skip to Main Content
25 de fevereiro de 2020 | 03:39 pm

MARINA FALA EM "GRANDES TRANSFORMAÇÕES"

Tempo de leitura: < 1 minuto


A ex-ministra Marina Silva (PV) foi a entrevistada da vez no Jornal Nacional, da Rede Globo. A ex-ministra jogou soltinha no início da sabatina, diante do casal William Bonner e Fátima Bernardes, mas não se sentiu à vontade ao falar de Mensalão do PT e falta de apoio para governar, por exemplo. Mas o casal global foi menos incisivo do que ontem.
A “verde” encerrou a entrevista colocando-se como a candidata das “grandes transformações na educação”. Ela ainda atacou Serra e Dilma e afirmou que os presidenciáveis do PSDB e PT estão tão comprometidos que ofereceriam aos brasileiros “mais do mesmo”. Amanhã, quarta-feira, o entrevistado será o tucano José Serra.

RONDA NOS BAIRROS CHEGA A ITABUNA NESTA QUINTA-FEIRA

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia lança nesta quinta-feira, 12, em Itabuna, o programa Ronda nos Bairros. Quatro áreas identificadas como as de maior índice de violência na cidade, englobando 18 bairros, foram selecionadas para ter esse reforço no policiamento preventivo.
De acordo com o secretário César Nunes, titular da SSP, cada uma das áreas escolhidas terá patrulhamento 24 horas, com uma viatura e uma motocicleta, além de linhas de telefone celular cujos números serão informados aos moradores para rápido acionamento dos policiais.
Clique no player abaixo e ouça o secretário César Nunes, que fala sobre o lançamento do Ronda nos Bairros em Itabuna:

MOTORISTA DEPÕE E DIZ QUE NÃO LEMBRA DE ACIDENTE FATAL NA BR-101

Tempo de leitura: < 1 minuto

As vítimas Andréa e Júlia (Reprodução Diário Bahia).

O motorista suspeito de provocar o acidente que matou Andréa Barbosa das Virgens, 37, e Júlia Fagundes, 8, se apresentou à polícia nesta terça-feira, 10, em Itabuna.
Ivanilson Santana Silva disse à delegada Sione Porto, da 1ª DP, que não se lembra do acidente ocorrido na tarde do domingo passado e colocou-se na condição de vítima e não provocador do engavetamento. Ele se apresentou com o advogado Clodoaldo Vitorino.
Ivanilson se negou a conceder entrevista. Ele dirigia o Gol, placas JQL 1230, que fez uma conversão proibida no quilômetro 497 da BR-101, provocando colisão com o Fiat Uno, um terceiro carro e a moto de Andréa, que, assim como a criança, morreu na hora.
O acidente deixou outras seis pessoas feridas. Estas foram levadas para o Hospital de Base de Itabuna (relembre aqui).

NÃO APRENDEU A LIÇÃO

Tempo de leitura: 3 minutos

Adylson Machado

Pelo que vimos segunda-feira, em Ferradas, o poeta e contista Cyro de Mattos não aprendeu a lição ministrada pelo mestre Jorge Amado.

Uma intervenção lamentável. Não pode ser outra a adjetivação para a desastrosa manifestação do Presidente da FICC, Cyro de Mattos, depois de encerrada a programação de lançamento, em Ferradas (segunda-feira, 9), de um projeto da comunidade voltado para a comemoração do centenário de nascimento do escritor Jorge Amado, a ocorrer em 10 de agosto de 2012 (confira aqui).
Desastrosa (outra adjetivação que se impõe) porque efetivou a lamentável interferência quebrando o protocolo, que fizera inserir falas curtas dos que compunham a Mesa e dos que apresentaram o Projeto “JORGE 100 anos AMADO”, imediatamente à fala do Prefeito Municipal, José Nilton Azevedo, a quem cabia o encerramento do evento.
Não fora isso, enveredou por gongóricas considerações – em 90% publicizando sua atividade de escritor – descambando por considerações outras, como se falasse para um público que não entenderia o que dissesse, como quando confundiu o lançamento de CACAU (1931) como obra amadiana que inseriu a geografia grapiúna na literatura do ilustre ferradense, o que somente ocorreria com TERRAS DO SEM FIM, em 1943.
Desconheceu no texto, de forte componente idealístico (de um radical de esquerda, daí porque seria obra menor, disse-o o próprio Cyro de Mattos), que Jorge Amado utilizou-o para denunciar mazelas da cultura/economia cacaueira como expressão da exploração capitalista, o que implica observá-la sobre qualquer espaço onde existisse o fruto de ouro, fosse Itabuna, Ilhéus, Canavieiras, Itororó, Ibicaraí, Camacã, Itajuípe etc., o que afasta a observação autoral (posta sob olhar econômico), da evidente temática abordada em TERRAS DO SEM FIM, configuradora de uma geografia física determinada, envolvendo os conflitos pela conquista das terras do Sequeiro, envidados pelos personagens Horácio e Sinhô Badaró.

