skip to Main Content
28 de outubro de 2020 | 02:22 am

O CAVALO ESTÁ PASSANDO SELADO!

Tempo de leitura: 2 minutos

Wenceslau Jr.

Durante cerca de 30 anos a região cacaueira amargou uma longa crise que desenhou o atual e cruel retrato dos nossos municípios. A derrocada da monocultura do cacau expulsou milhares de pessoas do campo, inchou a periferia das cidades e esvaziou economicamente uma boa parte dos pequenos e médios  municípios  do Sul da Bahia.

Crescimento desordenado, altos índices de analfabetismo, desemprego, fome, miséria, moradias precárias e saneamento zero são marcas do processo de migração do campo para as cidades ocorrido, principalmente, durante os últimos trinta anos.

Os crescentes índices de violência têm raízes históricas no empobrecimento econômico, bem como no fosso social que foi fruto de uma lógica de concentração de renda e poder predominantemente da era de ouro do cacau, que tem como expressão política o coronelismo.

Embora alguns argumentos insistam em torcer contra o sucesso dos investimentos que estão sendo implementados pelos governos Lula e Wagner, nos parece irreversível o processo de mudanças econômicas em curso no Sul do Estado.

Mesmo com os agouros daqueles que diziam que era “promessa eleitoreira”, o Gás Natural já é uma realidade.  O Porto Sul, juntamente com a Ferrovia Leste-Oeste, a ZPE e o Aeroporto Internacional, com certeza também serão realidade. Só resta debatermos com responsabilidade qual a melhor forma de implantarmos tais projetos com o mínimo de agressão ao meio ambiente, utilizando medidas mitigadoras e compensações ambientais capazes de reduzir tais impactos.

Por outro lado, temos que cuidar para que o desenvolvimento econômico propiciado por estas obras estruturantes desenvolva uma relação econômica que distribua renda, reduzindo as desigualdades sociais e propiciando qualidade de vida para a maioria das pessoas que aqui moram.

__________

“Participe do esforço de coleta de assinaturas em defesa da Ufsulba”.

__________

Está posto o desafio para os municípios. Mais do que nunca é necessário planejamento, investimento em qualificação e requalificação urbanística. É imprescindível investir em saneamento básico, ampliação do abastecimento de água potável, políticas habitacionais, melhoria do trânsito, transportes coletivos, serviços de saúde, educação, assistência social, cultura, esporte, lazer. Enfim, o momento é propício, principalmente para Itabuna, que completa 100 anos de emancipação política.

O futuro está sendo construído no presente. Porém, precisamos assegurar a continuidade do projeto iniciado pelo Governo Lula, juntamente com a democrática reconstrução da Bahia, comandada por Wagner. Além do mais, é fundamental repensarmos do ponto de vista quantitativo e qualitativo a nossa representação parlamentar na Assembléia Legislativa, como forma de assegurar que tais avanços sejam sustentados ao longo do tempo, sobretudo investindo em educação, ciência e tecnologia.

É por isso que insisto em bandeiras como o fortalecimento da Uesc, democratização dos debates sobre o perfil do nosso Ifet e, principalmente, a criação da Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufsulba) para que possamos desenvolver na região um grande parque de desenvolvimento tecnológico.

Dia 26 de Março teremos a visita de Lula, Dilma e Wagner à nossa região. Participe do esforço de coleta de assinaturas em defesa da UFSULBA. Não vamos deixar o cavalo passar selado pela nossa frente.

Wenceslau Jr. é vereador, professor universitário é presidente do PCdoB de Itabuna.

Esta publicação possui 13 comentários
  1. Zelão diz: – E os cavaleiros, perderam as esporas

    Sempre afirmamos que acima da crise da economia cacaueira, existia uma crise paralela: – A crise de idéias.

    Filha bastarda da riqueza esnobe da monocultura do cacau, não pariu por sua vez, novas idéias, para que fossem bem aproveitadas as ricas terras da nossa região. Em seu lugar, cresceu forte a inércia contemplativa de um passado de riquezas que não volta mais.

    Ao ver serem anunciados os investimentos do governo federal, representados, por uma nova e moderna matriz energética via gasoduto e, pelos novos caminhos de transporte de riquezas, representado pelo complexo intermodal, fico a me perguntar: – A quem verdadeiramente irão beneficiar as novas matrizes econômicas? Quais serão qualitativamente os empregos que serão gerados, para a nossa mão de obra desqualificada? De onde virá a água que será fornecida em abundância às empresas que porventura venham a se instalar em Itabuna?

