skip to Main Content
1 de dezembro de 2020 | 02:26 am

GREVE NO JUDICIÁRIO BAIANO COMPLETA 10 DIAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Jovem esbarra com aviso de greve no Fórum Ruy Barbosa, em Itabuna (Foto Pimenta).

Os serventuários da justiça baiana entram no décimo dia de greve nesta segunda-feira, 17. E sem prenúncio de que retornem ao trabalho até amanhã. A queixa geral é contra as medidas que cortam as gratificações especiais de quem recebe salário mais baixo.

Os serventuários exigem da presidência do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) que se acabe com os contratos temporários (do tipo Reda) e cargos comissionados extraquadro, além da exoneração imediata de ocupantes de cargos comissionados. Eles pedem a aprovação, na Assembleia Legislativa, do auxílio-creche e financiamento imobiliário para os servidores da Justiça.

Esta publicação possui 22 comentários
  1. Esqueceu-se de que a categoria requer também que o tribunal retire todo o adicional de função, concedido a apadrinhados em sua maioria, o que gera o efeito-cascata nos salários e, com isso, onera o tribunal de justiça em cerca de 130 milhões de reais por ano.

  2. Fazerem greve é um direito deles, até ai tudo bem, todo mundo tem que lutar pelos seus direitos, mas o grande problema é que quando eles voltam da tal greve deveriam acelerar os trabalhos para recuperar o tempo perdido e não prejudicarem a população em geral, mas o que se vê na verdade é um bando de tartarugas mau humoradas e até parece que a greve não acabou, viva o BRASIL…

  3. O QUE OBSERVO EM RELAÇÃO A ESTA E OUTRAS GREVES É A TOTAL OMISSÃO DO GOVERNADOR DO ESTADO JAQUES WAGAREZA. NÃO HOUVE UM SÓ PRONUNCIAMENTO DE SUA PARTE. FALA AI GOVERNADOR, O QUE TÁ ACHANDO DA GREVE? É ASSIM QUE VOCÊ QUER SE REELEGER? GEDEL VEM AI…

  4. Essa turma integra o grupo de servidores estaduais que tem melhores vencimentos. Um servidor sem nível superior recebe muito mais do que um professor nível III (com curso superior).

  5. Souza Neto, você deve estar confundindo SERVIDOR com MAGISTRADO. Quem ganha muito bem, em torno de 24 mil por mês, são eles, os juízes. O servidor do Tribunal de Justiça – não apadrinhado, não apaniguado, não articulado com políticos, desembargadores e juízes – não consegue perceber nem 10% dos vencimentos dos juízes. É um grande engano da população achar que servidor da justiça estadual ganha bem. Lembre-se de que um técnico da Justiça Federal recebe em média 4 mil por mês. Um servidor do TJBA com a mesma qualificação e atribuições semelhantes, tem salário-base de 1.200 reais. E não bastasse isso, a Desa. Telma Brito cortou a gratificação de 369 reais desses que possuem os salários mais baixos, enquanto que seus pupilos recebem até 52 mil reais (POR MÊS), concedidos de forma ilegal e imoral. A greve de 12 mil servidores do TJBA é para acabar com essa e outras imoralidades que imperam na Casa da Justiça. Se você quiser trocar seu salário de professor nível III por um salário de fome faz o próximo concurso do TJBA. Concurso este que não deve acontecer tão cedo, pois como o TJBA extrapolou os limites da LRF com os supersalários, sequer tem dinheiro para nomear 700 aprovados do último concurso (2006), e a Desembargadora ainda ameaça exonerar quem está em estágio probatório. Dê graças a Deus por você ser um Professor Nível III!

  6. O direito a GREVE é um direito constitucional,só que nós constantemente precisamos dos serviços oferecidos por esses cartorios ,somos MALTRATADOS,HUMILHADOS,não existe uma vontade de alguns servidores de nos atender dignamente.Quem quiser que vá no 2ºcartorio de registro de imoveis e fique observando o tratamento dado pelo servidor chefe daquele cartorio e ficara horrorizado ,dado a tamanha falta de respeito por parte deste cidadão responsavel por esse cartorio.Nós é que lhe pagamos os salários todos os meses e deveriamos ser melhor atendido.Se houvesse uma FISCALIZAÇÃO ,encontrariam muintas coisas erradas.Basta querer…

  7. nunca precisei dos serviços do cartório da minha cidade como estou precisando agora e estou vendo o sonho da minha casa própria ir a baixo por causa do trabalho de pessoas incompetentes que só pensam no dinheiro e em ganhar o teto salarial. Afinal voces querem ter o salario dos magistrados, façam concurso para juízes e dê o lugar para quem quer trabalhar de verdade!!!!!!!!!!

  8. Sou a favor da greve mesmo não sendo serventuária da justiça, mas concordo com comentários acima quando dizem respeito ao tratamento oferecido pelos cartórios. A bahia tem o pior atendimento. Seria interessante que os serventuários após a greve repensassem sobre tal assunto. Pois se não querem estar alí deêm espaço para outros. Mas atender bem é questão de educação e não obrigação. Quanto a greve é necessária para coibir os abusos do TJ BA.

