skip to Main Content
25 de fevereiro de 2020 | 01:20 pm

ACIDENTE MATA AURORA BATHOMARCO

Tempo de leitura: < 1 minuto

"Aurora: campeão de enduro e amante do motociclismo (Foto Itabuna Off-road).

Um acidente ao final da tarde deste domingo matou o empresário Eduardo José “Aurora” Bathomarco, de Eunápolis, no quilômetro 586 da BR-101, trecho de Camacan, no sul da Bahia. A caminhonete do empresário rodou e bateu numa árvore.

Aurora Bathomarco ficou preso às ferragens do veículo e morreu no local. O corpo foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itabuna, de onde seria transladado para Eunápolis.

O acidente deixou triste o município do Extremo-Sul baiano e também os amantes do Enduro. Há menos de um mês, Eunápolis recebeu desportistas de várias partes do estado para a segunda etapa do Baiano de Enduro.

Nas palavra de Vinicius Eça, do Itabuna Off Road, “Aurora era uma figura única, apaixonada pelo motociclismo off-road e fará muita falta ao nosso esporte”.

O empresário também era o organizador da etapa baiana do Brasileiro de Enduro de Regularidade e competia pelo Baiano, na categoria executivo.

Em Eunápolis, Aurora também era proprietário da revenda de motos Dayun, de origem chinesa, e de uma empresa de móveis de alto padrão. Com informações do repórter Costa Filho.

PROTESTO NA J.S.PINHEIRO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Quebra-molas é indicado apenas por uma placa ao lado, sem tempo para o motorista se preparar (foto Xilindró Web)

A falta de sinalização adequada na avenida José Soares Pinheiro, para alertar condutores de veículos da presença de dois quebra-molas, conforme denunciado hoje à tarde por este blog, resultou em um protesto no início da noite.

Moradores das proximidades atearam fogo em pneus e chegaram a interromper o tráfego por alguns instantes na avenida. A Polícia Militar foi acionada e conteve a manifestação sem enfrentar reações.

Os quebra-molas são indicados apenas por placas instaladas ao lado, sem aviso pelo menos 50 metros antes , como seria o correto. Por conta disso, os motoristas não veem o redutor a tempo e acabam freando bruscamente, o que é causa de muitas colisões no local.

CAMACAN: POLÍCIA NÃO CONSEGUE RECAPTURAR FUGITIVOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

A polícia militar ainda não conseguiu recapturar todos os dez presos que fugiram da cadeia pública de Camacan, no sul da Bahia, ontem à noite. De acordo com informações, os fugitivos cavaram um buraco numa das celas, acessaram um colégio ao lado da cadeia e ganharam a liberdade. Apenas um dos detentos foi recapturado.

O EXEMPLO DOS PRODUTORES DE LINHARES

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os produtores de Linhares (ES) colocaram para funcionar uma unidade de processamento de cacau. A fábrica terá capacidade de processamento de 2,5 mil toneladas de liquor de cacau por mês.

A produção de cacau processada na fábrica tem como origem os municípios de Linhares, São Mateus e João Neiva, todos capixabas. Antes, o cacau daquela região era processado em São Paulo ou na Bahia, segundo os dirigentes da unidade de processamento. Cerca de R$ 8 milhões foram investidos no negócio.

FALTOU SINALIZAR

Tempo de leitura: < 1 minuto

A prefeitura de Itabuna colocou um quebra-molas na avenida José Soares Pinheiro, mas esqueceu de sinalizar. Os moradores, quando podem, colocam galhos de árvore na pista.

Nesta tarde, uma ambulância “parou” no fundo de outro carro. O motorista foi surpreendido pelo quebra-molas sem sinalização.

Alô, Wesley Melo…

FESTIVAL “NO FORNO”

Tempo de leitura: < 1 minuto

As inscrições ao V Festival Multiarte Firmino Rocha, de Itabuna, começam no próximo dia 18, informa Eva Lima, à frente da organização do evento que reúne o que de melhor há nas expressões artísticas deste chão baiano. Ela anuncia que estão sendo feitas algumas modificações no regulamento pra “azeitar” ainda mais o festival multiarte.

As inscrições vão até o dia 18 de junho. O evento acontecerá de 22 a 27 de julho, ano do Centenário de Itabuna. O festival, além de música, dança e teatro, abrirá espaço para as artes plásticas.

ROSEMBERG OBTÉM NOVOS APOIOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Rosemberg soma apoios na corrida eleitoral.

