skip to Main Content
5 de julho de 2020 | 10:29 pm

ERA D’OXUM… AGORA É DO PSB

Tempo de leitura: < 1 minuto

Ao que parece, os partidos políticos entraram em uma safra de captação de celebridades. Depois que o PV filiou a cantora Carla Visi e o PRB ganhou a adesão do pugilista aposentado Acelino Popó de Freitas (pré-candidato a deputado federal), o PSB baiano anuncia a contratação (ops, filiação…) do cantor e compositor Gerônimo.

O monarca Gerônimo (ele foi Rei Momo no último Carnaval) formaliza a entrada no PSB em um evento marcado para esta sexta-feira (25), a partir das 18h30min, no Hotel da Bahia (Campo Grande).

A partir da oficialização, o músico estará num time que já tem outras figuras  pouco ambientadas no meio político. Ontem, no Rio de Janeiro, o “escalado” pelo PSB foi o baixinho  Romário, que já chegou mandando a bola para fora do estádio. Ao assinar a ficha, disse que estava muito feliz por ingressar no… “PSDB”!

Para descontrair, confira um momento de Gerônimo… Não como político, mas como rei:

SENA COBRA HOMENAGEM A MANOEL LEAL

Tempo de leitura: < 1 minuto
Sena exige homenagem ao jornalista Leal.

Sena exige homenagem ao jornalista Leal.

Luís Sena, ex-vereador de Itabuna, toca num ponto que passa despercebido para muitos. Ligado aos movimentos sociais e hoje na vice-presidência do PCdoB local, ele cobra do governo municipal que coloque a placa oficial com a denominação da praça Manoel Leal (antiga Getúlio Vargas), no centro.

Sena foi autor da lei que modificou o nome da praça, em homenagem ao jornalista assassinado no dia 14 de janeiro de 1998. “Está na hora do prefeito Azevedo mostrar que é diferente”, cobra.

E o ex-vereador lembra do atual momento em que organismos internacionais e o estado reconhecem as falhas dos órgãos de segurança pública na garantia à vida e à  liberdade de expressão na Bahia.

Sena explica que o ex-prefeito Fernando Gomes fez questão de descumprir a lei municipal. “A Câmara de Vereadores aprovou e o prefeito não sancionou. O legislativo teve que promulgá-lo para que se tornasse lei. A colocação da placa oficial por parte do governo, mostraria que Azevedo é diferente do antecessor”, explica.

WAGNER E A DIVISÃO DO PRÉ-SAL: MAIS PARA QUEM TEM MENOS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Wagner defende critérios sociais para a divisão do pré-sal

Wagner defende critérios sociais para a divisão do pré-sal

O governador Jaques Wagner participou hoje à tarde do início dos debates no Seminário Pré-Sal e o Futuro do Brasil. Além do baiano, os governadores Eduardo Campos (PE) e Paulo Hartung (ES), participaram do painel “Distribuição dos Dividendos do Pré-sal”, que integra a roda de palestras do seminário.

Refutando qualquer tentativa de ideologizar o debate da partilha do pré-sal, Wagner se colocou contra o atual modelo de partilha dos royalties e condenou a distribuição equitativa da riqueza. A proposta dele é vincular a distribuição ao índice populacional de cada estado e inversamente ao respectivo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Para justificar sua proposta, citou como exemplo as conseqüências danosas do desenvolvimento concentrado do país, voltado para as regiões sul e sudeste do Brasil. “Manter a distribuição de royalties da forma atual significa perpetuar um modelo de desenvolvimento que gera desigualdades regionais”.

EDSON DUARTE VOTA CONTRA O PORTO DE ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Do Bahia Notícias

A Câmara Federal aprovou na noite de ontem a Medida Provisória 462/09, que acrescenta o Porto de Ilhéus ao do Plano Nacional de Viação, possibilitando mais investimentos. Da Bahia, só quem votou contra a proposta foi Edson Duarte, do PV, alegando questões ambientais e necessidade de estudos de impacto ecológico. A MP uniu governo e oposição. Encaminharam favoravelmente à votação os deputados José Carlos Aleluia (DEM), Jutahy Júnior (PSDB), Geraldo Simões (PT), Colbert Martins (PMDB) e Lídice da Mata (PSB). O Porto Sul é importante para o escoamento de toda a produção de soja, tanto do Centro-Oeste quanto do Oeste da Bahia.

