skip to Main Content
10 de julho de 2020 | 08:02 pm

“DROGA É PROBLEMA SOCIAL”, DIZ COMANDANTE DA PM

Tempo de leitura: 2 minutos
.

A polícia militar vem conseguindo, nas últimas semanas, implementar várias ações de combate ao tráfico em Itabuna, o que resultou nas maiores apreensões de drogas no ano. Nessa entrevista ao repórter Fábio Luciano, o tenente-coronel Jorge Ubirajara Pedreira fala do atual momento da segurança em Itabuna.

Ele observa que o trabalho que vem desenvolvendo já apresenta resultados positivos, e assegura que será ampliado, em duas frentes: as operações especiais, como a que está em curso – Visão Noturna – e o projeto Comando nos Bairros.

Sobre o crescimento do consumo de drogas, especialmente o crack, na região, ele diz ter consciência de que esse é um problema, primeiro, de ordem social. “Acaba desembocando na segurança pública. Mas deve ser tratado como um problema social”.

Que a avaliação já é possível fazer da operação Visão Noturna, que a PM iniciou na semana passada?

A avaliação é positiva. Estamos contando com apoio de outras forças policiais.  Mas o que observamos é que operações como essa garantem um suporte para a atuação da própria polícia. A cada operação desse tipo, nosso trabalho tende a melhorar. Em breve os resultados serão cada vez mais aparentes.

Como o senhor vê esse crescimento do consumo de drogas na região, especialmente o crack?

Na verdade essa é uma questão que tem que ser acompanhada por todos os segmentos da sociedade, pelas autoridades e poderes constituídos. Tenho dito que está na hora de se repensar essas questões. Primeiro, não é uma questão de segurança pública. Obviamente que desemboca na segurança pública, porque gera conflitos, crimes, infrações de toda sorte. Mas deve ser encarado, primeiro, como um problema social.

Mas, no campo da segurança pública, o que Itabuna pode esperar, em termos de combate a esses crimes?

Estamos realizando operações integradas com a Polícia Civil, inclusive essa operação que está em andamento [Visão Noturna]. Aliás, todas as outras operações que realizamos contamos, cada vez mais, com essa parceria. Cada órgão dentro de sua missão institucional, mas ambos trabalhando de uma forma integrada. E os resultados são positivos.

Qual o contingente do 15º BPM e qual seria o numero ideal de policiais para Itabuna?

Trabalhamos geralmente com a perspectiva de um policial para cada 250 habitantes, seguindo orientações da própria Organização das Nações Unidas (ONU). O efetivo do batalhão é de 626 policiais militares [o que estaria abaixo do ideal]. Mas o Estado já está convocando, a partir de 1º de dezembro, após a formatura, 3.200 novos policiais militares. Certamente vamos poder contar com uma parte desse contingente.

O que a população pode esperar desse projeto Comando nos Bairros, que já foi levado a alguns bairros de Itabuna?

O objetivo é aproximar a polícia militar da comunidade, e discutir com a população questões de Segurança Pública. Já podemos ver resultados positivos, porque, a partir do momento em que a gente abre um fórum de discussão com a comunidade, as soluções aparecem, e é isso o que está começando a acontecer.

Esse projeto fica restrito a Itabuna ou será ampliado aos municípios jurisdicionados ao 15º Batalhão?

Em Itabuna, já fizemos nos bairros de Fátima, Maria Pinheiro e Ferradas. Já expandimos para o município de Coaraci e vamos levar o próximo para Itapé, provavelmente na semana que vem.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Pena que o Cel Ubirajara não pode falar algumas verdades, haja vista que seu cargo é político. Além do efetivo muito aquém da necessidade da cidade de Itabuna, tem também, a problema crônico da falta de viaturas. Ou seja, o governo quando as adquire, ficam quase todas na capital, e quando vem algumas para cá, falta dinheiro para combustível. Triste realidade…

