skip to Main Content
26 de setembro de 2020 | 10:50 am

NOTA ZERO, NOTA DEZ

Tempo de leitura: 2 minutos

Daniel Thame

Na semana passada, a polícia militar deteve sete estudantes de três escolas públicas de Itabuna, o Imeam, Grupo Escolar General Osório e Colégio Josué Brandão. Os sete invadiram o Imean para tentar espancar uma professora de Matemática.

O “crime” cometido pela professora foi cobrar dos alunos rendimento escolar satisfatório e cumprimento das atividades em sala de aula.

Um dos estudantes não gostou e chamou colegas de outras escolas para dar uma “lição” na professora.

A agressão só não se consumou porque funcionários do colégio decidiram acionar a polícia, que deteve os estudantes, todos eles menores de idade e que, portanto, no máximo cumprirão medidas sócioeducativas, se é que vão cumprir.

O que aconteceu no Imeam é um fato isolado?

Infelizmente, a resposta é: não!

Esse tipo de ameaça se não chega a ser rotineira, não é raridade nas escolas da rede municipal de ensino, notadamente naquelas em que estudam crianças e adolescentes da periferia da cidade, onde a falta de oportunidades a desestrutura familiar são meio caminho andado para a delinqüência.

Porque só pode ser definido como delinqüente um estudante que decide bater na professora porque ela exigiu que ele não apenas freqüente as aulas, como assimile o que está sendo ensinado.

Ou que, como já ocorreu em Itabuna, entra armado na sala de aula e aponta ostensivamente o revólver para a professora, por conta de uma nota baixa na prova.

Muitos professores não denunciam as ameaças feitas por estudantes

O mais lamentável é que muita vezes esses menores contam com a mais completa omissão dos pais, que chegam ao extremo de culpar o professor pelas reações destemperadas de seus filhos.

Como se os “pobrezinhos” fossem vítimas de perseguição por parte dos professores.

Temendo represálias, muitos professores não denunciam as ameaças feitas por estudantes. Preferem conviver silenciosamente com o problema ou então, numa reação natural, pedir transferência para outra escola.

Uma professora relatou que um de seus alunos chegou a dizer textualmente que “sei onde a senhora mora, a hora que sai de casa e onde seus filhos estudam”.

Mais ameaçador impossível.

Resultado: pediu uma licença médica e não retornou à sala de aula.

Óbvio que não é esse o caminho, mas ninguém é obrigado a se expor diante da ameaça cada vez mais freqüente de sofrer com a violência de delinqüentes travestidos de estudantes.

Até porque, professor não é mártir para arriscar a vida, numa profissão que exige dedicação, sacrifício e abnegação, mas em que pelo menos a integridade física deve ser preservada.

Quando a educação, ferramenta indispensável para a cidadania, passa a ser um caso de polícia é sinal de que alguma coisa está errada, não apenas no sistema educacional, mas na sociedade como um todo.

Nota zero para a violência nas escolas.

E nota dez para os professores, que a despeito aos baixos salários e das precárias condições de trabalho, insistem em atuar como verdadeiros educadores, fugindo do padrão “eu finjo que ensino, eles fingem que aprendem”.

Daniel Thame é jornalista, autor de “Vassoura” e blogueiro.

www.danielthame.blogspot.com

Esta publicação possui 12 comentários
  1. A base de uma sociedade é a família, mas a propósito, como andam as famílias no nosso país, no nosso estado (que só pensa em festa), …?!?!?!

    A degradação dos valores morais, o péssimo comportamento de alguns pais (independentemente de classe social), criando os filhos para não respeitar ninguém, só poderia dar nisso, …!!!

    Muitos pais ainda se “orgulham” das lambanças que os filhos fazem, aprontam, e, como “bons” baianos, dizem: “Meu filho é retado: Faz e acontece”, …!!!

    Podemos observar isso, inclusive, no comportamento, e nas atitudes, dos filhos de algumas de nossas grandes lideranças regionais, …!!!

    Como isso já se tornou cultural, a tendência, infelizmente, é piorar, …!!!

    Até mesmo a religião, que funciona como “freio” da sociedade, juntamente com a repressão policial, andam caindo pelas tabelas: A primeira, com exemplos hediondos de pedofilia e outras coisas mais. A segunda, com desmandos, impunidade, arbitrariedades, comportamentos inaceitáveis, …!!!