    Temo que a luta quase solitária que vem sendo encetada pelo vereador Wenceslau, pela instalação da Ufsulba, seja vista apenas, como uma ação de oportunismo político (mesmo que o fosse) e não, como a grande o talvez a maior das oportunidades em termos científicos, para a formação de uma nova idéia de desenvolvimento regional.

  2. Meu “camarada” Wenceslau, você disse quase tudo que eu penso.

    Pena que a maioria da população não possa ter acesso a esse tipo de informação. Os meios midiáticos de informação na Bahia e no Brasil sonegam essas informações ao povo, preferindo ressaltar as mazelas e os desacertos do governo(que também existem).

    Veja o que faz a Globo, a Veja, a Folha de SP e outros órgãos da imprensa golpista!?

    Não demora muito, sai por aí a reedição do “ônibus do jornal nacional” andando pelo Brasil afora, só mostrando o que não vai bem e é responsabilidade do governo. O que foi e está sendo feito de bom e dando certo nunca é mostrado.

    Por isso, nós brasileiros temos que ter muito cuidado para que a Nação não volte a ser vilipendiada por aqueles que desejam se servir dela e, até mesmo, entregando-a aos interesses norte-americanos.

    Blogs democráticos como este tem um papel fundamental nos destinos do nosso País, por isso aproveito para parabenizar o “pimentanamuqueca”. Digo isso porque já fui xingado e tive minhas postagens modificadas em alguns blogs paulistas que trabalham para o PIG. Este blog respeita todas as opiniões!

  3. Meu fio, não se preocupe em coletar de assinaturas em defesa da UFSULBA, pois esse projeto já existe e está nas mãos do nosso Deputado Felix Mendonça, que com certeza conseguirá realizar esse sonho para nós!

  4. Somente no ano eleitoral caro vereador,o cavalo tem que ser alimentado sempre para que possamos montar.Um dos donos do cavalo efetuou essa “promessa”do gasoduto em 2004 quand perdeu as eleições p/ prefeito. De relação ao O Porto Sul, Ferrovia Leste-Oeste, ZPE e o Aeroporto Internacional isso não há cavalo ou qualquer outro quadrupede que acredite em tal sonho.Por isso nobre Edil de Itabuna,esse cavalo em queres selar não passa de um potrinho eleitoreiro que nos querem montar ou selar.

  5. Tenho acompanhado a recente interiorização das Universidades Federais no Brasil. O que ainda me constrange é verificar que a desunião dos políticos possa retardar esse avanço conquistado com o Governo Lula. A criação de uma Universidade Federal no Sul da Bahia é importante, todavia, para tento, é necessário espírito público para que os políticos da região fiquem juntos para defender o mesmo interesse. Só para lembrar, existem no Congresso Nacional, duas proposições que tratam da mesma matéria o PL 2.798/2008 que cria a Universidade Federal do Extremo Sul da Bahia, de autoria do Deputado Federal Uldurico Pinto e o PL 7.533/2006 que cria a Universidade Federal de Itabuna, de autoria do Deputado Federal Félix Mendonça. A Federação Brasileira formada pela União, Estados, Municípios e Distrito Federal resguarda constitucionalmente seus poderes. Portanto, uma Universidade Federal requer uma demanda do Congresso Nacional com prerrogativa do Executivo Federal. A iniciativa do professor é louvável, porém seria mais frutífera se combinada com os autores dos Projetos em tramitação no Congresso Nacional.
    Moacir Lemos.
    Soteropolitano – Professor de Direito Constitucional das Américas, da Yale University, founded in 1701.

  6. Apoio esse projeto !

    E uma realização para a nossa região, deste a implantação ate começar a funcionar como uma Universidade serão empregos gerados .
    Imagine a vinda de novos cursos para a região eu mesma penso em fazer arquitetura so que na região não tem ja imaginou se com uma universidade federal que tenha um curso que uma pessoa deseja fazer ela ira ficar aqui mesmo sem precisar e para outra cidade e melhor virão pessoas estudar aqui a região podera tambem se fortalecer nessa aria com a UESC e com a existencial da UFSULBA………
    Ta na hora da sociedade se unir ….EDUCAÇÃO TAMBEM É IMPORTANTE!!!