INDÚSTRIAS MOAGEIRAS CONCEDEM REAJUSTE DE 6%

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os trabalhadores das indústrias de alimentação tanto pressionaram que, enfim, conseguiram dobrar as empresas e obtiveram reajuste salarial num momento em que as multinacionais instaladas no sul da Bahia falavam em corte de benefícios e demissões. As negociações começaram em junho.

Segundo informa o Sindicato dos Trabalhadores em Indústrias de Alimentação de Ilhéus, Itabuna e Uruçuca (Sindicacau), os trabalhadores da Delfi Cacau Brasil, em Itabuna, tiveram reajuste salarial de 6%, tíquete-alimentação de R$ 387, e Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de R$ 2.600. A Cargill acenou também com 6%, tíquete de R$ 380,00 e PLR equivalente a 1,4 salário.

O percentual de 6% também foi concedido aos trabalhadores da Barry Callebaut e da ADM Joanes, com tíquete de R$ 380,00. A Barry concedeu R$ 1,3 mil de participação nos lucros e a Joanes, o equivalente ao salário do trabalhador.

O presidente do Sindicacau, Luiz Fernandes, disse, por meio de sua assessoria, que a campanha salarial foi a mais difícil dos últimos tempos, mas a pressão dos trabalhadores resultou em reajuste que as empresas não admitiam conceder logo no início das negociações.

MORRE PROFESSOR VÍTIMA DE ATENTADO EM PORTO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Álvaro foi vítima de emboscada em Porto Seguro.

Álvaro foi vítima de emboscada em Porto Seguro.

Vítima de uma emboscada na última quinta-feira, o presidente do Sindicato dos Professores de Porto Seguro/APLB-Sindicato, Álvaro Henrique Santos, 28 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu nesta tarde, no Hospital São Rafael, em Salvador. O professor foi baleado na cabeça. Transferido para o hospital da capital baiana, Álvaro foi submetido a uma cirurgia para extração de um projétil alojado na cabeça.

Na quinta-feira à noite, quatro homens armados invadiram o sítio da mãe de Álvaro, na localidade conhecida como Roça do Povo. Os bandidos mantiveram reféns a mãe e o irmão do sindicalista e os obrigaram a ligar para Álvaro Henrique. Ele chegou ao local, acompanhado do amigo Elisney Pereira, 31, que acabou morto pelos bandidos.

A morte de Elisney, que teve o corpo sepultado na sexta-feira, fez com que cerca de 200 professores protestassem contra a morte do colega. Eles estavam em intensa campanha salarial em Porto Seguro. Quase uma semana depois do crime, ainda não foram encontrados suspeitos das duas mortes.

O delegado Renato Fernandes havia descartado a hipótese de assalto e afirmou que o crime se tratava de um atentado. A emboscada tem clara conotação política. Professores afirmam que esta foi a primeira vez que a categoria conseguiu, de fato, se organizar. Aí, aconteceu a tragédia. Com informações do Correio e foto do Radar 64.

VEREADORES CRIAM BLOCO PARA PRESSIONAR AZEVEDO

Tempo de leitura: 2 minutos
Ruy, Gerson e Solon criam bloco independente na Câmara.

Ruy, Gerson e Solon criam bloco independente na Câmara.

Três vereadores que integravam a bancada governista decidiram formar o que eles chamam de bloco independente na Câmara Municipal.

Solon Pinheiro (PSDB), Ruy Machado (PRP) e Gerson Nascimento (PV) dizem que existem hoje as bancadas de oposição e a governista. O trio, que fazia parte da base do prefeito Capitão Azevedo (DEM), decidiu unir forças.

Segundo o tucano Solon Pinheiro, a união é para que tenham mais força para, segundo ele, “cobrar mais do governo”.