    Quem duvida de que um desses jovens venham a ser policiais amanhã, …, e aí, poderão estar dando “exemplos” de aplicação das leis, interferindo, ao modo deles, nas relações entre as pessoas (espancamentos, tortura, arbitrariedades, postura duvidosa, além de outras coisas mais que nós assistimos diariamente, ao vivo ou pela televisão), …!!!

    Ainda mais em concursos públicos onde, de cada vez, mais de três mil pessoas são aprovadas, …!!!

    Assim, fica difícil, …!!!

    A única esperança nossa parece ser a Teoria do Caos, que nos diz que as coisas poderão tender a se organizar, após atingir um nível máximo de desorganização, …!!!

  2. Por falar em alunos mal edeucados, vai um e-mail que eu recebi, que tem algo com a deucação antiga: Muito combatida por especialistas, Pedagogos, Psicólogos, mas que dava certo, …!!!

    Como estamos muito próximos do dia das mães, …!!!

    Métodos de educar

    Para os que tiveram suas educações baseadas nos métodos antigos vão lembrar de várias frases!

    Ensinamentos de MÃE DE ANTIGAMENTE:

    Pra lembrar e rir!

    Coisas que nossas mães diziam e faziam… Uma forma que hoje é condenada pelos educadores e psicólogos, mas funcionou com a gente. Talvez senão tivessem mudado tanto, nosso mundo estaria melhor…

    Minha mãe ensinou a VALORIZAR O SORRISO….
    ‘ME RESPONDE DE NOVO E EU TE ARREBENTO OS DENTES!’

    Minha mãe me ensinou a RETIDÃO.
    ‘EU TE AJEITO NEM QUE SEJA NA PANCADA!’

    Minha mãe me ensinou a DAR VALOR AO TRABALHO DOS OUTROS..
    ‘SE VOCÊ E SEU IRMÃO QUEREM SE MATAR, VÃO PRA FORA. ACABEI DE LIMPAR A CASA!’

    Minha mãe me ensinou LÓGICA E HIERARQUIA..-.
    ‘PORQUE EU DIGO QUE É ASSIM! PONTO FINAL! QUEM É QUE MANDA AQUI?’

    Minha mãe me ensinou o que é MOTIVAÇÃO…
    ‘CONTINUA CHORANDO QUE EU VOU TE DAR UMA RAZÃO VERDADEIRA PARA VC CHORAR!’

    Minha mãe me ensinou a CONTRADIÇÃO…
    ‘ FECHA A BOCA E COME!’

    Minha Mãe me ensinou sobre ANTECIPAÇÃO… .
    ‘ESPERA SÓ ATÉ SEU PAI CHEGAR EM CASA!’

    Minha Mãe me ensinou sobre PACIÊNCIA…
    ‘CALMA!… QUANDO CHEGARMOS EM CASA VOCÊ VAI VER SÓ…’

    Minha Mãe me ensinou a ENFRENTAR OS DESAFIOS….
    ‘OLHE PARA MIM! ME RESPONDA QUANDO EU TE FIZER UMA PERGUNTA!’

    Minha Mãe me ensinou sobre RACIOCÍNIO LÓGICO…
    ‘SE VOCÊ CAIR DESSA ÁRVORE VAI QUEBRAR O PESCOÇO E EU VOU TE DAR UMA SURRA!’

    Minha Mãe me ensinou MEDICINA…
    ‘PÁRA DE FICAR VESGO MENINO! PODE BATER UM VENTO E VOCÊ VAI FICAR ASSIM PARA SEMPRE.’

    Minha Mãe me ensinou sobre o REINO ANIMAL…
    ‘SE VOCÊ NÃO COMER ESSAS VERDURAS, OS BICHOS DA SUA BARRIGA VÃO COMER VOCÊ!’

    Minha Mãe me ensinou sobre GENÉTICA…
    ‘VOCÊ É IGUALZINHO AO SEU PAI!’

    Minha Mãe me ensinou sobre minhas RAÍZES…
    ‘TÁ PENSANDO QUE NASCEU DE FAMÍLIA RICA É?’

    Minha Mãe me ensinou sobre a SABEDORIA DE IDADE…
    ‘QUANDO VOCÊ TIVER A MINHA IDADE, VOCÊ VAI ENTENDER.’

    Minha Mãe me ensinou sobre JUSTIÇA…
    ‘UM DIA VOCÊ TERÁ SEUS FILHOS, E EU ESPERO QUE ELES FAÇAM PRA VOCÊ O MESMO QUE VOCÊ FAZ PRA MIM! AÍ VOCÊ VAI VER O QUE É BOM!’

