skip to Main Content
27 de fevereiro de 2021 | 06:21 am

CACAU: BC PRORROGA VENCIMENTO DE DÍVIDA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Produtores têm novo prazo de vencimento de dívidas.

Produtores têm novo prazo de vencimento de dívidas.

Uma resolução do Banco Central, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 17, prorrogou até 30 de dezembro o prazo de vencimento das dívidas contraídas por produtores sul-baianos no Programa de Recuperação da Lavoura Cacaueira.

A resolução 3.782 é assinada pelo presidente do BC, Henrique Meirelles. A prorrogação é válida apenas para os produtores que aderiram ao PAC do Cacau, um novo programa de revitalização da economia cacaueira e que prevê créditos de R$ 2,52 bilhões para o sul da Bahia.

A resolução está publicada na página 43, seção 1, do Diário Oficial e declara situação de normalidade dos contratos das fases 1 a 4 do Programa de Recuperação da Lavoura. O PAC do Cacau foi lançado em maio de 2008, em Ilhéus, pelo presidente Lula. Até agora, nenhum contrato foi assinado pelos produtores com base nas linhas do programa.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Um par de tênis, colchão e até uma cama. O entulho e o lixo acumulados pelas ruas de São Paulo mostrados pela TV são uma ameaça, ainda mais em dias de chuva. E você pensa que em Itabuna é diferente?

    Nada disso. As ruas do centro da cidade e de bairros como Conceição, Vila Zara, São Pedro, São Judas Tadeu, Pontalzinho e Fátima, dentre outros, concentram lixo de toda espécie sem que a prefeitura ou a Marquise, vencedora da milionária concorrência, façam qualquer limpeza.

    Aliás, as bocas-de-lobo estão de entulho e lixo em toda a cidade e não dão vazam às águas pluviais e o que se vê é alagamento, como na Avenida Inácio Tosta Filho, no prédio que um dia abrigou a CNPC. “A água leva o lixo para os bueiros e daqui a pouco tá tudo inundado”, disse um transeunte ouvido pela reportagem da TV, o mesmo fenômeno que se dá por aqui.

    E pensar que estamos entrando na primavera, uma estação de transição entre o inverno e verão, com temporais e chuvas torrenciais?! Pobres cidades brasileiras com os gestores que têm. Tanto na paulicéia como por aqui, os prefeitos são de um mesmo partido.

  2. Mais uma solução paliativa para o nosso problema. Repete-se o velho custume de ir empurrando tudo com a barriga. É inconcebível a falta de sensibilidade governamental para tão grave problema. Mais inconcebível ainda, é a nossa omissão e de toda a região diante desses fatos. Nenhuma agricultura no Brasil e no mundo foi tão patriótica como a do cacau. Em 50 anos, ela deu aos governos sob a forma de taxas extras mais de 4 BILHÕS E MEIO DE DÓLARES, independente do pagamento de todas as taxas,tributos e impostos incidentes na agricultura. Até 1966, quase 60% dos recursos do Estado da Bahia eram provenientes da lavoura do cacau. A economia do Cacau, responsável por tudo de bom na região cacaueira, foi construída e edificada por nossos ancestrais, que saindo de suas regiões, na Bahia, no Brasil e até no exterior,sem terem direito a escola, muito menos a Universidade, chegaram para desbravar a Mata Atlântica inóspita,( muitos sucumbiram de impaludismo nessa aventura, outros tantos não tiveram direito nem a uma aposentadoria de salário mínimo) vindo a pé ou em lombo de animais e construiram sem trabalho escravo e sem ajuda oficial, o Universo do Cacau, que chegou a gerar no ano de 1979, 1 Bilhão de dólares na balança comercial de exportações. O patrimônio da Ceplac, as estradas da região, os Hospitais, as pontes, a Universidade, enfim, quase tudo que a região possui, veio do esfôrço dos cacauicultores(minis, pequenos, médios e grandes).A maioria da população da região do cacau e fora dela, parece se divertir con a situação. Os livros do famoso Jorge Amado que tanto fizeram sucesso e fazem até hoje, criou um forte preconceito contra a região. Lula é hoje nosso herói maior, porque saiu do agreste pernambucano para vencer na cidade grande, os nossos antepasdsados sairam na situação dele para construir o “El Dorado da Cacau” e são considerados vilões. É isso aí. Reagir é preciso.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top