
    Maria do Socorro Mendonça

  13. Em vez de ficarem somente no ataque ao projeto do Porto Sul, os detratores poderiam oferecer ao Estado meios de contornar os impactos ambientais – que, espera-se, sejam mínimos – que viessem a ser gerados pela implantação do complexo. Numa boa, Ilhéus ficou esperando anos por uma oportunidade de finalmente crescer e não pode simplesmente largá-la só por causa da oposição de uma minoria.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top