skip to Main Content
3 de agosto de 2020 | 05:07 pm

ABACAXI

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Grapiúna Tênis Clube (GTC) é uma alça de caixão pesadíssima, mas há quem queira carregar o fardo. Uma comissão promete dar posse a Walter Silva, o Piloto, como novo presidente do clube, substituindo Ico Oliveira (presidente) e Carlos Leahy (vice), que pegaram o boné e renunciaram.

Como o que é ruim pode ficar ainda pior, o estatuto do clube reza que, em caso de renúncia, uma nova eleição deve ser convocada para, no máximo, 90 dias. Ou seja, não tem essa de substituição sem disputa no voto. E aí, será que ‘Piloto’ leva?

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Esse clube que já foi o “must” de Itabuna dá bem a dimensão da sociedade da cidade: decadente, caloteira e mal gerida.
    Porque um clube social da “elite” quebrar é bem significativo.

  2. Fui, durante muito tempo, Presidente do Jequié Tenis Clube, na época áurea dos Clubes Sociais. Já frequentei muito o importante Grapiúna Tenis Clube. Ambos, dos melhores do Estado. Lamentávelmente a situação dos Clubes Sociais em todo Brasil é de decadência. Em Jequié estamos criando um grupo para reestudar o assunto e ver as alternativas de recuperação, ainda que, com novas fórmulas de funcionamento.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top