skip to Main Content
5 de julho de 2020 | 02:59 am

DEM BATE DE FRENTE COM O PSDB NA BAHIA

Tempo de leitura: 2 minutos

Gaban declara guerra à tucanada (Foto Evilásio Jr/BN).

O DEM baiano faz a maior pressão para que o PSDB volte atrás e aceite uma “chapinha” DEM-PSDB-PTN. Quem fala pelos democratas é o deputado estadual Carlos Gaban, El Louco. “Não queremos uma aliança pela metade”, disse o parlamentar.

O deputado democrata tá da vida com os tucanos que, espertamente, estão evitando coligação com o DEM e o PTN nas proporcionais (estadual e federal). Os meninos de bico longo avaliam que uma ‘chapinha’ com os outros dois partidos diminuiria – e muito – as chances de fazer uma bancada tucana com 5 a 6 deputados.

Carlos Gaban colocou a faca na garganta tucana. “Queremos que esse assunto seja resolvido o mais rápido possível, já que a nossa convenção é no sábado”. E como o próximo sábado é 12, Dia dos Namorados, não fica bem chegar ao “altar” trocando chutes por debaixo da mesa, né?

Gaban, o “revolucionário”, colocou as armas na mesa. Diz que o DEM tem 12 deputados, o PTN, um, e o PSDB, um. “Ora, 13 deputados querem ampla aliança proporcional com um aliado nosso. Será que a posição de apenas um vai colocar por terra essa aliança?”, diz.

Nas contas de El Louco, os três partidos têm chance de reeleger os 14 deputados caso seja fechada a “ampla aliança”. O deputado ameaça fazer barraco na convenção. E aí, Jutahy? Por enquanto, o presidente do DEM estadual, Paulo Souto, está em silêncio, deixando Gaban soltar o verbo. É a sobrevivência demo baiana, meu rei!

‘FIDEL ITABUNENSE’ DEIXA O PODER

Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma espécie de Fidel Castro itabunense, Iacilton Prado Queiroz deixou o cargo de presidente da Fundação dos Deficientes do Sul da Bahia.

Segundo o jornalista Daniel Thame informou em seu blog, quem assume a presidência da Fundesb é Renan Brandão, aposentado da Ceplac. Chega com planos de arejar a entidade que abrange 26 municípios.

PROTESTO FECHA A AVENIDA ITAJUÍPE

Tempo de leitura: 2 minutos

Moradores interditam avenida e reclamam do "Penicão do Capitão" (Foto Luiz Tito).

Moradores do bairro Santo Antônio interdiram a avenida Itajuípe em protesto contra a prefeitura e a Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa). Há dois meses que os moradores da avenida e da rua Eugênio Brandão solicitam o conserto da rede de esgoto.

A rede rompeu e os dejetos se acumulam no encontro da Itajuípe com a Eugênio Brandão, formando um ‘piscinão’. O odor é insuportável. Sônia Almeida Santos se sente prejudicada e reclama das prioridades do município. “Eles estão fazendo obra na Cinquentenário e tão esquecendo da gente”.

Valquíria Leite Gomes também mora na área afetada pelo “Penicão do Capitão” (mais parece uma estação elevatória de esgoto) e diz que o desleixo do governo causa revolta. Ailton Trindade da Silva trabalha numa central de mototáxi e está entre os mais prejudicados. “Isso deixa a gente revoltado. É falta de respeito”, disse. Quem mora na rua Santa Efigênia tem que passar por dentro do esgoto, para chegar em casa.

A avenida foi liberada após negociação da polícia militar com os moradores. A avenida Itajuípe é um dos principais acessos a Itabuna para quem chega pela BR-101. Também liga os bairros Santo Antônio, São Lourenço, Novo Horizonte e São Roque ao centro.

Esgoto invade o acesso à rua Eugênio Brandão e causa transtornos (Foto Luiz Tito).

MANIFESTAÇÃO A FAVOR DO PORTO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Um ato público em favor do Complexo Intermodal Porto Sul será realizado nesta quinta-feira, 10, em Ilhéus. O objetivo de representantes de entidades de todos os segmentos que apoiam o projeto é fazer uma grande caminhada, saindo da Avenida Osvaldo Cruz, fundos do estádio Mário Pessoa, e percorrendo as principais ruas de Ilhéus.

