skip to Main Content
28 de maio de 2020 | 01:17 am

ENQUETE – O CAOS ADMINISTRATIVO EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Nova enquete do Pimenta. O leitor é chamado agora a opinar sobre os últimos atos do prefeito Newton Lima (PSB). No início desta semana, o gestor de Ilhéus decidiu, de uma canetada, exonerar 260 ocupantes de cargos de confiança. E não parou. Orientado pelo chefe de gabinete, Jorge Bahia, e o procurador-geral Luiz Carlos Nascimento, quer demitir entre 800 e 1.200 servidores efetivos, contratados na década de 80, mas não-concursados.

No meio de tudo isso, a população de Ilhéus. A prefeitura está parada. O que você acha de tudo isso? Aproveite e opine em nossa enquete, do lado esquerdo da tela. Dê seu clique.

Esta publicação possui 6 comentários
  1. ôxente hôme mas num tava todo mundo pedindo mudança na equipe. E cuma é que na hora do hôme mudar tá voismicês tudo metendo a bomba? num tô entendendo nadica de nada

  2. Lú é o maior pelego vendido que já passou por n osso sindicato, mais todos foram avisados, votaram porque quizeram, e tem mais, com jailson sarney de ilheús por trás de tudo vai ficar pior.

  3. Deixo um recado para o nosso prefeito, demissão desse pessoal admitido antes de 1988, só vai lhe dar dor de cabeça porque eles vão entrar a justiça e o mesmo vai ter que readimitir e pagar todo o período em que ficaram sem trabalhar.

  4. acho que o prefeito deveria demitir a família Lima, esta, sim, está faturando uma grana alta. Por curiosidade, gostaria de saber se o vencedor da sena foi o super secretário náufrago, pois, de repente virou mega empresario, já possuindo diversos imóveis, lancha e carros. Ilheuzu é uma maravilha.

  5. Vai ser um tumulto geral: desorganização administrativa, centenas de ações questionando o ato (como se demite servidores efetivos quando existem centenas de servidores contratadis ilegalmente por termpo (in)determinado???), e se, no final, os loucos e incompetentes conseguirem implimentar a medida, isso vai gerar precatórios num total inimaginável: vai ser um crime contra a administração pública municipal.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top