skip to Main Content
22 de janeiro de 2021 | 05:51 am

TESTEMUNHAS APAVORADAS EM CONQUISTA

Tempo de leitura: < 1 minuto

A força-tarefa do Ministério Público da Bahia, montada para investigar os 14 homicídios e três desaparecimentos que sucederam a morte do PM Marcelo Márcio Lima, em 28 de janeiro, na cidade de Vitória da Conquista, está tendo dificuldade para ouvir testemunhas e sobreviventes dos crimes.

Na tarde desta segunda-feira (22), o promotor Paulo Gomes, do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e de Investigações Criminais (Gaeco), tentou ouvir as testemunhas em uma audiência, na qual havia também a presença de policiais.  Temendo represália, os depoentes se recusaram a falar e ficou determinado que a audiência vai acontecer em outra data e local.

Hoje, uma outra força-tarefa – da Polícia Civil – começa a ouvir policiais militares. Membros do Ministério Público vão acompanhar todos os depoimentos.

Esta publicação possui 8 comentários
  1. É inadimissível que o Estado continue albergando bandidos fardados. Esses assassinos agem impunimente desde sempre. Entra governo, sai governo, e esses cães de guarda das classes dominantes continuam danda vazão ao instito assassino, e justificando-se falando em reação,quando sabemos que são execuções. Não é possível que continuemos assistindo esses crimes de execução e ninguém seja punido.Eu não tenho a menor dúvida que a violência que assistimos diariamente é ,em parte, provocada pela ação da Polícia Militar. Já conhecí adolescentes que entraram para o tráfico de drogas só pra se vingar de humilhações perpetradas por policiais. Precisamos acabar com a proteção que esses bandidos fardados dispõem e levá-los a júri popular. Wagner, seu governo em nada diferencia dos outros que sempre agiram de forma oligárquica, dando cobertura a esses marginais que existem nas polícias civil e militar, Basta!

  2. ACHO QUE DEVERIA ACABAR COM A POLICIA, A SOCIEDADE FICARIA MELHOR. NÃO ACHA? VOCÊ DEVE SER ALGUM PORRA LOUCA FALANDO MERDA! PORQUE NÃO QUESTIONA OUTRAS INSTITUIÇÕES? TODAS TEM PESSOAS BOAS E RUINS, E O JUIZ QUE DEU UMA “ROUBADINHA” NO CAB LÁ SSA E MATOU UM MOTOCICLISTA NÃO É CRIMINOSO? NINGUÉM FALA MAIS NADA. MAS TEM QUE SER APURADO MESMO NÃO SE PODE PERMITIR QUE ALGUNS SUGEM O NOME DA CORPORAÇÃO. VOCÊ SABIA QUE JUIZ É APOSENTADO COMPULSORIAMENTE QUANDO COMETE “DESLIZADA”. SEJA COERENTE E PARE COM ESSE DISCURSO DE … NEM POSSO FALAR DE MERDA, PORQUE MERDA AINDA SERVE PARA ADUBAR!

  3. Oh, Lela, eu acho que essa polícia que aí está não dá para diferenciar dos bandidos, não, minha filha. Eu acho que merda serve pra adubar, o que não serve pra adubar nada é a polícia violenta e imcompetente que temos. Ah, a justiça também não fica atrás, não.

  4. Sou de Vitória da Conquista e atualmente morro em Itabuna (isso há uns 3 anos). Msa sempre vou visitar minha cidade e percebo o descaso do governo com a segurança pública. Vitória da Conquista sendo a 3ª maior cidade do estado com quase 320.000 habitantes, deveria ser mais estruturada. O tráfico de drogas é pesado mesmo… Temos uma unidade da POLICIA FEDERAL que inaugurada ano passado e que tem feito um bom trabalho, mas mesmo assim violência corre solta. Outro fator que tem como uma vantagem para o seu desenvolvimento é também usado para o tráfico de drogas – trata-se de sua localização privilegiada, pois é cortada pela BR 116 e outras rodovias com destino ao Oeste e Sul do estado. Quase que diariamente morre alguém por lá vitima de balas. Uma decepção esse governo do PT em nível Estadual com a uma cidade do nosso porte. Aqui em Itabuna tem uma sede do comando regional da PM, enquanto que lá já deveria ter sido implantado há muito tempo. Até o novo presídio regional estão com as obras paradas. Mais uma vez esse governo estadual me decepciona. Mas o ano que vem tem eleições. A maior “desgraça” é a falta de um nome que inspire confiança ao eleitorado. Melhor anular o voto.