O pré-candidato a deputado estadual petista Rosemberg Pinto obteve apoio de mais dois prefeitos: Dra. Irismá, de Gandu, e Padre Agnaldo, de Firmino Alves. Nenhum dos dois, registre-se, é do PT. Irismá pertence ao PCdoB e Padre Agnaldo é filiado ao PMDB.

Na avaliação de governistas, Rosemberg, ex-assessor da presidência da Petrobras, deverá estar entre os seis mais votados na corrida à Assembleia Legislativa.

TUDO ABAIXO

Tempo de leitura: 3 minutos

Leandro Afonso | www.ohomemsemnome.blogspot.com

Mickey Rourke em Homem de Ferro 2.

Sem tempo para digerir, é difícil dizer muita coisa de Homem de Ferro 2 (Iron Man 2 – EUA, 2010), de Jon Favreau. O filme começa bem, com todo o carisma de Robert Downey Jr., cada vez melhor dentro de um personagem cada vez mais ególatra – o que leva a uma quase irritação. No que existe de pior, temos os ápices quando Favreau se afasta dos personagens para investir no quebra-quebra megalômano (mais até que na ação): a lembrança de Michael Bay e seus Transformers é inevitável – e isso não pode ser um elogio.

Por outro lado, ainda que com Scarlett Johansson interpretando o papel da voluptuosa agente dupla (?!) seja natural lembrarmos também de Megan Fox fazendo nada (sem ser exatamente demérito dela), o filme lembra várias vezes um charme de 007, com a ligação do mal com a Rússia e um vilão divertido como Mickey Rourke. Mas se Rourke e Downey seguram bem o filme, o mesmo não dá pra dizer do (aqui nem tão) competente Favreau.

Por mais que ele tenha algum timing para gags e competência para cenas de ação, quando postas ao lado de um ritmo já veloz, a rapidez do filme cansa. Não é fácil sustentar duas horas à base de câmera e montagem que nunca param sem que o espectador atinja um estado de dormência – ainda que existam casos bem piores que este aqui. Isso para não falar nos efeitos especiais, que funcionam mais até para evitar questionamentos e tapar (mini) buracos no roteiro que para nos levar a um outro nível de “credibilidade” do que está na tela.

Curioso é que a interessante resolução para Mickey Rourke (com lembrança a Jake La Motta de De Niro em Touro Indomável a dizer “você nunca me derrubou, Ray, você nunca me derrubou”), é o protagonista (clímax) com tempo bem menor que os coadjuvantes (demais cenas de ação). Não menos curioso também é que, em boa parte da projeção, achei que seria mais fácil fazer analogia política do que falar sobre o filme; poucas horas depois, nada de possíveis analogias políticas ficaram.

Homem de Ferro 2 (Iron Man 2 – EUA, 2010)
Direção: Jon Favreau
Elenco: Robert Downey Jr., Mickey Rourke, Don Cheadle, Scarlett Johansson, Gwyneth Paltrow
Duração: 124 minutos
Projeção: 2.35:1

8mm

Viagens e compromissos diversos resumiram a 8mm a O Homem de Ferro 2 – e visto em cima da hora. Não recomendo a ninguém sete dias sem filmes e cinema – especialmente se você tiver uma coluna pra fazer.

______________

Leandro Afonso é comunicólogo, blogueiro e diretor do documentário “Do goleiro ao ponta esquerda”.

ERA PARA SER DE URGÊNCIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Samu 192 em Itabuna está se distanciando cada vez mais do que pode ser definido como um serviço de urgência. Pelo menos no que se refere à agilidade, que fica devendo muito a qualquer tartaruga.

São numerosos os casos em que o Samu é acionado para atender algum paciente e demora um tempo enorme para chegar. No início, quando o serviço foi implantado, a espera não costumava ser maior do que cinco minutos.

Na madrugada do último sábado, duas pessoas foram baleadas no bairro da Conceição. Uma delas morreu e a outra ficou estendida no chão, por quase uma hora, agonizando, e veio a morrer depois, antes de receber atendimento no hospital. A demora na chegada do socorro pode ter determinado o desfecho.

Acionaram o Samu pelo telefone e ninguém atendeu. Resolveram ir até a sede do serviço, na rua Nações Unidas, onde foi necessário gritar para que um funcionário aparecesse… Com cara de sono.

Aliás, é a cara da sonolenta gestão da saúde pública em Itabuna.

Back To Top