skip to Main Content
5 de julho de 2020 | 11:37 pm

MAIS UMA QUE PASSA ‘BATIDA’

Tempo de leitura: < 1 minuto

Não parece mesmo ser o forte do governo Azevedo esse negócio de conferências. Já foi assim com a da Educação. Amanhã, entre as 7h30min e 18h30min, será realizada a primeira Conferência Municipal de Cultura de Itabuna. O evento é promovido pela própria prefeitura, através da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC). Mas pouca gente ficou sabendo.

A conferência será realizada no Centro de Cultura Adonias Filho. Vai abordar memória, diversidade e cidadania no fazer cultural, além de propor estratégias para a sustentabilidade da cultura local, através de debates entre artistas e gestores. Espera-se que pelo menos os artistas estejam cientes do evento…

Só pra ilustrar: Ilhéus, mesmo com os seus problemas, se vende como berço cultural. Vai sediar a Conferência Estadual, até o final do ano, o que mattou muita gente de inveja há pouco tempo. Cegos pelo ciúme, gestores itabunenses apenas criticaram a escolha de Ilhéus. Hoje se vê que não havia tanta incoerência assim da Fundac ao direcionar a Ilhéus o evento máximo da cultura baiana. Fica a lição.

IMBASSAHY FALA DE SERRA E ALIANÇAS NA BA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Imbassahy fala de alianças e projetos para 2010.

Imbassahy fala de alianças e projetos para 2010.

O ex-prefeito de Salvador e atual presidente do PSDB baiano, Antônio Imbassahy, concedeu entrevista exclusiva ao Pimenta na Muqueca. Bastante generoso nos elogios ao blog, o tucano falou de alianças na Bahia, queda de José Serra nas pesquisas de intenções de voto para presidente, campanha proporcional e os rumos do partido no estado.

Imbassahy esteve em Itabuna para abonar ficha de novos filiados e traçar estratégias do partido no sul da Bahia. Uma das possíveis novidades até o dia 3 de outubro é a filiação da vereadora Rose Castro ao PSDB. Tudo depende do “ok” do atual partido dela, o PR, do também vereador Roberto de Souza.  A entrevista com Imbassahy você confere nesta quarta-feira, 29.

ESCOLA MUNICIPAL FAZ ‘GATO’ DE ENERGIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Em Ilhéus, a Escola Nossa Senhora D´Ajuda não tem água potável e a energia elétrica é obtida por meio de ligação clandestina, o popular “gato”. O estabelecimento funciona em Acuípe, próximo ao balneário de Olivença.

A escola é da rede municipal. Além de problemas com água e energia elétrica, o cardápio da merenda é quase sempre “biscoito, chocolate com leite e doce”. O Blog do Gusmão é quem faz a denúncia, em vídeo (clique aqui para assistir).

UBALDINO&CIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Não é so o ex-prefeito de Porto Seguro, Ubaldino Júnior, que apoiará Geddel Vieira Lima no projeto de disputa do cargo de governador da Bahia. A família parece ter endossado o projeto. São reais as chances do deputado federal Uldurico Pinto (PMN) também apoiar o peemedebista e ministro do presidente Lula. Pelo menos, é o que sussurra gente próxima ao parlamentar. Uldurico é tio do famoso ex-prefeito e integra as bases de apoio ao presidente da República e, também, Wagner.

ADEUM FEZ ESCOLA…

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia (olha Octávio Mangabeira aí!) criou o precedente. Ou seria Adeum Sauer?

Deixemos as dúvidas cruéis de lado e vamos direto ao ponto. O negócio é que livros didáticos com palavrões (como aquele monossílabo!!!) estão fazendo o maior sucesso lá em Minas Gerais. Sucesso de crítica. Crítica dos pais, de professores. E de alunos. Rendeu tanto que foi parar nas páginas e telinhas de grandes veículos de comunicação.

Deu-se que as escolas da rede estadual de ensino danaram a distribuir livros com frases, no mínimo, indecentes. Em determinado texto ‘literário’, está lá: “Quem foi o grande filho da p… que me derrubou?”.

O que é que isso tem a ver com aquele ex-secretário baiano? Peraí que o nobre leitor vai saber:

– “Carimbê fica com vontade de mandá-lo tomar no c…”

Se ligou? Apesar das reticências, a palavra aí acima é aquela mesma que você está pensando.

A Secretaria Estadual de Educação de Minas Gerais não passa recibo. Diz que o livro será distribuído a alunos de 15 anos em diante e que foi aprovado pela equipe pedagógica. Ah, tá.

Relembre a Revista Viva, distribuída em escolas da rede pública da Bahia.

Relembre a Revista Viva, distribuída em escolas da rede pública da Bahia.

ELEIÇÕES: CAI REGRA PARA DEBATE NA INTERNET

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Congresso Nacional bem que tentou engessar a internet ao aprovar um arremedo de reforma eleitoral. Sabiamente, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi de encontro as (más) intenções de deputados e senadores e acabou por vetar pontos da reforma eleitoral ao sancionar a lei.

No que diz respeito à internet, o presidente vetou a equiparação da internet aos meios rádio e TV quando o assunto é debate eleitoral. Os congressistas queriam que os sites fossem submetidos às regras de veículos que são concessões públicas. Sites e blogs seriam obrigados a convidar, pelo menos, dois terços dos candidatos para debates em vídeo.

