skip to Main Content
14 de julho de 2020 | 12:33 am

GASODUTO: GDK DEMITE 1.254 OPERÁRIOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

As obras do Gasoduto Cacimbas-Catu (Gascac) entram na fase final no sul da Bahia e as demissões começam a ‘pipocar’. Ontem, a GDK Engenharia demitiu 1.254 operários, segundo o Diário Bahia. As demissões ocorreram, em maior número, no município de Coaraci, onde a construtora montou o canteiro central da obra.

Nos próximos dias, outra leva de grandes demissões é esperada nas demais construtoras que integram o consórcio para construção do gasoduto, dentre elas a Bueno, em Itabuna, que emprega cerca de 1.500 trabalhadores. O sindicato dos trabalhadores em construção pesada, o Sintepav, não quis se pronunciar sobre as demissões.

Esta publicação possui 20 comentários
  1. Se huvesse mais agilidade por parte do Governo, esse pessoal poderia ser reaproveitado em outras obras, prometidas para o Sul da Bahia, tais como: A duplicação de Ilhéus – Itabuna, o novo porto, o novo aeroporto, a construção da barragem, pois tudo isso é feito mediante contratação de construtoras, empreiteiras, que, por sua vez, contratam operários de várias categorias, de vários níveis de especialização, …!!!

    Agora eu pergunto: Será que a economia regional irá sentir, …?!?!?! O comércio local também, …?!?!?!

    E a “bolha imobiliária”, será que irá estourar, com tanta gente indo embora, em busca de mercado de trabalho em outros locais, …?!?!?!

    É isso aí, …, um dia a fatura chega, …!!!

  2. Sérgio e suas bobagens !

    Todos sabem que a permanência da Bueno na região era temporária.

    Antes de trabalharem na Bueno, o que essas pessoas faziam?

    Quanto a contratação por parte dos funcionários para outras obras, não é tão simples assim, pois muitas obras nem licitadas foram.

  3. A Petrobras – responsável pela contratação destas “empreiteiras” (sejam contratações diretas ou não, explico: tem até quinterizadas operando nesta obra). Deve, no minimo, fiscalizar a “saída” destas, pois, não são somente os operarios, verifica-se: alugueis; serviços diversos: lava-jatos, mercados, farmacias, restaurantes, hoteis, pousadas, etc…
    O que prevê a lei é uma responsabilidade compartilhada entre as “empreiteiras” e a toda poderosa PETROBRAS.

  4. O sintepav é presidido por Bebeto que foi presidente do sindicacau, se vendeu ao sistema,foi parar na força sindical de Luís Medeiro,traiu os trabalhadores da indústria de cacau,desfila em Ilhéus de carro importado.- O Pelegão foi vereador pelo Pcdob em ILHÉUS e foi expulso do Partido,por conta dessas atitudes.

  5. O Sr. Comunicator jogou contra o pessoal do qual ele puxa o saco, …!!!

    Acabou de admitir, no comentário dele, que algumas obras são apenas promessas, …, nada mais, …!!!

    Pois segundo ele próprio nem sequer foram licitadas, …!!!

    E assim será até o final de 2010, …!!!

    Isto significa que serão quatro anos de promessas, …, de concreto mesmo, …, nada, …!!!

    É o mal de quem desliga o cérebro ao escrever e/ou falar, …!!!

    Que dureza, …!!!

  6. Loucura, toda obra tem data pra inicio e pra terminio, e certo que as incidências após de um fim de uma obra é grande como a economia que altera e tudo a sua volta, o que que o sindicato tem haver com isso enlouqueceram foi?

  7. Este Sindicato da Sintepav é uma estenção do gv federal e estadual q só procura fazer greve qdo têm interesse em receber dinheiro das empresas e funcionários, depois só aparece se tiver uotras obras visando lucros pessoais.

  8. Este Sindicato da Sintepav é uma estenção do gv federal e estadual q só procura fazer greve qdo têm interesse em receber dinheiro das empresas e funcionários, depois só aparece se tiver uotras obras visando lucros pessoais.Nunca fis algum neste sentido.Está com medo de publicar o mesmo?

  9. EU ESTAVA NESSA OBRA DA GDK EM COARAÇI E FOI OTIMA ESTOU ESPERANDO OUTRA POIS PIAÕ DE TRECHO E ASSIM EM OBRA EM OBRA PRA ENCHER O PAPO RSRSR E SOBRE ESSE SINDICATO QUE SO ATRAPALHAVA NOSSO TRABALHO LA´ UMA BANANA PRA ELE VLW FUIIIIIIIIIIIIIII

  10. Todos nós que balhavamos nessa obra sabiamos mais ou menos o tempo de duração. Portanto não vejo motivo para alarde. Ninguém foi enganado. Quem trabalha em obra sabe disso, não é emprego fixo, acabou a obra, fim de contrato. Agora o que poderia existir era uma maior agilidade em novos contratos para que não ficassemos tanto tempo desempregado.

  11. eu trabalho a muito tempo com duto ja to vacinado com entra e sai nas impressa , eu acho para aquelas pessoa que sao da regiao que a maioria nunca teve oportunidade de trabalha numas dessas impressa com boms salario pensa que e para sempre eles precisa de alxilio para sabe investir por que so fica o duto a gente vai para casa

  12. olá gostaria de trabalhar novamente na obra da GDK engenharia novamente, pois já trabalhei 10 meses na obra de coaraci-itabuna 1 mes de meio na obra de minas gerais mais 2 meses aqui em salvador. Sou op. de escavadeira hidraulica e trabalho com terra planagem e dutos tambem

  13. Gostei muito dessa obra em Coaraci,trabalhava no setor almoxarifado foi uma experiença muito bom e agradeço pela oportunidade que a empesa mi deu e espero um dia volta trabalha nela.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top