  5. Falar mal da Polícia é fácil…È quase que impossível que uma instituição com cerca de 30.000 membros não possua áqueles que não sejam dignos de ostentar sua farda.Porém um colega,representante do Estado,foi assassinado a sangue frio e tenho certeza que nenhum destes idiotas que se dizem defensores dos “direitos humanos” foi até a casa da família do militar prestar apóio.Um jovem,com um futuro brilhante pela frente…Vjo o caso do “di menor” assassino de joão Hélio no Rj,está solto e protegido pelo estado…Chega de hipocrisia,bandido bom é bandido sepultado.Sinto pelas famílias de algúm inocente deste caso em Conquista,mas creio que a maioria tinhha envolvimento com o tráfico ou outros crimes.O fimda vida chega mais cedo para quem fma umbaseado,uma “peda” ou entra para o mundo crime.S

  6. Falar mal da Polícia é fácil…È quase que impossível que uma instituição com cerca de 30.000 membros não possua áqueles que não sejam dignos de ostentar sua farda.Porém um colega,representante do Estado,foi assassinado a sangue frio e tenho certeza que nenhum destes idiotas que se dizem defensores dos “direitos humanos” foi até a casa da família do militar prestar apóio.Um jovem,com um futuro brilhante pela frente…Vjo o caso do “di menor” assassino de joão Hélio no Rj,está solto e protegido pelo estado…Chega de hipocrisia,bandido bom é bandido sepultado.Sinto pelas famílias de algúm inocente deste caso em Conquista,mas creio que a maioria tinhha envolvimento com o tráfico ou outros crimes.O fim da vida chega mais cedo para quem fuma um baseado,uma “peda” ou entra para o mundo crime.SOCIEDADE HIPÓCRITA…

  7. TENHO UM AMIGO QUE DIZ QUE NO TEMPO DELE, QUANDO UM BANDIDO VIA UM POLICIA DAVA UM JEITO DE SAIR. HOJE EM DIA O POVO PAGA POLICIAL PARA SER AUTORIDADE, MAS ELE NÃO TEM CORAGEM PARA ASSUMIR, POIS SÓ FAZ UMA AÇÃO DE DEFESA QUANDO É INSISTENTEMENTE CHAMADO. MESMO ASSIM QUANDO CHEGA NUM BADERNEIRO “PEDE” PARA BAIXAR O SOM E AINDA CITA O NOME DE QUEM SE QUEIXOU, QUANDO DEVE AGIR POR CONTA PRÓPRIA CUMPRINDO A LEI. OU TEM MEDO OU É ALIADO DAS DUAS UMA. TÁ BONITO.

  8. Engraçado que quando se fala mal da Polícia Militar surgem logo os comentários sem nenhum bom senso defendendo a instituição. Os tolos argumentos de que os defensores do direitos humanos quando morre um policial não vão lá na casa do morto etc… A diferença de um policial morto pra um suposto “bandido” executado é muito grande. O que vemos diariamente é a execução pura e simples de pobres e pretos em supostos conflitos com a polícia. Um policial é um funcionário público como outro qualquer é deve sofrer o mesmo tipo de crítica que é dirigido a outros serviços prestados pelo Estado, assim como deve ser amparado pelo Estado. Os críticos das instituições que cuidam dos direitos humanos é que vivem espalhando esse tipo de preconceito, e os ingênuos repetem. Me parece que os ingênuos acham que a polícia é algum tipo de empregado sacrificado. Quando um cidadão entra pra polícia ele bem sabe que salário irá receber, como será tratado pelos superiores, pelo Estado e pela sociedade em geral. É uma livre opção. Não constituindo nenhuma obrigatoriedade, portanto. Estamos cientes que o Estado é irresponsável, sempre tratou a polícia com desprêzo, como a parte que faz a parte suja, assim como os garis. Bem sabemos que os policiais são mal remunerados, sofrem de baixa auto-estima,apesar de se considerarem superiores por portarem armas e agirem arbitrariamente. O Estado recruta muito mal, disso estamos cientes, e ecolhe exatamnete entre as figuras mais tôscas o contigente que supostamente existe para “proteger” a sociedade. É claro que isso não dar certo. Mesmo porque a polícia é patrimonialista. Sempre existiu, desde o começo, para defender o patrimònio de uns poucos propietários. É só estudar a história da Polícia Militar pra se entender isso. É preciso conhecer a história de 4 séculos de escravidão para poder entender o papel sujo que a polícia tem prestado para as classes dominante. Vão ler e parem de falar que os direitos humanos só protegem bandidos.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top