skip to Main Content
25 de fevereiro de 2020 | 11:58 am

MORTO ACUSADO DE EXECUTAR PREFEITO DE AURELINO LEAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

Tombou mais um envolvido na execução do então prefeito de Aurelino Leal, Gilberto Andrade. Renato Domiciano, o Corcoran, foi encontrado morto à beira de uma rodovia em Valença, no baixo-sul baiano. O corpo foi reconhecido por familiares no Departamento de Polícia Técnica (DPT), informa a TV Santa Cruz.

Renato era apontado como um dos três executores do prefeito morto numa emboscada no dia 05 de maio de 2007. Coincidentemente, um dos acusados de tramar o assassinato de Gilberto Andrade, o ex-prefeito José Augusto Neto, está preso há quase um ano em Valença. Outro acusado da morte é o ex-prefeito Giovani Gagliano.

DIRETORA DO ‘NOVO SINDSERV’: “LULA É NOSSO ESPELHO”

Tempo de leitura: 2 minutos
Foto-0028

Karla Lúcia: disposição para sentar à mesa e para ir pra briga

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindserv), ‘agora sob nova direção’, aos poucos vai conquistando a confiança do servidor, e assim aumentando seu quadro de associados.

Muito dessa credibilidade vem com as novas posturas adotadas pelo colegiado, que tenta fazer um sindicalismo à La Luiz Inácio: “há tempo de lutar e tempo de negociar”, prega, quase como um dogma, a nova presidente, Karla Lúcia.

“Lula é nosso espelho. Ele fez um sindicalismo que brigava, mas também negociava. Só radicalizar não nos levará a nada”.

Segundo ela, quando for para conversar, o sindicato não se furtará de sentar à mesa com o governo. “Mas, sabemos que chegará o tempo em que teremos que tomar posições de luta, mesmo. Aí, é assembleia, e a decisão dos trabalhadores será lei para nós”.

Por enquanto, o Sindserv está na fase da conversa. Tanto que tenta fazer, em parceria com a prefeitura, um seminário para prevenção ao assédio moral.

“Muitos servidores nem sabem que algumas situações que os incomodam se enquadram nesse conceito de assédio moral. O objetivo é discutir, para conhecer, e então prevenir”.

Ela diz não ver problema em fazer uma atividade dessa, para proteger o trabalhador contra o mau patrão (ou chefe), em conjunto com o empregador. “Assim, todos aprendemos”.

Quanto ao antigo Sindserv, que era controlado por Aristóteles Bispo, o Tote, ela se mantém reservada. Mas não abrirá mão de uma auditoria nas contas e na gestão. Apenas não quer dar a isso uma publicidade que não vá construir soluções.

“Não há muito o que falar, também não queremos polemizar. Entendemos, porém, que ele não atualizou o sindicato com as novas exigências legais, nem conseguiu fazer a luta, justamente por isso. Só fizemos devolver o sindicato ao trabalhador. Eram 5 mil funcionários insatisfeitos”.

Além do seminário, a bandeira salarial é conseguir receber os 5,1% do reajuste que deveria ter sido pago em outubro – o acordo foi 12%, dividos em uma parcela de 6,9% e outra de 5,1%. “Depois de garantir esse reajuste, vamos iniciar nossa luta pela reposição da correção do mínimo, de 9,6%, e vamos lutar pelo nosso plano de cargos, carreira e salários”.

MILTON, O TANQUE

Tempo de leitura: < 1 minuto
Milton: "sabem quem sou eu?".

Milton: "sabem quem sou eu?".

Do alto dos seus quase dois metros, o vereador Milton Cerqueira (DEM) adentrava a área de sócio-torcedor do Itabuna, ontem, no estádio Luiz Viana Filho, quando foi barrado pela equipe de segurança.

Era uma simples conferência. O vereador puxou a carteira de identidade, mas não satisfez o homem da segurança.

Inquieto e bem ao seu estilo, Milton soltou um “sabe quem sou eu?”. Antes que o segurança respondesse, o vereador aproveitou-se do corpanzil que Deus lhe deu e, como um trator, aboletou-se numa das cadeiras da área reservada aos sócios do Itabuna.

E viu o Azulino meter 1×0 no Vitória.

MUDANÇAS NA COORPIN

Tempo de leitura: < 1 minuto

Como acontece a cada dois anos, começaram as especulações em torno da troca de nomes na Coordenadoria de Polícia de Itabuna. Os rumores são de que o coordenador Moisés Damasceno estaria indo para Salvador.

Isso abriria vaga em Itabuna, que já teria como candidato o delegado-coordenador Marcos Vinícius, hoje em Itapetinga. Outra delegada que poderia assumir, pela atuação que vem tendo na substituição ao colega Moisés, é Katiana Amorim.

Mas tudo, por enquanto, são apenas rumores. Esperemos a caneta do Galego cantar.

TRIBUTO A ELIS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Ousarme Citoaian

.

É quase obrigação lembrar que perdemos, numa semana como esta (19 de janeiro), uma cantora chamada Elis Regina Carvalho Costa (foto). Aconteceu em 1982, portanto, há 28 anos. Elis ainda é considerada por muitos críticos e músicos, quase três décadas depois, a maior cantora brasileira de todos os tempos. Essa qualidade excepcional se deve à combinação, em porções certas, de emoção e técnica de cantar (em Betânia, emoção quase sem técnica; em Gal, técnica quase sem emoção).

