skip to Main Content
25 de novembro de 2020 | 08:43 am

A DENGUE QUE ASSUSTA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Secretário diz que Itabuna teve 15 mil casos de dengue em 2009.

Itabuna teve mais de 15 mil casos de dengue em 2009, segundo secretário de saúde.

O secretário municipal de Saúde, Antônio Vieira, disse ontem que o índice de infestação de dengue em Itabuna caiu de 25%, em meados de abril, maio, para 7,76% agora. A informação foi repassada aos participantes de um seminário sobre vigilância epidemiológica.

O percentual é mais de sete vezes o aceito pela Organização Mundial de Saúde – no máximo 1%. Vieira reafirmou que foram notificados mais de 15 mil casos de dengue e oito mortes provocadas pela doença em 2009. Nesta semana, técnicos concluíram mais um Levantamento Rápido de Índice de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa).

A expectativa recai sobre os resultados do levantamento. As críticas são fortes ao trabalho de combate à dengue, principalmente porque a prefeitura não está cumprindo o ciclo de visitas domiciliares em intervalos de, no máximo dois meses.

A promotoria de Justiça em Itabuna informou que foi aberto inquérito civil público para investigar denúncia de falsos registros de visitas domiciliares ou imóveis residenciais fechados. Os falsos registros foram denunciados por um diretor da Federação de Associações de Moradores de Itabuna, José Carlos Braga.

O crime foi cometido em, pelo menos, 11 bairros, mas os seus autores não foram punidos pela prefeitura de Itabuna. O secretário Antônio Vieira devolveu à Fundação Nacional de Saúde (Funasa), o servidor federal Valdélio Domingos dos Santos, que denunciou os falsos registros.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. è o que acontece com todos os agentes de saúde que tentam levar o trabalho a sério, são devolvidos para a funasa , não sabe antonio vieira que este é o desejo de todos da funasa que tem que trabalhar com falsos profissionais de saúde, a insatisfação é geral dos agentes federais inclusive em Ilheús

  2. Este ato de falso registro é velho des do ano passado q ja vinha ocorrendo pela mesma agente, foi demunciado mas nada ocorrel com a pessoa … e outra este indice q esta ai esta manipulado, o verdadeiro indice quen vai mostra é com a chegada do verão.

    A SIN O NOME DA AGENTE MANIPULADORA E ARLENE … VIEIRA E SEO CORDENADO MUDARO ELA DE AREA ….SANDOVAL LABIADOR

  3. ESTE COORDENADOR!!!!SANDOVAL é um que ainda encobre os erros dos agentes!!!!!e o Secretário tb!!!!!!!!!!!quem cala consente!!!!!SANDOVAL>>>VIEIRA ESTA NA HORA DE IR PRA RUA!!!!!!!!!!como é que pode …ainda está servidora, mudaram ela de AREA???? TATA!!! vc tem toda a razão…..isso tudo que vc escreveu realmente acontece…AZEVEDO vc atua como prefeito!!!!!como é que pode uma supervisora FAZER FALSO REGISTRO E FICAR tudo bem !!!recebe o sálario que o povo paga é …TRAIÇOEIRA DO POVO!!!!O SANDOVAL….TB….

  4. Quem mais prejudica os trabalhos da saúde de iabuna é o imcompetente Florentino o fogueteiro que nao entende nada de saude e de forma irresponsável deixa que pessoas como Arlene uma supervisora também irresponsavel continue no cargo o Foqueteiro. Foqueteiro vai para casa e leva com voçe Marcia a falcao.

  5. Zelão diz: – Nem tudo que é ilegal, é imoral ou engorda!

    Se os ditos “falsificadores de relatórios” não sofreram nenhuma punição, pode ter acontecido, que os tais relatórios eram: – Legalmente falsos. Serviam apenas para compor os números que apontariam para uma situação de “excelência” no combate a dengue em Itabuna.

    Os motivos pelo qual as visitas foram apontadas sem serem efetivamente realizadas,tiveram os motivos expostos pelo funcionários denunciados, mas seriam do conhecimento da Secretária da Saúde e do Governo Municipal, que sabendo da sua incapacidade de prover os recursos para efetiva realização dos trabalhos, criminosamente, fez vistas grossas.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top