Entre os que já confirmaram presença, estão representantes de diversos movimentos sociais da região, inclusive membros da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), Força Sindical, UGT (União Geral dos Trabalhadores), segmento empresarial, portuários e estudantes.

Responsáveis por mais de 400 entidades já assinaram um manifesto em defesa do Porto Sul. O documento foi entregue no final de maio ao governador Jaques Wagner, que considera o projeto estratégico para o desenvolvimento econômico da Bahia e da região.

CONCURSO “THE FLASH” NA UESC

Tempo de leitura: < 1 minuto

A empresa Concepção Consultoria Técnica Especializada Ltda foi a responsável pela aplicação das provas do concurso público da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), para os cargos de analista e de técnico universitário. Ontem, os candidatos se depararam com provas mal-elaboradas e questões extraídas integralmente na internet.

Mas o que se sabe, via páginas valiosas do Diário Oficial do Estado, é que o resumo do contrato da empresa vencedora da licitação foi publicado apenas 16 dias antes das provas (20 de maio). E o contrato foi assinado no dia 18. Só assim para entender o porquê das provas com questões “emprestadas” da internet.

Afora a bagunça na elaboração das questões, candidatos de pelo menos duas salas reclamavam que o lacre dos malotes das provas chegaram rompidos às salas. Pelo belo serviço, a empresa recebeu (ou receberá) a bagatela de R$ 193.365,00.

A Uesc ainda não se pronunciou, oficialmente, a respeito da barbeiragem.

FOI DE WAGNER; SERÁ DE GEDDEL

Tempo de leitura: < 1 minuto

Edmundo: vice de Geddel.

O PMDB finalmente definiu a chapa majoritária com a qual disputará o governo baiano e as duas vagas ao Senado Federal. Os nomes eram dados como líquidos e certos, mas faltava bater o martelo.

Geddel Vieira Lima disputará o governo, tendo Edmundo Pereira como vice. Para o Senado, os dois nomes serão César Borges (PR) e Edvaldo Brito (PTB).

Edmundo Pereira é o atual vice de Jaques Wagner. Como o PMDB rachou com o petista, ele manteve a ótima relação com o “Galego” mas preferiu aliançar-se com o xerife Geddel Vieira Lima.

CINQUENTENÁRIO: REUNIÃO TENSA NA CAIXA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito Capitão Azevedo (DEM) ignorou avisos emitidos pelos engenheiros da Caixa Econômica Federal e tem, neste momento, uma reunião mais do que tensa no escritório de negócios da instituição financeira.

A Caixa afirmou que o piso adquirido para a nova calçada da avenida do Cinquentenário estava fora dos padrões e o município não receberia os R$ 1,52 milhão para a obra. Azevedo resolveu peitar a Caixa.

Neste momento, claro está que – pelas vias normais e respeitada a questão técnica – o dinheiro não sai.

Antes mesmo que a prefeitura iniciasse a colocação do piso, no mês passado, os técnicos do banco afirmaram que os ‘tijolinhos’ adquiridos pelo município eram inadequados para a avenida (relembre aqui).

Para pressionar o banco, o prefeito Capitão Azevedo ordenou aos operários que iniciassem a colocação do novo piso, há um mês. Nem esperou um laudo de avaliação do piso “sonrisal”. Quase 40% da avenida já está calçada com o piso reprovado pela instituição financeira.

A continuar do jeito que está, a prefeitura terá de buscar outra fonte para pagar o fornecedor. Segundo informações, a empresa estaria enfrentando dificuldades para suprir a demanda do município pelos “tijolinhos”.

UESC PARA POR 24H

Tempo de leitura: < 1 minuto

Com ameaça de iniciar uma greve por tempo indeterminado, os professores das quatro universidades estaduais vão cruzar os braços por 24h, nesta quarta-feira, dia 9. Os docentes querem incorporar 70% da gratificação por Condição Especial de Trabalho (CET) e reclamam do piso salarial, o segundo pior do Nordeste, segundo levantamento do fórum de docentes de universidades estaduais. A paralisação atinge a Uesc, Uefs, Uneb e Uesb.