    Minha mãe me ensinou RELIGIÃO…
    ‘MELHOR REZAR PARA ESSA MANCHA SAIR DO TAPETE!’

    Minha mãe me ensinou o BEIJO DE ESQUIMÓ…
    ‘SE RABISCAR DE NOVO, EU ESFREGO SEU NARIZ NA PAREDE!’

    Minha mãe me ensinou CONTORCIONISMO. -..
    ‘OLHA SÓ ESSA ORELHA! QUE NOJO!’

    Minha mãe me ensinou DETERMINAÇÃO.. -.
    ‘VAI FICAR AÍ SENTADO ATÉ COMER TODA COMIDA!’

    Minha mãe me ensinou habilidades como VENTRÍLOQUO.. .
    ‘NÃO RESMUNGUE! CALA ESSA BOCA E ME DIGA POR QUE É QUE VOCÊ FEZ ISSO?’

    Minha mãe me ensinou a SER OBJETIVO….
    ‘EU TE AJEITO NUMA PANCADA SÓ!’

    Minha mãe me ensinou a ESCUTAR …
    ‘SE VOCÊ NÃO ABAIXAR O VOLUME, EU VOU AÍ E QUEBRO ESSE RÁDIO!’

    Minha mãe me ensinou a TER GOSTO PELOS ESTUDOS..
    .’SE EU FOR AÍ E VOCÊ NÃO TIVER TERMINADO ESSA LIÇÃO, VOCÊ JÁ SABE!…’

    Minha mãe me ajudou na COORDENAÇÃO MOTORA…
    ‘AJUNTA AGORA ESSES BRINQUEDOS!! PEGA UM POR UM!!’

    Minha mãe me ensinou os NÚMEROS…
    VOU CONTAR ATÉ DEZ. SE ESSE VASO NÃO APARECER VOCÊ LEVA UMA SURRA!’

    Brigadão Mãe !!!

    HOJE SOU UMA PESSOA BEM MELHOR , MAIS EDUCADA E HUMANA QUE ESSA NOVA GERAÇÃO…!!!

  3. Triste reportagem! Só gostaria de acrescentar que as escolas particulares também estão cheia de “mini-criminosos”. Um exemplo é a escola considerada como melhor na cidade de Itabuna. Não é raro os alunos riscarem carros, motos e até ameaçarem professores e colegas que solicitam silêncio em sala de aula.
    Experiência própria!!!

  4. O grande problema da violencia na escola e a violencia que a escola produz na criança e no adolescente. a falta de um planejamento eficaz, a falta de profissionais comprometido co a educação, também contibuiem para esses problemas.
    Uma forma de diminui esses fatos é a imediata inclusão da Lei 8069/1990 que trata dos direitos e deveres das crianças e dos adlescentes (o ECA), só assim poderemos evitar fatos lamentavel como esse ai.

  5. A desagregação das famílias tem um enorme peso em tudo que está acontecendo.

    Há duas semanas, assisti uma terrível cena no centro de diversões do Jequitibá. Um homem – supostamente pai – ajudava uma criança de cerca de 2 anos a participar de um jogo eletrônico. Segurava, juntamente com uma das mãos do menino, a “arma” do jogo, ensinando-o a “matar” pessoas.

  6. SERGIO OLIVEIRA, PARABENS PELO COMENTÁRIO RETRATOU DE FORMA FIEL E CLARA O QUE ESTA GERAÇÃO SERÁ NO FUTURO.
    PELA PRIMEIRA VEZ VC TÉCNICO E IMPARCIAL.

  7. Parabéns, Daniel!
    Esta situação nos causa, a todos nós, tremenda compaixão das pobres crianças, e da espécie humana. Deste jeito, aonde vamos chegar…

  8. ÓTIMO COMENTÁRIO, LUIZA! JÁ LECIONEI NAS DUAS PRINCIPAIS ESCOLAS PARTICULARES DAQUI E CONHEÇO BEM A REALIDADE.
    OS “MINI-CRIMINOSOS” ESTÃO EM TODOS OS LUGARES.
    E SOBRA TUDO PARA O PROFESSOR…

  9. É inacreditável ler o que disse esse Joselito! Você trabalha em esco-
    la, senhor? Ou é parente de algum desses menores? Vá ver a realidade como ela é. Ah, e o ECA só mostra direitos?????

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top