skip to Main Content
26 de setembro de 2020 | 12:46 pm

INGLESES TERIAM SIMULADO ACIDENTE NO SUL DA BA

Tempo de leitura: < 1 minuto
O avião desapareceu em maio do ano passado e as buscas se deram entre Ilhéus e Salvador

O avião desapareceu em maio do ano passado e as buscas se deram entre Ilhéus e Salvador

Reportagem publicada hoje no jornal A TARDE (clique aqui para ler, se for assinante) aborda as investigações do acidente com um bimotor, ocorrido há 14 meses no sul da Bahia. No avião, que era conduzido por um piloto da Casa Civil do governo baiano, viajavam quatro executivos britânicos, um deles – segundo a matéria – envolvido em fraudes imobiliárias.

O Cessna 310 -Q, de matrícula  PT-JGX, desapareceu do radar minutos antes de pousar no Aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus.  As buscas resultaram na localização de pequenas partes da aeronave, mas nada dos seis corpos. Estavam no avião os executivos ingleses Sean Woodhall, Ricky Every, Nigel Hodges e Alan Kempson, além do piloto Clóvis Revault Figueiredo e Silva e do co-piloto Leandro Oliveira Veloso.

Como os corpos, assim como a maior parte do bimotor, até hoje não foram localizados, a família do piloto suspeita de que o acidente foi uma simulação. A tese é de que Clóvis Revault foi obrigado a fazer um pouso de emergência e depois acabou assassinado.

A polícia civil de Ilhéus ainda não instaurou inquérito, pois espera o relatório do Seripa 2 (Segundo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos).

Esta publicação possui 0 comentários
  1. A MESMA COISA ACONTECEU COM MICHAEL JACKSON…. PRINCESA DIANA… COM TANTOS SÓSIAS POR AÍ, MUITO ESTRANHO POIS O MÉDICO SE ENCONTRAVA DENTRO DE CASA, INVESTIGUEM!!!!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top