TODOS CONTRA O CRACK

Tempo de leitura: 3 minutos

Yulo Oiticica

.O Brasil vai investir R$ 410 milhões até o final deste ano no combate ao crack. Os recursos estão previstos no Plano Integrado para Enfrentamento do Crack, lançado recentemente pelo presidente Lula. O dinheiro será investido em treinamento de profissionais de saúde e assistência social para acompanharem usuários e famílias. É o advento de um luta longa, contra uma droga nova, devastadora, que por ser barata alcança muitos usuários e que o governo precisará do apoio de estados, municípios e da sociedade para enfrentar o problema.

É um ledo engano pensar, contudo, que a idéia surgiu de dentro do gabinete do presidente. Apesar da hipersensibilidade do companheiro Lula, coube a igreja católica, ao longo dos anos, o papel de conduzir a opinião pública até o cerne desta problemática: a família. Ao convocar, todos os anos, a sociedade a refletir através das Campanhas da Fraternidade, a igreja católica assumiu o seu papel pastoril, soerguendo a instituição familiar a sua condição suprema, de núcleo da sociedade.

Quem também defende esta tese é o governador Jaques Wagner. Enfadonho e repetitivo para alguns, o chefe do executivo baiano convoca, rotineiramente, independente do muxoxo deste ou daquele, como se fosse um rabino, pastor ou padre, principalmente no interior do estado, os pais e as mães desta Bahia afora a acompanharem o dia a dia dos seus filhos.

Assim como a igreja católica, Lula e Wagner assumem o papel dos verdadeiros líderes, dando o exemplo de cima, compartilhando responsabilidades, sem fáceis promessas, nem tão pouco palavras ao vento. Fazem isso porque sabem que é uma discussão que extrapola as capilaridades dos governos, adentrando necessariamente no bojo das famílias brasileiras. É uma luta de todos.

Por outro lado, o governo não deixa de cumprir o seu papel. Planejamos uma ação dividida em áreas como saúde, segurança e assistência social aos ex-consumidores de crack, além de uma campanha nacional de prevenção e conscientização sobre o risco da droga. Já estão sendo instalados 11 postos de fronteira que ajudarão no combate ao tráfico de crack no país.

Arregaçar as mangas significa reavivar as conversas familiares, dispondo de mais tempo para os entes.

Na área da saúde, até o final deste ano, será dobrado o número de leitos para receber dependentes químicos. Hoje são 2,5 mil leitos que devem ser ampliados para 5 mil. Iremos ampliar os Consultórios de Rua, postos que levam equipes de saúde – assistentes sociais, auxiliares de enfermagem e profissionais de saúde mental – até os locais onde os usuários de drogas se reúnem. Vamos desarticular as cracolândias.

Para o êxito dessas tarefas é preciso unificar a sociedade. Mas, especialmente, rediscutir de maneira sistemática o papel da família e da religião para combater o crack. Neste sentido, arregaçar as mangas significa reavivar as conversas familiares, dispondo de mais tempo para os entes. Tornar os templos religiosos em locais propícios para conversar, sem discriminações, sem amarras, abertos para o diálogo com as pessoas e os seus problemas.

Infelizmente, vão surgir neste período eleitoral candidatos com soluções mágicas, munidos por varas de condão encontradas numa esquina qualquer chamada “oportunismo”. Mas, como diria Santo Agostinho, “o orgulho é a fonte de todas as fraquezas, por que é a fonte de todos os vícios”. E sabemos que não será com o orgulho que iremos vencer a luta contra o crack no Brasil.

Yulo Oiticica é deputado estadual (PT) e presidente das frentes parlamentares da Juventude e da Assistência Social na Assembléia Legislativa da Bahia.

PRESOS FOGEM E DIZEM QUE CADEIA “É DE PAPELÃO”

Tempo de leitura: < 1 minuto

Situação vexatória para a polícia civil de Itajuípe. Não bastasse a fuga de seis presos da cadeia pública, nessa madrugada, os meliantes ainda tiraram onda. Deixaram, no local, um cartaz em que traduziam a realidade da coisa: “Faça outra que essa é de papelão, Feliz São João”.

Em tempo: os presos que fugiram foram Aroaldo Ancelmo de Carvalho, o “Neném”, Antonio Regis J. Oliveira, também conhecido pelo sugestivo apelido de “Binho Traficante”, Alex Moreira dos Santos, Ednaldo Araujo dos Santos, o “Leo Carroceiro”, Fabricio Souza Santos, o “Bio”, e Rosevaldo José Santos, que também atente por “Geleia”.

Leia nota completa

Back To Top