  7. OXENTE, ESSE PROJETO DA UFSULBA NÃO É AQUELE QUE O DEPUTADO FÉLIX MENDONÇA JÁ ESTÁ VIABILIZANDO EM BRASÍLIA? OU SERÁ UMA UFSULBA II QUE O VEREADOR QUE PROJETAR?

  8. Quanto às conclusões de Zelão, o quadro é exatamente esse. Acredito que ainda levaremos algumas décadas para nos despojarmos totalmente do ranço coronelista e da falta de criticidade que predomina em muitos dos nossos irmãos.

    Nem milhões de Paulos Freires espalhados pela região seriam capazes de dar cabo dessa tarefa em pouco tempo!

  9. Criar instituições de ensino superior sem criar as condições para consolidá-las é um erro. O fortalecimento da UESC é muito mais importante para nossa região. Não sou contra criar uma fereral, mas os políticos de plantão deveriam defender a única universidade (o resto é falculdade) daqui.

    A UESC precisa de novos cursos. Precisa de novos pavilhões e recursos para pesquisa. Essa é nossa verdadeira prioridade!

  10. Concordo em parte com o insigne edil Wenceslau, …, para a parte que eu não concordo, envio uma pergunta:

    O Wenceslau é Professor Universitário. Estaria ele satisfeito com o que ganha como Docente, esquecendo os vencimentos de Vereador (muito mais poupudos), é claro, …?!?!?!

    Sendo assim, qual a colaboração, a contribuição, do Governador J.W. nesses quase quatro anos de mandato, para os Professores Universitários das Universidades Estauais baianas, que pagam os piores salários entre as estaduais do nordeste, …?!?!?!

    Ainda quer que nós acreditemos no homem, …?!?!?!

    Assim fica difícil, Wenceslau, …?!?!?!

    Outra questão seria: O que é melhor para a nossa região: Uma nova Universidade Federal ou a federalização da UESC, …?!?!?!

    No caso de uma nova Univeridade Federal, com o advento dos quatro novos cursos de Engenharia na UESC, provavelmente no próximo ano, quais os cursos que seriam oferecidos pela nova Universidade Federal, para evitar duplicidade, …?!?!?!

    Odontologia, Psicologia e o que mais, …?!?!?!

    Creio que temos de discutir a viabilidade de todas as hipóteses, …!!!

  11. TODOS ESTÃO BOTANDO SUAS CREDENCIAIS DE FORA.MEU NOME É LUIS CARLOS DOS SANTOS.SOU PEDREIRO,NÃO TIVE FORMAÇÃO E PAGO 1.200.00 DE FACULDADE.NÃO PRA MIM, MAS SIM PARA AS MINHAS FILHAS.ESTOU TORSENDO POR ESSE VEREADOR QUE ELE SE ELEGA A DEPUTADO.QUANTO AO FELIZ MENDONÇA QUERO QUE MORRA.NUNCA AJUDOU A REGIÃO CACAUEIRA,SEMPRE VOTEI NESSE DESGRAÇADO.VENHO ACOMPANHANDO TODOS OS PASSOS DA LUTA POR NOSSA UFSULBA,E OUVIR O CONVITE NO CARRO DE SOM QUE O VEREADOR WENCESLAU FEZ A TODA CIDADE PARA ENTREGA DO ABAIXO ASSINADO AO PRESIDENTE LULA. NÃO SÓ EU COMO TODA MINHA FAMÍLIA VEREADOR ESTAREMOS LÁ PARA APOIALO NESSE MOMENTO.O ANO TEM 365 dias.SÓ AGORA ESSE DESGRAÇADO DO FÉLIZ MENDONÇA SE MANIFESTA.EU SEI O QUE ELE QUER,E ELE VAI GANHAR.O FIOFÓ É DELE.

  12. Nobre vereador sei do seu comprometido com a educuçao, por isso torço pela sua eleiçao pra Deputado, pois teremos um representante altura em nossa regiao, vc q conseguiu um curso pre-vestibular da uesc pra gandu cidade em q moro, mesmo sem ser da cidade ou mesmo representante daquele municipio. Se antes de se eleger já trabalha, irá trabalhar ainda mais quando for eleito Deputado, por isso conte com meu apoio.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top