  2. FALAR UMA COISA TAO BONITA COMO SE ITABUNA ESTIVESSE AS MIL MARAVILHAS COM ESTA POLICIA INOPERANTE QUE TEMOS, GOSTARIA QUE O COMANDANTE ANDASSE A NOITE NAO DIGO NEM NOS BAIRROS PORQUE LA JA SE INSTALOU O TOQUE DE RECOLHER, PRIMEIRO FAÇA UMA LIGAÇÃO PARA O 190 COMO UMA PESSOA COMUM COMUNICANDO UM ASSALTO E DAI O SENHOR VAI VER A FALTA DE EXPERIENCIA DAS PESSOAS QUE ATENDEM O TELEFONE,SEGUNDO AGUARDE PARA VER EM QUANTO TEMPO ESSES POLICIAS COM A VIATURA VÃO CHEGAR AO LOCAL DO SUPOSTO ASSALTO SE CHEGAREM. COMANDANTE SAIA NO CENTRO DA CIDADE A PE DEPOIS DAS DEZ HORAS DA NOITE, SOZINHO E SE O SENHOR ANDAR MAIS QUE UMA HORA PELO CENTRO A PE E SE NAO FOR ASSALTADO E PORQUE O SENHOR E UM FELIZARDO, SAO TANTOS OS ASSALTOS NO CENTRO QUE O SENHOR NAO TEM NOÇAO DA GRAVIDADE, OS MORADORES DA PERIFERIA JA TINHAM PERDIDO A FE NA POLICIA, HOJE OS MORADORES DO CENTRO TAMBEM PERDERAM E E POR ISSO QUE A MAIORIA DOS ASSALTOS QUE OCORREM NO CENTRO NAO TEM QUEIXA PRESTADA, OS COMERCIANTES ENTAO COITADOS, AS CAMARAS DE SEGURANÇA INSTALADAS NA CINQUENTENARIO, SÃO DE FACHADA, POIS A SORVETERIA DANUBIO DE FRENTE A UMA DESSAS CAMARAS, JA FOI ASSALTADA VARIAS VEZES E AS CAMARAS NÃO REGISTRARAM OS ASSALTOS, FICA AQUI MEU DESABAFO DE UMA PESSOA QUE AMA ITABUNA. UMA JOVEM SENHORA COMO ITABUNA MERECE MAIS RESPEITO.

  3. O governo Wagner vai entregar 983 viaturas nunca visto na Bahia.
    E combustivel é 20 litros por dia.
    A Segurança pública agora está sendo vista como prioridade, penas que o povo de Itabuna não exerga.
    A violencia deve ser vista crime a crime, causa por causa.
    Quando alguém deve na boca, não há policia que possa evitar a morte desse devedor.

    Os crimes de: ciume, adulterio, ganancia, filhos que não obedence os pais, televisão, novelas que incita a violencia, video game. Esses crimes não é culpa da policia. Outro é o crime contra os gays, que culpa a policia tem.
    Quartel de helcopetro, Wagner inaugurou o melhor da America Latina.
    4000 mil coletes.
    Auxilio alimentação para interior.
    Agora aqueles que passaram 16 anos e nada fizeram, e agora são profetas que são o salvador da patria.
    Paulo Souto gosta da ILha do Urubú

  4. Zelão diz: – Que os problemas existem, existem. Mas…

    Em pouco tempo no comando do 15º BPM, o Coronel Ubirajara,com o apoio do CPRS e da Polícia Civil, já dá mostras da sua competência em comando.

    É mais do que evidente que os velhos problemas persistem. Porém, a capacidade em comandar, são exemplos que naturalmente são seguidos pelo restante da tropa. Dinamismo, capacidade de liderança e conhecimento sobre a operacionalização dos recursos disponíveis, estão fazendo a diferença.

    O que se espera e toda a sociedade deve apoiar, são os esforços na busca das condições ideais para a realização dos trabalhos de segurança. Não dá para atribuir só à polícia; ao estado como gestor e à justiça como guardiã, todas as responsabilidades pela execução e aplicação das políticas de segurança.

    O Coronel Ubirajara, nessa entrevista e em outros momentos em quem tem se pronunciado, mesmo que de forma diplomática e política, tem demonstrado a sua decepção com a falta de apoio de outros segmentos aos quais cabe também a responsabilidade pela segurança da sociedade.

    Está mais do que na hora da sociedade, cobrar e participar de forma mais incisiva das revindicações em defesa dos seus próprios interêsses.

    Com a palavra, principalmente, o Poder Legislativo e Executivo de Itabuna.

  5. O problemqa é com Azevedo.

    Se os homocidios a causa são as drogas, devemos trabalhar os usuarios, então Azevedo de ve ajudar os centros de recuperação.
    tirar os mendigos da rua

  6. Sou moradora do Bairro Pontalzinho e atualmente a policia so ta se preocupando com a lei do silencio fechando os bares do bairro enquanto eles estão na praça as ruas do bairro esta deserta e os assaltantes agindo, minha irmã foi assaltada na porta de casa em plena 20:00hs e quando a gente liga a policia nem apareçe.

  7. esta é para o povo de ltabuna. O problema desta vez não é mde Zé Coelho .Se o problema é social como pode ser dele? Se fosse o de povoar ltabuna ai sim seria dele.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top