skip to Main Content
7 de agosto de 2020 | 12:07 am

AGENTES DE SAÚDE

Tempo de leitura: < 1 minuto
.

O professor Denelísio Nobre, delegado sul-baiano do Conselho Regional de Educação Física, disse que a promulgação da Lei 9.696/98, que reconhece os educadores físicos, significou um grande avanço para a categoria profissional.

“Somos interventores sociais e profissionais da área da Saúde com atuação pedagógica, verdadeiros agentes de saúde atuando em atuando em benefício da promoção da saúde e da inclusão social”.

Outros avanços registrados a partir da promulgação da lei de 1998 são contabilizados, como o reconhecimento, “por todas as instâncias governamentais e sociais, do Sistema Confef/Crefs [Conselho Federal de Educação Física e Conselhos Regionais de Educação Física]”.

REFORÇO DE PESO

Tempo de leitura: < 1 minuto
.

O Bahia engatou uma quinta marcha na segundona (venceu as três últimas partidas) e, se antes perigava entrar na zona de rebaixamento para a terceira divisão, agora já ocupa o nono lugar no campeonato, com chances reais de subir.

Disposto a “chegar lá” e sem querer dar sopa para ventos desfavoráveis, o esquadrão de aço partiu em busca de um reforço de peso. Acaba de ser contratado o meia Odair José, que pertencia ao Avaí – SC.

Na música brega, Odair José era aquele que prometia: “eu vou tirar você desse lugar”. Se o homônimo ajudar a tirar o Bahia da segunda divisão,  estará de bom tamanho.

PROCURADORIA DENUNCIA GEDDEL E PMDB

Tempo de leitura: 2 minutos

PROPAGANDA ANTECIPADA MOTIVA
AÇÃO DA PROCURADORIA ELEITORAL

PMDB e Geddel são denunciados por propaganda antecipada.

PMDB E GEDDEL são denunciados por propaganda eleitoral antecipada.

A Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE/BA) propôs representação nesta terça-feira, 1º, contra o PMDB e o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, por propaganda eleitoral antecipada.

A Procuradoria pediu ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) que conceda liminar determinando a suspensão imediata da distribuição do informativo Jornal do PMDB da Bahia, denominado “É O 15”, Ano I-N.º6, inclusive entre seus filiados, por violar o art. 36 da Lei n. 9.504/97.

O procurador Regional Eleitoral, Cláudio Gusmão, enfatiza que “a propaganda eleitoral somente é permitida após o dia 5 de julho do ano da eleição”. A representação partiu de uma denúncia encaminhada à PRE/BA por um eleitor, cuja mãe havia recebido em sua casa um exemplar do informativo do grêmio político.

De acordo com o procurador Regional Eleitoral, Cláudio Gusmão, embora a produção do jornal não seja ilícita, a referida edição desrespeita a legislação eleitoral por conter propaganda extemporânea e manchetes do tipo “Encontros Regionais: o partido está cada vez mais perto de uma candidatura própria”.

E mais: a parte central do jornal dedica-se a promover o nome e a imagem de Geddel sempre apresentado como pré-candidato ao governo baiano, com realce das suas realizações e qualidades como gestor. “Enfim, os representados vêm antecipando indevidamente o debate eleitoral”, afirma Gusmão.

O informativo traz ainda uma longa entrevista sob o título “Um ministro a serviço da Bahia”, onde novamente apresenta Geddel como candidato à chefia do executivo estadual e seu ponto de vista sobre os mais diversos setores de atuação do governo.

Do mesmo modo, nas matérias constam trechos que evidenciam propaganda extemporânea como o que fala de um encontro regional que “foi marcado por discursos majoritariamente em defesa da candidatura do ministro Geddel ao governo do Estado em 2010”. Em outra matéria, lê-se “se o povo me chama, eu vou’, disse o ministro, aclamado candidato a governador na maioria dos pronunciamentos feitos pelas lideranças peemedebistas da região.”

Para o procurador Regional Eleitoral, não há duvida acerca da atitude do ministro “no sentido de expor o nome, imagem e ações políticas (já realizadas e as que se propõe a implementar), com nítidos objetivos eleitorais, sempre buscando demonstrar ser o mais habilitado para o exercício do mandato almejado”.