O sagrado direito de resposta está mantido. Está liberado ao político lançar site sem o domínio “can.br”. Ele poderá fazer campanha em blog e microblog (Twitter), desde que registre o endereço. A campanha virtual será permitida a partir de 5 de julho. O voto em trânsito também será permitido. Em 2014 parte dos votos será impressa, segundo a lei sancionada pelo presidente.

EMPADA SEM AZEITONA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Solon preferiu ir para casa a partir de ato de filiação.

Solon preferiu ir para casa a participar de ato de filiação.

O vereador Solon Pinheiro não quis colocar azeitona em empada alheia. Há pouco, ele se negou a participar da solenidade de filiação do administrador de empresas Augusto Castro ao PSDB.

O ato de filiação acontece no plenário da Câmara de Vereadores e atraiu a Itabuna o presidente estadual dos tucanos, Antônio Imbassahy.

Chamado várias vezes ao microfone, o vereador tucano permaneceu onde estava: em seu gabinete, acompanhado de três assessores. Enquanto a ‘festa’ prosseguia, o nobre tratou de rumar para casa. Augusto Castro nem bem chegou e já tem lá seu opositor declarado.

Apesar da desfeita, Solon está com moral no partido. O presidente do diretório municipal, o jornalista José Adervan, disse que ele é “nome forte” para os planos do PSDB no sul da Bahia em 2010.

O que isso quer dizer? Augusto sairia a deputado estadual em uma remota dobradinha com Solon, que disputaria vaga à Câmara Federal. Se depender de “Menudo”, Augusto terá que procurar outra companhia.

TSE ANALISA CASSAÇÃO DE PREFEITO DE BRUMADO

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Ministério Público Eleitoral é o autor do recurso apresentado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em favor da cassação dos mandatos  e da inelegibilidade de Eduardo Vasconcelos e Ilka Nádia Vilasboas Abreu, respectivamente prefeito e vice-prefeita de Brumado (BA).

O MP acusa os dois de abuso de poder político e econômico e de conduta vedada a agente público a partir do uso de programas assistenciais da prefeitura na campanha de 2008. Eduardo Lima foi reeleito para o cargo naquela eleição.

Segundo o Ministério Público, o prefeito fez uso, enquanto candidato, de dois programas assistenciais da prefeitura – Avante Sertanejo e Decola Brumado –, para obter benefícios políticos e desequilibrar a disputa eleitoral no município. O MP informa que os programas, custeados com recursos públicos, somente foram criados por leis municipais no final de dezembro de 2007 para vigorar em 2008, ano eleitoral.

Leia mais

SECRETÁRIO FALA ATÉ EM DEMITIR CONCURSADOS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Gilson voltou a ameaçar demitir concursados.

Gilson fala até em demissão de concursados.

À lista de possíveis atos para enxugar a folha de pagamento da prefeitura de Itabuna, adicione mais um. O secretário municipal de Administração, Gilson Nascimento, não descartou uma medida ainda mais dura do que suspender as (numerosas) gratificações a funcionários efetivos e cortar adicionais de periculosidade e insalubridade.

Ontem à noite, durante reunião com aprovados em concurso da prefeitura que exigem contratação imediata, Gilson deixou o grupo de cabelo em pé ao afirmar que faz parte do conjunto de medidas até a demissão de concursados.

O grupo chiou forte. Ele disse ser a medida legal e frisou que a receita do município caiu de R$ 17 milhões, em julho, para cerca de R$ 12 milhões em agosto. Ou adota medidas mais duras ou compromete as finanças e, segundo ele, incorre em crime de improbidade administrativa.

SUPLENTES JÁ DISCUTEM COMPOSIÇÃO POLÍTICA

Tempo de leitura: 2 minutos
A discussão da posse já chega ao campo da composição política; PCdoB entrou em peso na parada

A discussão da posse já chega ao campo da composição política; PCdoB entrou em peso na parada

Os suplentes de vereador que buscam um lugar ao sol tiveram uma terça-feira pra lá de agitada. Uns, até mais que outros. Foi o caso de Ricardo Xavier (PMDB) e Dilma do INSS (PTN). Esses tiveram que apresentar requerimento na Justiça Eleitoral com pedido de diplomação e posse.

Quem entrou com pedidos diretos, na secretaria parlamentar da Câmara, foram Rosivaldo Pinheiro e Antônio Félix (Piçarra). Mas o que chama a atenção é o nível dos debates em torno da posse dos ‘filhos da PEC’. Rosivaldo até já virou uma espécie de embaixador do grupo e as discussões já visam à futura composição política da Câmara.

“A oposição não tem a maioria política em Itabuna. Esse é um argumento que os membros da Mesa que se opõem à nossa posse devem atentar. Sabemos que temos direito de entrar. Então, que seja pela via mais amigável e mais racional, do ponto de vista político”, afirma Rosivaldo Pinheiro (PCdoB).

Já Ricardo Xavier prefere apelar para o ponto que, acredita, precisa ser melhor esclarecido para a população. “O maior número de vereadores não aumenta as despesas, pelo contrário. A Emenda 58 garante que os repasses ao Legislativos serão menores. O que vai aumentar é a representatividade, ou seja, serão mais vereadores para lutar pelo povo”.

No final da tarde, Nadson Monteiro (PPS), Glaby Carvalho, o Glebão (PV), Josué Júnior (PR) e Aldeck Gally, o Del Gally (PTdoB), também procuraram a Câmara. Esses completariam o número de vereadores a que Itabuna teria direito (21), pelo entendimento dos interessados. Claro que a questão logo estará nas barras dos tribunais.

Back To Top