skip to Main Content
3 de agosto de 2020 | 05:55 pm

RODOVIÁRIOS ANUNCIAM GREVE POR TEMPO INDETERMINADO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Só 30% da frota nas ruas, amanhã (Foto Alisson Fagundes).

O itabunense que precisa do transporte coletivo urbano terá uma quinta-feira de sofrível. Há pouco, o presidente do Sindicato dos Rodoviários de Itabuna (Sindirod), Joselito Paulo, Pé-de-Rato, antecipou ao Pimenta na Muqueca que a categoria entra em greve por tempo indeterminado a partir das primeiras horas de amanhã (13). Apenas 30% da frota estará em circulação.

A ofensiva é uma resposta à estratégia das empresas e do novo sindicato dos rodoviários, o Sintracol. Juntos, solicitaram à Justiça do Trabalho que antes analisasse a ilegalidade da paralisação do início do mês, quando os rodoviários cruzaram os braços por sete horas.

A audiência era para decidir qual o sindicato é legítimo representante dos trabalhadores nas empresas de ônibus de Itabuna. O pedido de julgamento da ilegalidade será analisado pelo Tribunal Regional do Trabalho. E a greve dos rodoviários perdurará até que saia a decisão.

O Sindirod é o mais antigo representante dos rodoviários. O Sintracol foi criado há menos de um ano e teria pouco menos de 20 associados. Em jogo está a liderança sobre mais de 250 rodoviários.

Esta publicação possui 7 comentários
  1. Esses rodoviários, estão abusando demais. Eles sabem da necessidade do povo de utilizar o transporte público, e fazem terrorismo.
    Não sei como vou trabalhar amanha.

  2. Palhaçada isso. tem que ser tomada providência.
    Aonde vamos parar com isso ??
    Além de termos um péssimo serviço de coletivo, ainda
    temos que ficar a mercê de motoristas e cobradores.

  3. Boa noite, gostaria de frizar que os onibus que circular em nossa cidade é da é poca da pedra, sem conforto nenhum.

    Prefeito! vamos colocar onibus com ar condicionado, pois a passagem é muito cara.

    Valeu

  4. Sabem por que greve de ônibus nunca dá certo?

    1. Ônibus parado não afeta bolso do patrão. Os empresários do setor lucram MAIS com MENOS ônibus rodando (MENOS combustível, MENOS manutenção, etc.).
    2. Os usuários do transporte coletivo nada têm a ver com a briga do sindicato com os donos das empresas.
    3. Antes de reivindicar aumento de salário, muitos dos “rebeldes” não param para refletir se realmente prestam o serviço direito (digo, se param nos pontos no horário certo, respeitam as leis de trânsito, tratam os passageiros com o mínimo de cordialidade, etc.) para merecer algo do tipo.

  5. NÃO SERIA MAIS FACIL TENTAR ENTENDER O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM OS TRABALHADORES, SÁLARIOS DEFASADOS, TIQUETS ALIMENTAÇÃO BAIXO, CARGAS HORARIAS MUITO ELEVADAS E O PRINCIPAL DE TUDO A RESPONSSÁBILIDADE COM A VIDA DE TERCEIROS.
    E AGORA O QUE VOCÊS ME DIZEM?

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top