No julgamento final da representação, além da confirmação da suspensão do informativo, a PRE/BA pede a condenação do PMDB e do ministro ao pagamento da multa prevista no artigo 36, §3º, da Lei n. 9.504/97 – cujo valor deve ser fixado considerando a gravidade do ilícito perpetrado, o meio utilizado e o seu significativo alcance.

Leia mais no site da Procuradoria Regional Eleitoral da Bahia

ABEEEEELLL…

Tempo de leitura: < 1 minuto
normaeabel

A Câmara de Vereadores de Ilhéus promovia sessão especial em homenagem ao dia do profissional de educação física, nesta terça, transcorria normalmente. Até que um toque de celular – nas alturas – quebra todo o protocolo.

O tom de chamada da engenhoca era a música “Você não vale nada… mas eu gosto é de você”, da Calcinha Preta. A ‘melodia’ faz sucesso como trilha sonora do par Abel e Norminha, da novela global Caminho das Índias.

O riso foi contido, mas o dono do aparelho esqueceu de desligá-lo. E aí o celular toca novamente. Vereadores e profissionais de educação, então, não seguraram o riso.

Quem teve que aturar muitas gozações ao final da sessão foi o vereador Alisson Mendonça, apreciador das novelas globais e dono do celular.

Da próxima vez, melhor optar pelo vibracal ou silencioso, vereador.

OH, SHIT!

Tempo de leitura: < 1 minuto
Essa é do Blog do Tas

Essa é do Blog do Tas, hospedado no portal uol. O título também é dele, e foi 'importado' porque traduz muito bem a situação vivida pelo Congresso este ano. Tá ruim, é verdade. Mas sempre pode piorar. 2010 vem aí

A NOVA SEDE DOS COMERCIÁRIOS

Tempo de leitura: < 1 minuto
.

Ficou realmente muito bonito o prédio do Sindicato dos Comerciários de Itabuna, após a reforma promovida pela atual diretoria. Além do embelezamento,  a sede ganhou condições para dar um atendimento muito melhor aos trabalhadores.

De acordo com o presidente Jairo Araújo, foram promovidas melhorias em setores como recepção, biblioteca, sala de reuniões e auditório.

Após essa verdadeira “cirurgia plástica”, a nova sede será apresentada à comunidae nesta sexta-feira (04). A solenidade de inauguração está programada para as 19 horas, no auditório.

REAJUSTE DA EMASA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Para acabar com impasse,
Prefeitura fará mea culpa

Está se delineando uma solução para o confuso reajuste escalonado de 14,52% na tarifa do serviço de abastecimento de água de Itabuna.

O ato administrativo que determinou o aumento descumpriu o critério de que sua publicação deveria ocorrer 30 dias antes da nova tarifa entrar em vigor. O vereador Roberto de Souza foi pra cima e a Câmara está prestes a revogar o aumento.

Como saída, o governo deve propor o seguinte: vai reconhecer o equívoco na forma como se deu o reajuste e se compromete a ressarcir os consumidores pelo que foi cobrado indevidamente.

Dessa forma, a briga estará encerrada…

CONTRA-ATAQUE

Tempo de leitura: < 1 minuto

No governo itabunense, prepara-se a artilharia contra a ameaça de greve dos médicos (ver nota abaixo). A estratégia é atacar em duas frentes.

Na primeira, questionando a legitimidade do Sindicato dos Médicos da Bahia, pois a Prefeitura diz que os representantes dos profissionais da medicina que atuam no setor público local é o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindserv).

No outro flanco, a intenção é minar um médico que seria o principal articulador da sublevação. O profissional tem diploma da Bolívia e, segundo informações, atua no município sustentado por uma liminar.

APC NEGA PARTICIPAÇÃO EM ENCONTRO DO PMDB

Tempo de leitura: < 1 minuto

O presidente da Associação dos Produtores de Cacau (APC), Henrique Almeida, negou que a entidade recém-criada tenha participado do encontro regional do PMDB em Itabuna, conforme informou a assessoria de comunicação do partido em release distribuído à imprensa (confira). No release, a entidade é cita como Associação dos Produtores de Cacau de Itabuna.

Henrique Almeida foi enfático: “Esclareço que como presidente da Associação dos Produtores de Cacau não participei do encontro do PMDB, mesmo porque não fui convidado. Caso algum membro da APC tenha participado foi por livre e espontânea vontade, fato que entendemos como legítimo mas que não oficializa a participação da nossa entidade no referido evento”.

Back To Top