skip to Main Content
21 de janeiro de 2021 | 08:54 pm

AZEVEDO, GERALDO E SUCESSÃO

Tempo de leitura: 2 minutos

Marco Wense

Geraldo, Azevedo (c) e Wagner (Foto Pimenta).

Quem deve se preocupar ou tomar alguma atitude em relação a um possível apoio do prefeito de Itabuna à reeleição do governador Jaques Wagner é o DEM.

José Nilton Azevedo foi eleito pelo Partido do Democratas. Usou a legenda para chegar ao comando do Centro Administrativo Firmino Alves. Sua candidatura, no entanto, foi tratada com desdém por Paulo Souto, então e atual presidente estadual do DEM.

Hoje, Paulo Souto, pré-candidato ao governo da Bahia, segundo colocado nas pesquisas de intenção de voto, recebe o troco na mesma moeda. O desdém do Capitão Azevedo é na mesma intensidade.

E Geraldo Simões? Ora, o deputado, que é o vice-líder do PT na Câmara Federal, pode até ter sua opinião contrária a essa inusitada aproximação entre o prefeito e o governador.

O que é inaceitável é Geraldo Simões, como coordenador da campanha no sul da Bahia, criar obstáculos para uma aliança que fortalece a cada vez mais provável reeleição já no primeiro turno.

O prefeito de Camaçari, o petista Luiz Caetano, que é o coordenador-mor, disse, se referindo ao PT, que “alguns setores não querem que amplie a base de sustentação do governo. Não querem que tragam novas forças políticas”.

Luiz Caetano, como estivesse mandando um recado do governador Jaques Wagner, finaliza dizendo que “é bom trazer o que puder para fazer a campanha ter apenas um turno, consolidando nosso projeto na Bahia”.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

Esta publicação possui 6 comentários
  1. Geraldo é uma pessoa de extraordinária inteligência política. Sua sensatez vai prevalecer nessa articulação que o PT vem fazendo em Itabuna e região.

    Aliás, não enxergo nenhum prejuízo para ele no campo político por conta dessas manobras, que são perfeitamente normais.

    Quem deve “estribuchar” é o DEMO… Especialmente, se tiver candidato ao governo do Estado!

  2. ou seja? vale tudo para ganhar a eleição, todo mundo agora é cristão novo. e se paulo souto ganha a eleição? como fica azevedo? vai ter legenda pra reeleição?

  3. Geraldo ñ aceita por que tem seus princípios e acima de tudo é fie a ele, quem se mistura com porcos farelos come, ñ tem que se ali a candidato do DEM mesmo ñ temos que ter princípios e ser honesto com nós mesmos, esse negocio de mistura co tudo pra ganha a eleição ñ é correto ñ, inda mais se tratando de DEM e que é o mesmo PFL, que querem tá no poder a qualquer custo, sai fora Azevedo, isso só mostra que você ñ tem princípios por tanto se trai o candidato do deu Partido, trai povo a qualquer hora, como já vem fazendo.
    Geraldo to com você e ñ abra, te admiro e respeito, temos que ser fiel no pouco e no muito isso de Azevedo e jogo é do bem sujo, continue assim meu deputado sendo fiel aos seus princípios!!!!

  4. O GOVERNADOR WAGNER TEM QUE CONCRETIZAR OS SEUS COMPROMISSOS FAZENDO AS OBRAS POR ELE PROMETIDAS AQUI PARA ITABUNA, INDEPENDENTE DO APOIO OU NÃO DO CAPACHO CAPETÃO AZEVEDO, EU NÃO ACREDITO QUE ELE IRÁ APOIAR WAGNER, MESMO PORQUE ELE NÃO TEM PERSONALIDADE PRÓPRIA, É MANIPULADO PELO TRIO DEMONIACO MARIA ALICE, F.CUMA E C.burguês, PORTANTO SRS, SE DEPENDER DOS VOTOS DE AZEVEDO CONCERTEZA WAGNER NÃO SERÁ REELEITO. MAS DE UMA COISA ELE PODE TER CERTEZA 45% DOS VOTOS AQUI DE ITABUNA ELE TERÁ, O RESTO SERÁ DIVIDIDO ENTRE PAULO SOUTO E GEDDEL VIEIRA.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top