skip to Main Content
19 de janeiro de 2021 | 05:33 pm

COELBA RELIGA ENERGIA DA CASA DOS ARTISTAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

O fornecimento de energia elétrica à Casa dos Artistas, em Ilhéus, foi religado nesta sexta-feira (14), como informa o diretor do espaço, Romualdo Lisboa. Segundo ele, a medida foi determinada pelo gestor regional da Coelba, Carlos Moraes, atendendo a “súplicas da sociedade ilheense”.

O Pimenta noticiou na quinta-feira (13) o corte da energia da Casa dos Artistas, que foi motivado por um débito atrasado de R$ 1,5 mil. O espaço cultural, que recebe subsídio da Secretaria Estadual da Educação, espera agora reativar um convênio com a Prefeitura.

Com a normalização do fornecimento de energia, a Casa retorna com os espetáculos noturnos de teatro, violão, cordel, oficinas e a sessão semanal do Cineclube Équio Reis.

Esta publicação possui 5 comentários
  1. A Coelba é empresa privada, não tem que ter complacência e atender “súplicas” da sociedade de Ilhéus para reeligar a energia elétrica da Casa dos Artistas (PMI), que deve uma ninharia de dinheiro R$ 1.5 (hum milhão e meio de reais).A Coelba não é instituição filantrófica, para distribuir beneses ao município.Se na casa do cidadão comum,atrazar um mês a conta os homens do alicate chega logo e corta a energia da casa, e deixa tudo no escuro.A lei que vale para o cidadão comum, tem que valer para instituições públicas.
    Tá devendo, alicate nas mãos e corta a energia e pronto.Se a sociedade de Ilhéus, quizer visitar a Casa dos Artista, visita com lampião ou luz de vela, quem não estiver satisfeito passa a lista para cotizar o dinheiro e pagar a divída, que a Casa dos Artista (PMI),deve a Coelba!
    Não dou dois meses, a energia está cortada de novo, que o gestor público do município, não está honrando ném o pagamento dos funcionários, imagina honrar com pagamentos de energia!
    Em tempo: Não devo a Coelba, Embasa,Telefônica, dia 14/05/2010,paguei em cota única o IPTU, também não devo nada as Casas Bahia!

    Melck Rabelo

  2. Caro Melck, você se mostrou mal informado sobre a Casa dos Artistas. Ela não é uma instituição pública, de modo algum pertencente a Prefeitura de Ilhéus.
    É um espaço privado, administrado pelo Teatro Popular de Ilhéus, que também não tem qualquer ligação – a não ser pelo convênio não honrado pelos gestores públicos – com o governo municipal.
    Antes de emitir conceitos tão contundentes, sugiro que procure conhecer mais da cultura ilheense – tão desprezada por setores da sociedade local que se dizem esclarecidas, mas na verdade pouco – ou nada – conhecem das bases de sua formação.

  3. Caro,
    Felipe

    Pior ainda a situação, se é espaço privado, administrado pelo Teatro Popular, e mantém convênio com a prefeitura Municípal.Na casa dos Artista, como no teatro vejo a guarda-municipal, tomando conta do local.Ai piora a situação, a PMI e o gestor Newton Lima, não esta honrando a folha de pagamento dos funcionário públicos concursados, imagina se vai honrar pagamento de conta de luz da Casa dos Artista.Continuo com a mesma opinião, não pagou a conta, a Coelba mete a tesousa.Assim ela age nas casa particulares, qual o motivo para não agir na Casa dos Artista, que agora fiquei sabendo ser particular.Não pagou a tesousa comeu.
    Quem precisa de cultura é rico e empresários, pobres não vejo na Casa dos Artista, nem no Teatro Municipal.Pobres precisam de trabalho e renda, cultura não enche a barriga dos pobres.
    Não é meu caso, que já amarrei meu cavalo na sombra!
    Melck Rabelo

  4. É… pessoas que pensam como você é que fazem Ilhéus ser o que é!

    A propósito: é visível que você não é afeito a cultura, tanto que a Casa dos Artistas não tem – e nunca teve – guardas municipais em suas dependências.

    Pobres na Casa dos Artistas? Vejo aos montes: fazendo cursos de música, teatro, artes, assistindo espetáculos de teatro, dança, música, participando de exposições…

    E esses “pobres” saem um pouco mais ricos, tentando fazer Ilhéus ser um pouco melhor do que é!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top