skip to Main Content
25 de novembro de 2020 | 08:37 am

WAGNER E A DIVISÃO DO PRÉ-SAL: MAIS PARA QUEM TEM MENOS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Wagner defende critérios sociais para a divisão do pré-sal

Wagner defende critérios sociais para a divisão do pré-sal

O governador Jaques Wagner participou hoje à tarde do início dos debates no Seminário Pré-Sal e o Futuro do Brasil. Além do baiano, os governadores Eduardo Campos (PE) e Paulo Hartung (ES), participaram do painel “Distribuição dos Dividendos do Pré-sal”, que integra a roda de palestras do seminário.

Refutando qualquer tentativa de ideologizar o debate da partilha do pré-sal, Wagner se colocou contra o atual modelo de partilha dos royalties e condenou a distribuição equitativa da riqueza. A proposta dele é vincular a distribuição ao índice populacional de cada estado e inversamente ao respectivo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Para justificar sua proposta, citou como exemplo as conseqüências danosas do desenvolvimento concentrado do país, voltado para as regiões sul e sudeste do Brasil. “Manter a distribuição de royalties da forma atual significa perpetuar um modelo de desenvolvimento que gera desigualdades regionais”.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Oxente. Se a proposta de Wagner é de suplantar o modelo de royalties atual – que leva em conta o grau de participação na produção – por outro que leve em conta somente o IDH, o que ele está fazendo, ao contrário do que diz a nota, é precisamente ideologizar o debate.

  2. Será que Wagner concordaria em repartir os royalties das geradoras de energia da Bahia e exemplo de Sobradinho , Paulo Afonso , Itapebi para o Ceará Rio Grande do Norte ,Paraiba que não geram nada de energia? Claro que náo , este governador que tungar o recursos dos outros estados mas náo daria do seu.

  3. Essa discussão sobre o PRÉ SAL, pela importancia que dizem ser para o futuro do Brasil e dos brasileiros, tem sido uma discussão de “compadres”, que num clube fechado, quardam a “sete chaves”, as informações que deveriam ser públicas. Na verdade, tudo que sabemos sobre o tema, é na base do ouvir dizer. Estamos festejando, e já fazendo contas dos dividendos, com o ovo ainda no “fiofó” da galinha. Dizem que: “De poeta e de louco, todos nos temos um pouco”, daí eu me aventurei nessa onda e tempos atrás escrevi o que se segue, pois me parece bastante atual.

    Zé Genoino,
    Zé Dirceu
    E Zé Sarney,
    Do nosso Presidente Lula,
    Os queridos Zés.

    Nós outros,
    Os Manés.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top