Leia Mais

SALLES TÁ PODENDO!

Tempo de leitura: < 1 minuto

O diretor geral da Ceplac, Jay Wallace da Silva, iniciou sua fala na abertura do II Congresso Brasileiro de Heveicultura (seringueira), que está sendo realizado em Ilhéus, com uma confidência.
Ele revelou para a platéia que lotava o auditório do Centro de Convenções que, enquanto o secretário da Agricultura, Eduardo Salles, discursava, o presidente do Sindicato Rural de Ilhéus, Isidoro Gesteira, cochichou no seu ouvido:
– Dá felicidade no setor o governador ter escolhido um técnico deste nível para ser o secretário de Agricultura do Estado.
E Jay assentiu, ressaltando o empenho de Salles para promover o fortalecimento da agropecuária.

A "PAIXÃO" DE BITENCOURT

Tempo de leitura: < 1 minuto

O fotógrafo Jorge Bitencourt, cômico – às vezes mordaz – que só ele, está assumidamente… apaixonado. E a flechada foi eletrônica. Nada de internet. Dos tempos de Namoro na TV, o homem ficou paralisado por uma “menina de 25 anos, cabelos curtos, olhar firme”.
Bom, é assim como ele descreve a Dilma Rousseff que apareceu no debate da Band e na sabatina de ontem no Jornal Nacional. “Que plástica, que plástica”, vibra o fotógrafo. “Tá irreconhecível”, completou.
Bittencourt deixou os microfones nos tempos áureos do rádio itabunense, quando sacava a Quero que tudo vá pro inferno, de Roberto e Erasmo Carlos, coladinha à transmissão das missas de domingo na antiga Rádio Clube de Itabuna.
Até que um dia um frade capuchinho, dono da emissora, mandou o disco prusinfa. É daí a veia sacanística. Apesar da paixonite, revela, não sabe ainda em quem votar para presidente. Enquanto ‘Bita’ vê Dilma como uma mocinha, há quem a compare ao Piu-Piu, do Gugu. Maldade, maldade.

EXERCÍCIO PARA EVITAR ESTRESSE

Tempo de leitura: < 1 minuto

O leitor Risomar Lima anuncia a descoberta de um exercício para evitar o estresse. E, para isso, basta apenas usar os dedos. Para descobrir o método revolucionário, dê um clique no “leia mais”, abaixo.

Leia Mais

QUANDO A ENTREVISTA VIRA INTERROGATÓRIO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Daniel Thame

Os companheiros Willian Bonner e Fátima Bernardes precisam voltar urgentemente para a faculdade e estudar melhor a diferença entre entrevista e interrogatório. O que o casalzinho fez com a candidata Dilma Rousseff na noite desta segunda-feira no Jornal Nacional foi vergonhoso.
As perguntas duras, mesmo as fora de contexto como a de comparar o Brasil com a Bolívia e Uruguai, até fazem sentido, mas interromper Dilma a todo instante, impedindo que ela concluísse seu raciocínio e fazendo com que ela parecesse confusa, não pode ser atribuído à falta de experiência da dupla Bonner & Fátima.
Leia a íntegra da análise de DT

ATACADÃO DA APORRINHAÇÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto

O dirigente de uma entidade fez compras no Atacadão, em Ilhéus, e exigiu nota fiscal. Não contava com a “eficiência” da loja: a espera dura mais de três horas.
– Já dei não sei quantas voltas pela loja, tomei chá, suco, refrigerante… e nada da nota fiscal ficar pronta – esbraveja.
A vítima efetuou as compras por volta das 15h desta terça. Até sugeriu que poderia voltar no outro dia para buscar a nota, mas o Atacadão rejeitou a ideia.

A AMANTE DE JORGE AMADO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Jorge Amado, ao autorizar a adaptação de Gabriela para a tevê, impôs que o papel principal fosse de Sônia Braga. “Por quê?”, perguntavam os repórteres, ao que o escritor respondeu que ele e a atriz eram amantes, deixando todo mundo boquiaberto. O clima ficou mais pesado ainda quando Sônia apareceu, mas ele resolveu tudo, ao levantar-se e, formal, dizer: “Muito prazer, estou encantado”. Era tudo uma piada de Jorge, pois os dois nem se conheciam.
Confira essas e outras de Ousarme Citoaian na coluna Universo Paralelo desta semana (clique aqui para ler).

Back To Top