Nascida em 1945 (em Porto Alegre), a artista teve sua voz imortalizada em 47 discos (em formatos diversos) durante 18 anos de carreira, a partir de 1961. Teve morte trágica e prematura, aos 36 anos, quando se encontrava em plena forma. Uma mistura de tranqüilizantes, cocaína e álcool lhe foi fatal. Eu estou de luto até hoje.
LEIA MAIS NO UNIVERSO PARALELO (CLIQUE AQUI)

RAPPER ‘PAGA GERAL’ PARA BORIS CASOY

Tempo de leitura: < 1 minuto

O ano de 2009 caminhava para o precipício quando o jornalista Boris Casoy, do Jornal da Band, ‘ao vivo e se mexendo’, agiu de forma preconceituosa contra os garis (relembre aqui).

O rapper Garnett preparou uma resposta daquelas ao “Isso é uma vergonha”. Confira, direto do Que mundo doido!

(Antes de mais nada – e apesar das semelhanças, esclarecemos que Garnett não possui qualquer parentesco com o advogado Lucílio Casas Bastos).

Clique no play!

TUMULTO NO PALÁCIO PARANAGUÁ

Tempo de leitura: < 1 minuto

Um grupo de 60 catadores de lixo do aterro sanitário de Itariri, Ilhéus, ocupou o Palácio Paranaguá em manifestação contra o prefeito Newton Lima e a Conder, órgão estadual.

Eles reivindicam do governo o cumprimento de acordo que previa fornecimento de cestas básicas às famílias e, também, a conclusão do serviço de recuperação do aterro compartilhado.

O protesto começou na praça J. J. Seabra, em frente ao palácio. Carro de som e faixas foram utilizadas na manifestação. Houve princípio de tumulto na entrada do Paranaguá.

Uma comissão com secretário de Obras, Paulo Goulart, e técnicos da Conder foi formada para atender o grupo, liderado pelo ex-vereador Rodolfo Macêdo.

COMPUTADOR DA CEPLAC

Tempo de leitura: 2 minutos

.

Carlos Mascarenhas | carlos.consultic@gmail.com

Ilhéus tem hoje um Pólo de Informática que, de acordo com informações do Sinec, produz 15% dos computadores comercializados no Brasil.

Porém, a história da informática na nossa região, na época chamada de “processamento de dados”, começa em 1970, com a instalação de um computador na CEPLAC.

A instalação contou com a participação inicial de quatro ilheenses: Carlos da Silva Mascarenhas, José Alberto Maia, José Dias Santos e Martial Batista Câmara, que foram selecionados e treinados por técnicos da IBM do Brasil. Ainda nesta época, outros ilheenses vieram se juntar à equipe. Foram eles Cecília Tavares, Marcelo Mendonça e Guy Valério.

Modelo de computador usado em 1970 pela Ceplac.

Modelo de computador usado em 1970 pela Ceplac.

Ilustramos este artigo com a foto de um computador IBM /360 modelo 25, mas na verdade o computador instalado na CEPLAC tinha menos recursos que o que aparece na foto, pois não tinha fitas e tinha apenas uma unidade de discos com dois drives.

Veja a seguir a configuração do primeiro Cérebro Eletrônico, como se chamava na época, instalado no interior do Estado da Bahia:

CONFIGURAÇÃO

    • – IBM /360, modelo 25
    • – 24 kbytes de memória
    • – 2 (duas) unidades de disco com 7,5MB cada
    • – 1 leitora/perfuradora de cartões de 80 colunas
    • – 1 impressora de 600 linhas por minuto com 132 caracteres por linha

Pois é, assim começou a história da informática na nossa cidade. E naquela época ninguém poderia imaginar que 40 anos depois teriamos aqui um Pólo de Informática. Apesar das dificuldades que atravessa, o pólo ainda é um grande gerador de empregos e renda.

Com a instalação de um Núcleo Softex ao seu lado, luta que deve ser encampada pelos nossos políticos, com algumas mudanças na legislação, com um aeroporto alfandegado e com um maior apoio do Governo do Estado, poderá vir a se  consolidar e ter uma importância ainda maior na nossa economia.

Carlos Mascarenhas é especialista em Tecnologia da Informação e mantém o blog da Consultic

ARTILHARIA PESADA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Conselheiros municipais de Saúde em Itabuna debruçaram-se sobre as contas da Pasta comandada pelo médico Antônio Vieira e encontraram pérolas. Mesmo a ala governista do conselho está propensa a reprovar as contas da Secretaria de Saúde de Itabuna. A documentação referente aos três primeiros trimestres do ano passado foi enviada fora do prazo, o que seria mais um agravante para o secretário.

Vem chumbo grosso por aí.

QUE COMPANHIA!

Tempo de leitura: < 1 minuto

O governo estadual articulou politicamente para ter o apoio político do ex-prefeito de Itaberaba, Jadiel Mascarenhas. A ele, permitiu indicar o novo diretor da Direc 18, sediada no município.

Dias depois, sai decisão judicial sequestrando os bens de Jadiel, acusado de enriquecer ilicitamente no período em que foi prefeito, de 2001 a 2004. O rombo nos cofres do município teria sido de R$16.971.690,75.

O “fato novo” da política de Itaberaba levou petistas locais a desancar o governador Jaques Wagner, que tirou do cargo da Direc 18 a companheira Kalipsia Kardinali Brito.

No município, a trapalhada é atribuída ao secretário de Relações Institucionais, Rui Costa, pré-candidato a deputado federal.

Back To Top