skip to Main Content
1 de março de 2021 | 06:40 am

DINHEIRO ENTRA NA CONTA DA FASI

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Secretaria da Saúde da Bahia repassou na noite desta segunda-feira (22) o valor de R$ 1,5 milhão para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães. A falta desse recurso vinha vinha servindo de argumento à Secretaria Municipal da Saúde para justificar o atraso nos pagamentos dos funcionários do Hblem.

Os trabalhadores do hospital estão em greve desde ontem, à espera de que os salários de janeiro sejam quitados. A promessa do presidente da Fundação de Assistência à Saúde de Itabuna (Fasi), Antônio Costa, é de que a situação será resolvida hoje à tarde.

É necessário que os gestores da saúde municipal e do maior hospital do sul da Bahia façam mais e viabilizem uma solução definitiva. Os funcionários do Hblem não aguentam mais a mesma angústia e a idêntica cantilena todos os meses.

Esta publicação possui 7 comentários
  1. O PROFESSOR ANTONIO COSTA PARECE QUE VIVE NO MUNDO DA LUA FICA O TEMPO TODO PEDINDO AOS FUNCIONÁRIO PACIÊNCIA. ELE SE ESQUECE QUE SÃO OS PACIENTES (CONTRIBUINTES) QUE SÃO OS PATRÕES E QUE PAGAM OS SEUS IMPOSTOS EM DIAS QUE NÃO TEM PACIÊNCIA. POIS ESSA VERBA DE R$ 1,5 milhão SÃO AS MESMAS QUE PAGAM O SORO DO DIA A DIA O MEDICAMENTO DO DIA A DIA O OXIGÊNIO DO DIA A DIA. E ESSES MESMOS CONTRIBUINTES QUER COM URGÊNCIA A APLICAÇÃO DE SEUS IMPOSTOS PARA SER ASSISTIDO COM DIGNIDADE.

    APROVEITO A OPORTUNIDADE PARA INFORMAR QUE NÃO SÃO PARA OS FUNCIONÁRIOS QUE DEVEM SER PEDIDO PACIÊNCIA E SIM PARA:

    COELBA
    TELEMAR
    TRANSPORTE
    EMASA
    CARTÃO DE CRÉDITO
    FEIRA
    MERCADO
    ESCOLA
    FACULDADE E ETC….. A LISTA CRESCE………..

  2. Zelão Pergunta: – Porque não entregar?

    Se o governo do estado, através da Sesab, quer assumir o Hblem, porque então a prefeitura não entrega, se diz que cabe ao governo estadual a responsabilidade pela “manutenção” daquele equipamento?
    Os últimos governos de Itabuna, alegam que o Hblem, atende a toda a Região Sul, o que honera em muito os seus custos e que, com a perda da gestão plena da saúde pelo município (pela má gestão dos recursos), a prefeitura não tem condições de manter o atendimento aos usuários.

    O governo do estado, repassa ao Hospital Regional de Ilhéus, que é de sua administração direta, cerca de 3 mi por mês, quando se sabe, que o mesmo atende a uma população bem menor que a do Hblem.

    Porém, o governo municipal de Itabuna, reluta em entregar a “administração” do Hblem, porque; assim como a Emasa, o Hblem é uma “inesgotável” fonte de empregos, onde os governantes abrigam os seus apaniguados políticos.

  3. quer dizer que o Estado estava esperando greve pra depois repassar o dinheiro????? Êta Wagner! Ainda bem que meu salário nunca atrasa ( sou dop Estado), mas não é mérito dele não, sempre foi assim,. viu?

  4. O professor Costa até pode ter a melhor das intenções, até porque essa situação vem desde a época de Raimundo do “caixão”, mas quem está na chuva é para se molhar. Não queremos saber quem vai pagar e sim que tem que pagar, nossas contas “básicas” não vão esperar, inclusive os juros, vamos receber a mais por isso? Claro que não! O que queremos é um pouco mais de respeito, pois somos cobrados no trabalho e muito cobrados por sinal, o mínimo que merecemos é o nosso salário em dias, pelo menos isso. Não importa de onde vem o dinheiro e sim temos que recebê-lo em dias, não é favor e sim obrigação.

  5. Parabéns Zelão, vc foi feliz em seu comentário… entregar o hblem para o estado e matar a galinha dos ovos de ouro. de onde iriam tirar dinheiro para finaciar campanha politica? o pimenta já denuciou tais práticas.

  6. DE PESSOAS BEM INTENSIONADAS, O INFERNO ESTA CHEIO, RAIMUNDO DO CAIXAO, COM TODA A MISERIA, PAGAVA MELHOR E EM DIA, É A TURMA DO GAC, ESSA ASSOCIAÇÃO SEM NOME, SEM REGISTRO, SEM CNPJ, SEM CONTA, SEM MORAL, SEM PESSOAS COMPETEMNTES, SEM VERGONHA NA CARA, QUE BOTOU ESSES PALERMAS LÁ PRA “ADMINISTRAR” A DESTRUIÇÃO FINAL DO HBLEM, PARA CAVAR O COVA PRA ENTERRAR O HOSPITAL, UMA FOLHA INCLHADA DE FAMTASMAS, COMPRAS SUPERFATURADAS, DESVIOS DE REMEDIOS, E A AUDITORIA QUE FOI FEITA POR UM ENFERMEIRO MEDIOCRE DE NOME VITÓRIO FEZ UM RELATÓRIO QUE NAO APONTA NADA DISSO, NEM AS 100 MORTES QUE ACONTECE POR MES NAQUELA AÇOUGUE DE MATANÇA DE GENTE POBRE, PELOS AÇOUGUEIROS QUE TRABALHAM LÁ SOMENTE PRA MATAR O POVO DE ITABUNA E ESSE SECRETÁRIO ANTONIO VIEIRA NADA.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top