skip to Main Content
16 de maio de 2021 | 12:33 am

TÍTULO DE CIDADÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto
.

Nesta segunda-feira (27), às 19 horas, a Câmara de Vereadores de Itabuna se reúne em sessão solene para a entrega do título de cidadania itabunense. Vinte e duas pessoas receberão a homenagem, enquanto outras três serão prestigiadas com um diploma de honra ao mérito.

Entre os homenageados, há alguns tão identificados com a cidade que todos imaginavam que eram nativos. É o caso do secretário municipal de Assuntos Governamentais e Comunicação Social, Walmir Rosário, que, para surpresa de muita gente, é filho de Ibirataia. Lembrança felicíssima do vereador Roberto de Souza, dada a inquestionável qualidade do escolhido.

Mas há também alguns que acabaram de aterrissar em solo grapiúna e já são, de açoite, reconhecidos com o título de cidadão. Ninguém entende muito bem o porquê, mas enfim…

Existem critérios e “critérios”.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Zelão, diz: – Assim como a arte imita a vida!

    Filho, não é só aquele que nasce do ventre da mãe que o ama, cria e educa.Também assim o é, aquele que mesmo tendo nascido em outras plagas, ama, trabalha e contibui com o progresso de uma cidade.
    Assim é Walmir Rosário, que por seu trabalho, competência e dedicação, demonstra o seu amor por Itabuna, por vezes, mais que muitos dos filhos paridos pelo solo fértil itabunense.
    Justo! Justíssimo, é portanto o reconhecimento pela “adoção definitiva”, por Itabuna, de um dos seus mais caros filhos adotivos.

  2. Não sabia que Valmir Rosário era meu conterrâneo de Ipiaú. Por que de Ipiaú? Ibirataia(antiga Tesouras), Ubatâ(antigo Dois irmãos) e Barra do Rocha, eram Distritos de Rio Novo, depois Ipiaú,que é a nossa terra mãe. Eu nasci em Barra do Rocha. Fiquei feliz duplamente, ao sabê-lo meu conterrâneo e pela justa homenegem que a importante Câmara de Vereadores de Itabuna vai lhe prstar com o Título de Cidadão Itabunense. Valeu.

  3. Dizer mais o que? pois num é que o tal do ZELÃO (como sempre)disse tudo e mais alguma coisa num tapa?

    Um dia vou escrever qui nem ele (sem figa pq num boto olhado em gente boa rsrsrsrsr).

    Walmir, abs, mais sucesso e, o mais importante de tuuuuuuudo:

    FIQUE COM DEUS!!!!!

    Rabat & Banda.

  4. Zelão, para: Sêo Rabat

    Tá sêo moço! Os mangados também “”vevem”!
    Quanto a admiração é reciproca. Quanto a “inveja”, permita que diga: – A minha é maior com relação a tua luta.
    Um forte abraço,

    Zelão

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top