  9. Nunca na minha vida pensei que fosse precisar dos serviços de um cartorio do estado da Bahia, pois moro no estado se São Paulo, acontece que estou financiando uma casa pela caixa federal e o dono da casa trabalha na Bahia , na cidade Madre de Deus , e só vem para o estado de São Paulo de 3 em 3 meses ver a familia, o contrato da minha casa vai chegar e não poderei assinar , pois como ele não vai estar presente , preciso de uma procuração publica dele , para a esposa dele assinar por ele a venda da casa, mas como ele fará essa procuração a tempo e mandará para ela se essa greve nem tem previsão de terminar? Eu tambem estou vendo o sonho da casa propria escorrer pelo ralo …. Vamos trabalhar povo , vcs tem privilegios , não trabalham feriado , nem sabado , nem domingo , tem 2 horas de almoço por dia , eu quero ver se vcs trabalhassem em usina como eu , trabalha a noite , não tem hora de janta , e trabalha 5 dias e folga só 1 por semana , sem sabado , sem domingo, sem feriado , sem natal , sem ano novo , sem carnaval …. etc … vamos trabalhar !!! è por isso que o brasil não vai pra frente !!!!

  10. Gostaria de esclarecer que a categoria está reivindicando pricipalmente, uma faxina geral no TJ-Ba, feito isso todas as mazelas serã resolvidas, pois um servidor concursado,que não esteja sendo explorado, humilhado, trabalhando por 3 ou 4, sem condições de trabalho, sentado no computador por mais de 6 horas, sem intervalos, coemndo poeira de processo, correndo de um lado para outro, tentando atender “cidadãos” como os dos comentários acima, intransigentes, insensiveis e invejosos; após uam faxina geral no TJ-Ba, terá prazer em atender com aeducação, presteza e celeridade de sempre. Só que vc cidadão perceberá isso pois haverá “resultados”. É claro que se vc chega em um cartorio onde tem 2 (DOIS) servidores, um publicando, outro emitindo mandados e os dois atendendo balcão, falta papel, o telefone não para de tocar e o Juiz solicita a presença de um dos dois, tudo ao mesmo tempo, vc NÃO PERCEBE QUE ESTÁ TENDO UM ATENDIMENTO EXCELENTE POR PARTES DESSE SERVIDORES QUE APESAR DE SUAS MAZELAS ESTÃO SE EMPENHANDO PARA TE ATENDER, FAZENDO O IMPOSSÍVEL PARA ISSO. Mesmo sabendo que vc não vai reconhecer e irá destilar seu veneno na primieora oportunidade, como fez acima. De qualquer maneira, vai um conselho: ESTUDE, ESTUDE, ESTUDE PARA QUE POSSA PASSAR EM UM CONCURSO PUBLICO OU UMA COLOCAÇÃO DECENTE NA EMPRESA PRIVADA E ENTÃO VC PERCEBERÁ SEU VALOR E VAI EXIGIR SER VALORIZADO ASSIM COMO NÓS QUE PASSAMOS ANOS ESTUDANDO ENQUANTO VC ESTAVA NO CARNAVAL E NA BALADA. A GREVE CONTINUA.

  11. A categoria deveria analisar a situação dos cidadãos, respeitando a necessidade de todos.
    Deveria colocar os 30% para fazer os devidos atendimento conforme a lei.
    Há pessoas precisando com urgências de documentos e não há nenhum funcionário para resolver.
    Todos os fóruns fechados!!

  12. Esse movimento não irá resolver nada… Se assim fosse as autoridades já teriam manifestado.
    O povo que paga o preço desse movimento há mais de 10 dias, sem prazo para acabar.
    É um desrespeito muito grande, sem contar que, quando estão em exercício de suas funções, demoram pelo atendimento aos consumidores.
    Infelizmente é Brasil

  13. entendo q todos devem ir atras dos seus direitos mas eu tenho q me casar dia 30 e nada da documentaçao chegar pelo amor de deus dem uma pausa na greve e pensem em nos q precisamos dos serviços de vcs se ponham nos nossos lugares

  14. EU GOSTARIA DE SABER DOS JUIZ
    ELES FIZERAM UMA LEI QUE PROSSEÇO NO TJ JA MAIS PODERIA CONFISCAR
    CONTA SALARIO DE PESSOAS FISICA PARA PAGAR DIVIDA PROSSEÇO.
    EU ACHO QUE JUIZ E DESENBAGADOR DEVIA CUPRIR AS LEI QUE ELES MESMO
    BOTARAM EM PAUTA CUMPRAS SUAS LEI.
    EMVES DE TÁ SE METENDO EM DIREITO ADQUIRIDO DOS FUNCIONARIO.
    TODOS FUNCIONARIO TEM SUAS DESPEZA MENSAL, FILHO NO COLEGIO FILHO NA
    FACULDADE, TRANSPORTE PARA SE DESLOCAR.
    DESPESA DIARIAMENTE REMEDIO ROUPAS ALIMENTAÇÃO.
    ENCARGOS PARA COM O PROPIO GOVERNO.
    PORQUE ELES JUIZ NÃO PROCURA CONFISCAR O DIHEIRO QUE ROUBADO NO PLENARIO ESSE DINHEIRO DA PARA PAGAR OS DIREITO ADQUIRIDO DOS TRABALHADOR.
    OBRIGADO
    SDS.