Dos três, o que havia já assumido posição de independência em relação ao governo foi o médico Gerson Nascimento (PV).

Por telefone, o Pimenta conversou com o vereador Solon Pinheiro, que explicou o conceito de independência do bloco.

Já está mais do que claro que o bloco independente que já existe é de oposição ao governo municipal. Verdadeiramente independente é esse bloco que eu, Ruy e Gerson estamos criado.
Mas este bloco é independente em relação a quem?
Ao governo.
E como vocês estão sendo tratados?
Está do mesmo jeito do início. A gente encontra algumas dificuldades. Política é soma, união. Vamos unir forças para poder cobrar mais do governo.
E quais seria essas dificuldades?
É de relacionamento com o governo, relação política mesmo.
Mas essas dificuldades vêm de onde, do prefeito ou de secretários?
A dificuldade é em relação ao cumprimento de acordos.

Por que vocês decidiram criar mais um bloco independente?

Já está mais do que claro que o bloco independente que já existe é, na verdade, de oposição ao governo municipal. Verdadeiramente independente é esse bloco que eu, Ruy e Gerson estamos criando.

Mas este bloco é independente em relação a quem?

Ao governo.

Vocês não estão sendo bem tratados pelo Executivo?

Está do mesmo jeito do início. A gente encontra algumas dificuldades. Política é soma, união. Vamos unir forças para poder cobrar mais do governo.

E quais seriam essas dificuldades?

É de relacionamento com o governo, relação política mesmo.

E estes entraves partem de onde, do prefeito, de secretários ou de todo o governo?

A dificuldade é em relação ao cumprimento de acordos.

Que tipo de acordo?

São acordos individuais, cada um tem o seu. Eu, por exemplo, tenho cobrado benfeitorias em minha base política e não tenho obtido respostas. A gente se une para poder cobrar mais. O grupo pode ter mais um vereador.

Quem?

Ainda é cedo para falar, mas estamos conversando.

PDT BAIANO TOMOU ‘BIOTÔNICO’

Tempo de leitura: < 1 minuto

Se é verdade que o governador Jaques Wagner gosta de aliado fortalecido, parece que a dose de ‘biotônico’ receitada ao PDT foi das melhores. Após o ingresso do partido de Brizola nas hostes governistas, a legenda aumentará a sua bancada na Assembleia Legislativa baiana com o ingresso de quatro novos deputados.

Os nomes são o do presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo, João Bonfim, Emério Resedá e o do itabunense Paulo Câmera. A filiação do quarteto tem data e hora marcadas. Será no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador, no próximo dia 30, às 18h30min. Com as novas filiações, o partido sai de dois para seis deputados na Assembleia.

João Bonfim foi eleito pelo DEM, mas estava sem partido desde o ano passado. Câmera sai do PTB, Nilo era do PSDB, assim como Emério Resedá. Aliás, Resedá é outro nome oriundo do DEM, de onde saiu logo em janeiro e antes de assumir o seu terceiro mandato no parlamento estadual.

PROFESSORES DECIDEM NÃO FAZER GREVE CONTRA ENTURMAÇÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma assembleia realizada em Salvador na manhã de hoje decidiu pela não realização de uma greve contra a enturmação nas escolas da rede estadual – junção de turmas para alcançar um número desejável de alunos por sala de aula.

Oficialmente, a Associação dos Professores Licenciados da Bahia (APLB), afirma que a categoria vai manter a mobilização, enquanto aguarda o julgamento de um mandado de segurança contra o sistema de enturmação.

A recusa da categoria pode ser explicada com a proximidade do final do ano letivo. Uma greve agora, levaria a conclusão desse ano para 2010.

A APLB está incentivando a realização de reuniões nas escolas para explicação aos alunos, pais de alunos e trabalhadores em educação sobre a enturmação e que o agrupamento de turmas é ruim para a educação.

Em Itabuna está prevista uma assembléia para a tarde de hoje, no auditório da API, na praça Jornalista Manuel Leal.

Back To Top