skip to Main Content
28 de outubro de 2020 | 11:08 am

BAHIA REDISCUTE LIMITES ENTRE MUNICÍPIOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia poderá rever os limites territoriais dos municípios. Nesta segunda-feira, 12, às 10 horas, a Comissão Especial de Assuntos Territoriais e Emancipação da Assembleia Legislativa pretende discutir o projeto do deputado João Bomfim (PDT), que trata do assunto.
Segundo informações da coluna Tempo Presente (A Tarde), a proposta é extremamente polêmica, já que existem pelo menos 100 conflitos territoriais no Estado. Há casos bastante conhecidos, como o da divisa entre Salvador e Lauro de Freitas, sendo que este último município reivindica que a área do aeroporto Luís Eduardo Magalhães está em sua circunscrição territorial.
Há também casos mais recentes, mas com igual teor explosivo, como os limites entre Itabuna e Ilhéus. Empreendimentos que estão chegando à região, como o Atacadão Carrefour e o Makro, ficam em área oficialmente ilheense, porém mais próxima do centro urbano de Itabuna e mais ligada, sobretudo pelo uso de serviços, a este município.
É, como se diz, um vespeiro.

Esta publicação possui 18 comentários
  1. Em ano eleitoral se coloca todos os tipos de assuntos em em discuções,sendo que é pura balela,não é tão facilse mudar limites territorial de municipios.Trabalhei 4 anos em demarcações de limites de municipio,inclusivel fiz os limites de Itabuna com todos os municipio visinhos.
    É balela se mudar esses limites.
    Nunca vão consegui isso.

  2. Pode ser até um vespeiro, mas contra fatos não há argumentos, …!!!
    No caso de Lauro de Freitas, Salvador terá de abrir mão, inclusive, do aeroporto, …!!!
    No caso de Ilhéus, creio que se houver mesmo o plebiscito, aquela área que vai do atacadão até as imediações do armazém da CEPLAC ficará para Itabuna, pois a vizinha cidade não consegue oferecer serviços básicos à referida área. Isto está comprometendo, inclusive, o desenvolvimento do local, …!!!
    É melhor alguns municípios deixarem de usura. Não estão conseguindo, sequer, cuidar da sede do município, quanto mais das áreas mais distantes, …!!!
    No caso de Ilhéus, acho muito melhor para eles brigarem pelos investimentos que estão previstos para a o litoral norte, tais como: Porto, aeroporto, ferrovia, ZPE, e por aí vai, …, deixem de querer abarcar o mundo com as pernas, …!!!

  3. Acho que os Itabunenses terão que se conformarem com o crescimento de Ilhéues. Para quem acha que Itabuna é a melhor cidade da região sul e que é mais desenvolvida, pode aguardar que Ilhéus assumirá o seu papel de destaque regional. Não só temos praias, mas teremos muitos empreendimentos em nosso território. Itabuna também ganha com isso. Não adianta essa briga. Eu, particularmente não gosto de Itabuna (acho uma cidade ainda muito atrasada), mas espero que com o tempo muitas coisas boas venham para a região.

  4. A briga continua
    Estive na fila de onibus em frente ao Atacadao onde uma moradora ilhense ao reportar-me a mesma no seguinte questinamento. Sra. existe linha de tranporte coletivo que venha da cidade de Ilheus?
    -Sim e claro rapaz, se aqui pertence ao municipio de ilheus
    Ao outro morador de ilheus fiz uma outra pergunta provocativa. Por que este atacadão não foi construido proximo da cidade de Ilheus?
    – Este fingindo ser não esclarecido da situação respndeu-me: È porque em Ilheus não havia mais espaço.Como não espaço e os terrenos do parque industrial de ilheus e as praias do sul.
    Sem falar nas brigas entres taxistas de itabuna e ilheus que andam se engafiando no ponto de taxis atras de passageiros e coletivos de Itabuna que levam passageiros do centro para as compras de uma maneira inregular. vai necessitar que os dois municipios entrem em acordo criando uma lei organica para que a população não saia prejudicada.

  5. Vou colocar pimenta no negócio:
    Se colocaram coletivos de Itabuna até o atacadão, porque não colocarem coletivos de Itabuna até a UESC, …?!?!?!
    Tanto a UESC quanto o atacadão estão em territórios ilheenses, …!!!
    Porque um pode e o outro não, …?!?!?!
    No caso da UESC, a questão é social, não apenas do lucro de uma ou duas empresas, …!!!
    Com a palavra, a AGERBA, …!!!

