skip to Main Content
12 de abril de 2021 | 12:30 pm

LULA NÃO QUER AGRESSÕES

Tempo de leitura: < 1 minuto

Segundo o Blog do Josias, o presidente Lula conversou na última sexta-feira (21) com os presidentes do PMDB, Michel Temer, e do PT, Ricardo Berzoini. Na pauta, algumas situações regionais, em que os dois partidos andam se bicando.

Lula pediu atenção especial para a Bahia. Afirmou que seu candidato, naturalmente, é Jaques Wagner, e disse que preferia ver Geddel disputando o Senado.

Embora as preferências oficiais não tenham sido contempladas, Lula pediu que, pelo menos, a disputa entre PT e PMDB na Bahia seja limpa e sem agressões. Portanto, nada daquele negócio de que “do pescoço pra baixo é canela”.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Zelão diz: – Conflitos de interêsses!

    Definitivamente, o presidente Lula, demonstra cabalmente, que ainda confunde política partidária, com política sindicalista.

    Sendo desconhecedor da existência de um fosso ( ou será fossa) político entre as alianças imediatistas que lhe deram o poder, e os interêsses partidários entre o PT e o PMDB, cada um deles propugnando em defesa da maior fatia dentro do poder. Lula aposta na sua “onipotência” para passar o rolo compressor sobre qualquer outro interêsse que não seja à sua vontade e interêsses pessoais, com vista a um retorno em 2014.

    Vai ser muito difícil impor a conciliação entrediante dos conflitos de interêsses entre o PT e o PMDB, diante do fisiologismo do PMDB e do oportunismo do PT – Lula se fez grande, cercado por nanícos.

  2. Em sendo verdade que o candidato de Lula e Wagner, porque ele está deixando o seu ministro pautar no Estado da Bahia?…
    Esta conversa só Maria Besta, Tonho Trouxa e Zé Ninguém acreditam.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top