  15. SOFISMANDO O INSOFISMÁVEL
    O que se esconde por trás das aparências? O domínio do alfa e o ômega, de “a” a “z”, para expressão do pensamento, é instrumento peculiar daquele que adquire conhecimento. E esse instrumento cortante e afiado que é o domínio ou dom da palavra, é privilégio de poucos. Essa pura arte do domínio do alfabeto por aquele que a domina, possui relevo incontestável da capacidade que alguém tem de expressar-se convincentemente acerca do que pensa ou crê, independentemente de onde esteja balizada sua convicção, se no erro ou acerto, se na verdade ou na mentira. Por expressão da convicção daquele que domina tal arte, vale dizer que, debulhando o alfabeto de “A” a “Z” ou de “Z” a “A, pode-se vender o erro como acerto e apropriar-se da mentira em detrimento da verdade. Dogmática é a arte de sofismar! Mestres nesta arte são poucos. Como exemplo cito o Sr. Fernando Henrique Cardoso, cujo domínio da arte de sofismar no meio político é inerente da sua personalidade e propriedade exclusiva do seu conhecimento e desenvolvimento acadêmico, ou seja, alguém que domina com maestria o dom da palavra como ele, vez ou outra, brinca com as palavras, passeando pela omissão, dirigindo e induzindo o erro, vendendo a mentira e expropriando a verdade. Sua competência na arte de sofismar o torna um mestre nessa arte. No meio religioso apócrifos, essa é uma ferramenta inseparável dos chamados teólogos. No meio jurídico porém, essa arte de sofismar é artefato usado implacavelmente por aqueles que mediocremente usam o dom da palavra, para sorrateiramente, abalroar a verdade. Agora quando vejo uma Presidente de Tribunal de Justiça usar desse expediente indo à imprensa para afirmar que na Justiça baiana não há ninguém recebendo altos salários “ilegalmente”, creio eu, estar ela, SOFISMANDO O INSOFISMÁVEL? Ou não? Ou creio estar eu, atingido por essa dúvida cruel?! É ilegal ou não, receber salários acima do teto constitucional? Quando afirma: “ter sido flexível na elaboração do texto, pois se tivesse seguido as sugestões do CNJ os prejuízos para os servidores seriam maiores.” Essa insofismável flexibilidade quase me convence! Ou vale a dúvida: “O que está por trás das aparências”?
    Por Levy Luiz Souza Santos

  16. Prezados, já estou desesperada!!!!!!!!!!
    Preciso me casar e a greve ai!!! me matando de desespero!!! Tudo pago para a cerimônia e a papelada preza no cartório devido à greve!!

  17. Não quero aqui negar que existam alguns casos de servidores que não tem aptidão para atendimento ao público e por isso deveriam estes rever se realmente estão no lugar certo. Mas isso não é um fato exclusivo do judiciário baiano.

    No mais, seria interessante que antes de serem feitas algumas criticas, como algumas acima, as pessoas conhecessem a estrutura de trabalho que os servidores da justiça são submetidos, que vão desde falta de material (casos em que servidores chegam a bancar do próprio bolso até mesmo material de limpeza) a acumulos de função não remunerados, ou seja, funcionarios que fazem o trabalho de 2, 3 ou mais, em função da falta de funcionários, para que o serviço não seja interrompido, sem ganhar nada a mais por isso. Mas infelismente isso não é visto, nem pela população e nem pelo próprio Tribunal de Justiça da Bahia, não se observa que, principalmente nas comarcas do interior, existem verdadeiros herois e que as deficiencias não são provenientes de sua atuação e sim dos descasos ocorridos no nosso judiciário e que é alvo de nossa greve.

    Queremos o retorno das atividades SIM pois não estamos indiferentes às dificuldades enfrentadas por todos os cidadãos que necessitam da justiça nesse momento. Mas O fim da greve sem resultados concretos não será em momento algum a solução para o quadro caótico em que o judiciário se encontra e quem tem sido alvo de críticas como visto acima.

    Nossa luta é por um judiciário diferente do atual onde a “casa da justiça” exerça realmente sua função de casa da justiça. Onde o cidadão verdadeiramente alcançe seus objetivos legais em tempo hábil ao entrar com uma ação judicial.

    ACREDITEM, NÃO VALE APENA DESISTIR AGORA SEM UMA MUDANÇA SIGNIFICATIVA MESMO COM O SOFRIMENTO CAUSADO A TODOS NÓS, SERVIDORES E DEMAIS CIDADÃOS. TEMOS QUE DEIXAR DE VIVER DE PALEATIVOS E PROMOVER A CURA DOS NOSSOS MALES DO DIA A DIA.

  18. O nosso direito acabar quando comerça o do nosso proximo, se todos compreendese isto não estaria esta bagunça! Quando é que vai acabar com este desrespeito com os nossos semenhantes? A vida continua….

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top