  6. A população de Ilhéus mais uma vez tem que se conformar que Itabuna tem liderança política e deixar de picuinhas.
    Esqueceram porque a NESTLÉ deixou de instalar a sua fábrica no Polo Industrial de Ilhéus, e está em Itabuna?
    Quem não tem competência não se estabelece.
    Nem so de mar vive o homem.
    Parabens Itabuna
    Marina ilheense de coração

  7. O mais lógico seria rever os limites do município mesmo,
    Quanto aos comentários do Ilhéense Deco, se ele acha Itabuna tão atrasada me responda o seguinte:
    Qual a televisão local que ele assiste em Ilhéus?
    Em que concessionária de Ilhéus ele compra o carro dele?
    E quando ele precisa ir ao shoping, bompreço, americanas, marisa, mc donalds, etc, onde ele vai?
    Isso sem falar no comércio, clínicas e hospitais.
    Mas Deco, assim mesmo seja sempre bem-vindo em nossa cidade e usufrua de tudo que oferecemos, pois adoramos e amamos as prais e o aeroporto de Ilhéus.

  8. Erasto, Sérgio Oliveira e Marina, na verdade precisamos deixar de hipocrisia. As áreas já são definidas e o limite é na churrascaria Los Pampas, vcs pensam que Itabuna é uma cidade enorme, futurista e Ilhéus decadente, porém Ilhéus tem muito mais estrutura que a cidade vizinha. Vejamos: aeroporto, porto, polícia federal, 100 km de praia, conhecida nacionalmente, farto abastecimento de água, bairros melhor estruturados, bem maior em extensão territorial, bons acessos; enquanto Itabuna se destaca pelo serviço, porém, não água que seria essencial, os bairros são extremamente pobres; Pedro Gerônimo, Sarinha, São Lourenço, etc…… Vamos deixar de bairrismo e querer fazer de Itabuna a cidade pólo da região, pois ele é nacionalmente conhecida como a cidade próxima a Ilhéus. TUDO PELO CRESCIMENTO DA REGIÃO!!!!

  9. infelizmente termos um prefeito muito fraco politicamente, a culpa disso tudo é do povo itabunense que votou em Azevedo, um militar que sempre viveu subservientemente nas botas dos donos do poder da região. pobre itabuna!

  10. André Melo,isso é coisa de idiota,você falar que Ilhéus é melhor que Itabuna,as duas cidades são irmães aliás Itabuna é filha,próxima a completar cem anos,Ilhéus mais de quatrocentos anos,foi inclusive capitania hereditária,essa coisa de barrismo não cabe mais no século XXI…

  11. Fico pasmo com o bairrismo que impera nos comentários. São essas atitudes que emperram o desenvolvimento regional. Amo viver em Ilhéus, que me proporciona a qualidade de vida que não teria em qualquer outra cidade da região, mas também adoro ir gastar meu dinheiro em Itabuna com seu punjante setor de serviços.
    Quando aos limites dos municípios, isso já está estabelecido e não é objeto de qualquer conflito, ao contrário da eterna discussão entre Salvador e Lauro de Freitas. Os questionamentos atuais são meramente oportunistas, em virtude do empreendimento de grande porte construido no limite de Ilhéus, mas que tem como objetivo atender principalmente Itabuna.
    No momento, acredito que seria muito mais importante trazermos à pauta a implantação de uma REGIÃO METROPOLITANA DE ITABUNA/ILHEUS, que nos proporcionaria compartilhar serviços essenciais, como transporte urbano, coleta de lixo, abastecimento d’agua entre outros. Ganharíamos muito mais com isso que com essas picuinhas bobas “minha cidade é melhor que a sua”. Enquanto o pensamento permanecer o mesmo as duas cidades continuam caminhando juntas para a mesma mer**.

  12. o QUE TE QUE ACONTECER É OS HABITANTES DE ITABUNA DEIXAR DE COMPRAR NESSE AACADÃO E DEIXAR SO PARA O POVO DE IHEUS JA QUE ELES E GLORIFCAM TANTO POR ESSE ATACADÃO ESTAR EM “TERRITÓRIO ILHEENSE” AI EU QUERO VER SE ESSE ATACDÃO NÃO FALE RSRS EM COSEQUÊNCIA OS EMRESÁRIS VEM”DE QUATRO” IMPLORAR AO PVO DE ITABUNA.FATO

  13. Quanto a SSA e Lauro de Freitas, acho injusto Salvador querer ficar com o Aeroporto. A terra é visivelmente em Lauro, não tem pq SSA reinvindicar.
    Uma briga grande que temos também é entre Pojuca e Catu. Catu quer tomar as terras pertencentes a Pojuca pq é lá que está instalada a base de produção da Petrobrás. Nesse caso, eu tenho quase certeza que as terras ficam com Pojuca.
    Outra briga que também pode beneficiar Pojuca, são as terras do Pau D’Arco que pertence a Mata de São João. É outro caso que eu acho injustiça, pq toda a infra estrutura, assistencia, gastos, moradia e até o prefixo do Pau D’Arco é de Pojuca, inclusive a população vota em Pojuca.

  14. A aprovação da Lei 12.057/2011, do Estado da Bahia, foi bom para o Estado de Alagoas, principalmente Delmiro Gouveia que faz fronteira com Paulo Afonso que administra parte do território delmirense desde 15/10/1827; chegou a hora da devolução deste território. Que Deus proteja o STF.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top