skip to Main Content
4 de agosto de 2020 | 10:54 pm

ITABUNA É O JACARÉ QUE VACILA…

Tempo de leitura: < 1 minuto

O anúncio não é novidade (confira aqui), mas Ilhéus caminha para bater o martelo e receber a loja do Atacadão, do grupo francês Carrefour. A atração do investimento é tida como fatura liquidada no município de Nacib e Gabriela.

Agora, informa o Políticos do Sul da Bahia que está tudo praticamente fechado e só falta o grupo francês anunciar a construção em solo ilheense, grudadinho no limite entre Itabuna e Ilhéus, na estância Santo Antônio.

Para rivalizar, o grupo Wal Mart (Bompreço) deve construir uma loja do Maxxi bem próximo ao Atacadão, mas em solo itabunense.

Atualizado às 19h50min

Esta publicação possui 0 comentários
  1. SOU MARCEL LEAL. NÃO EXISTE MAIS ITABUNA ou ILHÉUS.

    EXISTE ITAILHÉUS.

    Entretanto a ESTUPIDEZ, EGOISMO, VAIDADE, SOBERBA DE NOSSOS PSEUDOS LIDERES EMPRESARAIS e POLITICOS NÃO ENXERGAM E SEQUER SABEM O QUE “REGIÃO METROPOLITANA”.

    Tantos beneficios para quem mais precisa seriam criados.

    E A VELHA CULTURA DO CACAU(INDIVIDUALISTA) CONTAMINANDO OS EMPRESÁRIOS DE ITABUNA E ILHÉUS.

  2. Pois é a Prefeitura de Itabuna em vez de ajudar só fez atrapalhar, enquanto isso Barreiras vai emplacando seu Atacadão,Vitória da Conquista a Le Biscuit e Feira de Santana a Maxxi Atacado do grupo Wal Mart. Infelizmente Itabuna parou no tempo com as últimas administrações mediocres mesmo com todo seu dinamismo nas áreas de serviço e comércio que é sua verdadeira vocação.

  3. O pessoal adora incitar a briga entre Ilhéus e Itabuna…

    Deixem de ser bairristas, no modelo capitalista os “negócios” procuram a maior viabilidade de retorno e expansão.

    Como se trata de uma fusão de Supermercado e Varejo, não precisa ter a comodidade(proximidade) de um Shopping, pois a pessoas vão sobretudo para comprar, e não para passear. Dessa forma, numa zona mista entre dois pólos regionais, com grande fluxo de pessoas, o negócio tende a prosperar.

    Daí explica-se a loja do Sam´s Club em Itabuna, num plano mais urbano, de lazer. Onde faz-se necessária a proximidade de possíveis clientes.

    Quando Ilhéus e Itabuna passarem a pensar como um único destino de empreeendimentos, pois a tendência é que a estrada seja cada vez mais urbanizada, as coisas começarão a mudar para ambos os lados.

  4. Wall Mart está quase comprando o carrefour do Brasil e China,pesquise no google a respeito.

    Da Redação: Leandro, as negociações existem e remontam a setembro deste ano, mas como não foram concluídas, e ainda negadas por uma das partes – o Carrefour, teríamos que aguardar as cenas dos próximos capítulos.

  5. Quem sai ganhando e quem sai perdendo?

    Mesmo em solo ilheense não vejo Itabuna perder muito, já que, acredito eu, só serão empregados pessoal de Itabuna por ser mais perto daqui, além da loja do grupo Wal-Mart….

  6. Nada mais é do que a incompetencia administrativa municipal.
    Todoa sabemos que o atacadão está às portas e Itabuna e bem afastado de Ilheus.

    Mas, quem arrecada…

  7. Zelão diz: – Melhor seria… “Boi de Piranha”

    Sem planejamento voltado para as políticas de desenvolvimento que deveriam ser elaboradas, tanto pelo poder público, quanto pelas entidades de classe ligadas ao comércio e a industria, Itabuna, perde até para Ilhéus, que pouco faz e mesmo assim consegue ser mais eficiente.

    Nos orgulhamos de ser a cidade pólo da região e até nos jactamos disso, mas nada fazemos para tornar realidade palpável que traga benefícios para toda a nossa população.

    Mercê de uma mentalidade individualista e primária, nossas lideranças não conseguem exergar além do próprio umbigo e ainda por cima desprezam e canibalizam, toda e qualquer nova idéia que ameace ferir o próprio ego vaidoso.

    Diziam que eramos o segundo pólo da medicina no estado e assistimos Vitória da Conquista, nos ultrapassar em muito e a evasão de muitos médicos daqui, que migraram para outras cidades e por fim; os escandalos financeiros e de gerenciamento, que decretaram a falência do nosso sistema de saúde pública. Atualmente, os serviços de educação é grande meca do nosso orgulho, mas no entanto, a iniciativa de trazer um campus da universidade federal, não recebe o apoio devido das autoridades que governam Itabuna e sem representação política, é quase certo que mais esse sonho irá se perder.

    O comércio, outrora nosso carro chefe, perde a cada dia que passa a participação dos empresários nativos. Sem uma boa imagem regional, vive da sazonalidade de época de dois períodos anuais de premiação.

    Muito mais que estarmos vivendo uma crise econômica, vivemos uma catastrófica, crise de idéias.

  8. Concordo em gênero, número e grau com o comentário de Zelão.
    O que falta em Itabuna são políticos ( se depender da maioria dos que estão aí…) de visão e que enxerguem Itabuna como deve ser, trazendo para cá o que a natureza não nos oferece.
    Então nos resta fazer desse solo varios pólos de desenvolvimento nas áreas industrial, comércial, prestadora de serviços, médica e educacional.
    Para nossa irmã Ilhéus tudo que a natureza oferece: turismo, aeroporto, porto, etc.
    Assim todos ganham e as duas crescem juntas, fazendo da região uma verdadeira região metropolitana.

  9. Ná verdade Itabuna, ganha com a ida do atacadão para Ilhèus. O atacadão é muito prejudicial aos Medios comerciantes, que pagam seus impostos em gerão empregos para cidade, e o mais importante o que lucram gastam no proprio municipio, já o atacadão manda tudo o que fatura para frança, emprega pouquicimas pessoas.

  10. Ainda vão construir em Itabuna/Ilhéus??
    Juazeiro já tem a mais de um ano o Carrefour! Assim com Conquista e Feira! De qualquer forma creio que está equilibrada a situação: é dentro de Ilhéus porém bem mais próximo de Itabuna!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top