skip to Main Content
23 de outubro de 2020 | 03:15 am

IFET DO SUL DA BAHIA SAI EM JUNHO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Prometida, desejada. A instalação de um instituto federal de educação tecnológica no sul-baiano caminha para, de fato, sair do papel. O que está praticamente sacramentado é o local onde funcionará o instituto, na Vila Cachoeira, em Ilhéus. As primeiras turmas serão inauguradas em junho de 2010, conforme planejamento já traçado pelo Ministério da Educação (MEC).

As conversações entre o MEC e Secretaria Estadual de Educação avançaram nos últimos dias. O campus sul-baiano do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (Ifba) oferecerá cursos nas áreas tecnologia e agroecologia. Serão oferecidos cursos em níveis de ensino médio e superior. O terreno onde será construído o Ifet terá 40 mil metros quadrados. O terreno foi doado pela prefeitura de Ilhéus.

Atualizado às 20h31min

Esta publicação possui 0 comentários
  1. E pra Itabuna nada!

    Sem Porto.
    Sem Aeroporto.
    Sem UESC.
    Sem Ceplac.
    Sem ZPE.
    Sem Pólo de Informática.
    Sem Ferrovia.
    E agora sem Ifet.

    É revoltante a incapacidade de nossos políticos em trazer benefícios para nossa cidade. Sem contar que os políticos de Ilhéus nada fizeram para levar tudo para lá.

    Tem um Jegue enterrado aqui!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Se o Ifet não vier para Itabuna como o deputado Geraldo simões sempre disse, já que para Ilhéus iria o Cefet, fica comprovado que é melhor ser inimigo do Rei do que amigo dele.
    E aí Geraldo? como fica sua situação junto ao seu eleitorado. E seu prestigio diante do presidente?

  3. É, parabéns!!! para os ex-deputados que estão conseguindo empreendimentos pra Ilhéus, então, Itabuna na precisa de Deputados, vamos deixar ser ex, quem sabe conseguiremos alguma coisa. E a Geraldo Simões que diz vc???com a palavra o nosso deputado Geraldo

  4. Felipe, antes Cefet agora Ifet, mas no meio do caminho existiu o Infet, que seria, ou será… ou melhor: já foi! Melhor ainda, deixa o deputado GS explicar o inexplicável.
    Mas disso tudo o que importa é que mais uma vez Itabuna não é a bola da vez. E não adianta o deputado vir com aquela velha conversa que o prefeito não é do mesmo partido, blá,blá,blá…
    Perde ele e a maioria dos políticos a oportunidade de provar que mesmo sem estar no poder executivo pode fazer com que nossa cidade não perca investimentos para nossa irmã Ilhéus, ou outra cidade qualquer, por incompetência ou por falta de luta.
    É Itabuna ficando mais uma vez pra trás, e nesse caso não por culpa dos tabaréus FG e Azevedo.

  5. O pior é que ainda tem gente que vota em quem nada faz, …!!!

    Eleitor de Itabuna é como torcedor argentino, …!!!

    O Maradona, assim como alguns Deputados daqui, nada fazem, mas são tratados como Deuses, …!!!

    Mas que povo “inteligente”, …, reelege, …, coloca esse povo na Prefeitura, …, experimenta, …!!!

    Só bala nesse povo, pois cadeia relaxa, …!!!

  6. Quanto ao Jorge, se for o “Jorjão”, …, eu considero todas suas palavras, mas “Porto” para Itabuna seria tal qual a “praia” do Oduque, …!!!

    Pega leve, …!!!

  7. Sérgio, vou explicar bem devagarziiiiinho pra ver se vc entende. Quannndoo diigooo Porrtooo queero dizeeer que coooomo Ilhéuuuus já temmmm equipameeentos comooo Uesc, Porto, etc, para um crescimento equilibrado das duas cidades ( que se completam ) nada mais justo que Itabuna fique com o que é sua vocação, prestação de serviços.
    Da próxima vez vou explicar melhor. pois vejo que tem dificuldade em entender as coisas.

  8. Prezado Jorge,
    A UESC está no meio do caminho entre as uas cidades. A rigor, só está territorialmente em Ilhéus, mas presta seu serviço a toda a região. Quanto à CEPLAC, então, fica basicamente às portas de Itabuna.Sem Porto.
    De uma maneira geral, tudo o que beneficia Ilhéus também beneficia Itabuna (porto, aeroporto, Pólo de informática, Ferrovia IFET) e se em alguns momentos Itabuna quer sediar empreendimentos, pode sim, orgainizar-se para tal. Pode, por exemplo, planejar-se para sediar um pólo de software, que comporia um eixo de TIC, fazendo parceria com o Pólo de hardware de Ilhéus, fortalecendo ambos. Nada impede que, no futuro, uma unidade do IFET seja instalada em Itabuna também. Deve haver um movimento suprapartidário para essas coisas todas acontecerem.

  9. Só para lembrar.
    Há mais de hum ano, o Deputado Veloso encheu a região de out-doors alardeando que ele tinha conseguido um, na época, CEFET, para Ilhéus.
    ERA PROPAGANDA ENGANOSA.
    Agora, parece que realmente a coisa vai sair, não pelo esforço ou pretígio dele.
    Espera-se que o Deputado não apareça outra vez como pai de criança e termine complicando as coisas.
    Aproveitando o ensejo, o que anda fazendo em prol da nossa Região o Deputado Veloso???
    Pelo andar da carruagem, termina o mandato dele e ele não diz a que veio.

    Ilhéense

  10. Gesil, concordo com vc em parte, por exemplo, sei que a maioria dos estudantes da UESC é de Itabuna, ela até é mais perto daqui do que Ilhéus, também sei que ela se originou da união de 2 faculdades das 2 cidades, mas o fato é que exatamente por estar territorialmente em Ilhéus que os índices sócios-econômicos como renda per-capta, número de cursos universitários , etc, são contabilizados para Ilhéus, mesmo Itabuna sendo mais representada e isso também acontece no caso da Ceplac aqui juntinho. Sorte de Ilhéus, mas é que entendo que por Ilhéus já ser privilegiada com a natureza, ter um Porto, aeroporto e a industria do turismo ao seu dispor acho que para fortalecer ainda mais a idéia de uma região metropolitana seria importante para Itabuna receber o ifet ou a federal por exemplo. Assim o bolo seria partido de forma mais justa e respeitando a vocação de cada uma delas.

  11. O pessoal! o IFET ficará quase no meio do caminho das duas cidades ,pertencem as duas e não falamos mais nissso , parabens! pra Ilheus e Itabuna tb.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top