skip to Main Content
28 de maio de 2020 | 11:20 am

QUE O GOVERNO DO ESTADO ASSUMA O HBLEM

Tempo de leitura: < 1 minuto

O secretário Estadual de Saúde, Jorge Solla, estará em Itabuna nesta quarta (18) para encontros na Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, às 9h, e no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem), às 14h. Vem para discutir soluções e dirimir conflitos.
Acreditamos que a sociedade itabunense (ou boa parte dela) defende que o Hospital de Base, público, seja revitalizado pelo Estado, já que o município deu seguidas demonstrações de não reunir as condições necessárias para gerir aquela unidade médico-hospitalar.
Assim, o Hblem poderá ter a oportunidade de receber investimentos para sair do “estado de coma”, tal o nível de sucateamento da estrutura física e de equipamentos, além de casos de corrupção aventados por estes dias.
A vizinha Ilhéus é bom exemplo dessa guinada. Após a revitalização, iniciada em 2007, hoje atrai profissionais de Itabuna para lá, apesar daqui antes ser o centro de excelência. O êxodo é compreensível.
O governo poderá assumir, sim, o Hblem, pelo menos a sua administração, e extirpar dali vários tipos de câncer que impedem um atendimento digno e com a mínima qualidade que se deseja.
Acreditamos que, tendo juízo, o prefeito Capitão Azevedo não iria se opor a uma boa proposta de gestão, talvez até compartilhada, do Hospital de Base.

Esta publicação possui 18 comentários
  1. NÃO ACREDITO NO BOM SENSO DESTE PREFETÍ “HONESTO” AZEVEDO, POIS ELE TEM DADO MOSTRAS DE QUE ESTA VIRTUDE NÃO FAZ PARTE DO SEU CARATER. AINDA MAIS QUANDO O HOSPITAL E A EMASA SÃO UMA VERDADEIRA MÁQUINA DE FAZER DINHEIRO QUE SERVEM ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE PARA MANTER UMA ADMINISTRAÇÃO CORRUPTA ONDE ALGUNS SE LOCUPLETAM AUMENTANDO OU ADQUIRINDO PATRIMÔNIOS AS CUSTAS DA GRAÇA ALHEIA, QUE É A POPULAÇÃO.
    É PÚBLICO E NOTÓRIO QUE ESTE HOSPITAL E A EMASA VEM SENDO ESPOLIADO HÁ SEIS ANOS, POR ESTA DUAS GESTÕES F.GOMES E AZEVEDO.
    PORTANTO A VINDA DO SEC. JORGE SOLLA NÃO VAI RESOLVER NADA, A NÃO SER QUE O ESTADO POR FORÇA DE UMA AÇÃO JUDICIAL (NÃO SEI SE CABERIA), CONSIGA ASSUMIR A GESTÃO DESTE HOSPITAL, MAS ENQUANTO ISSO NÃO ACONTEÇE, PESSOAS VÃO MORRENDO AS DEZENAS NESTE HOSPITAL E AZEVEDO COM TODO O CINISMO QUE LHE É PECULIAR, FAZ DE CONTA QUE O ASSUNTO NÃO É COM ELE. COMO DIZ AQUELA MÚSICA “TÔ NEM AÍ, TÔ NEM AÍ……..”.

  2. Como passar para o estado? O Hospital de Pertence ao Municipio de Itabuna ao povo itabunense, dai dizer que o estado manda verbas! ás verbas são do governo federal que cabia ao municipio, com a perda da plena esta verba passou a ser gerida pelo estado, essa verba tem que ser empregada no municipio. Agora se o secretário de saúde Sr.Jorge Solla por questões eleitoreira e de interesse particular, desmerece o Hospital de Base mandando R$1.500.000,00 por mês para ser administrado com folha de pagamento de funcionarios,médicos,manutenção, fornecedores e outras, como quer outro tipo de atendimento? O hospital regional de Ilheús recebe quase 3 vezes mais, porque? se a maioria dos atendimentos acontecidos em nossos vizinhos é aqui que são atendidos, bem como toda a região. Por favor, dê ao hospital de base a verba que é de Direito. OBS: AZEVEDO URGENTE TROCA O DR. SECRETÁRIO DE SAÚDE ELE NÃO TEM CONDIÇÕES DE ESTAR NESTA PASTA, O QUE ELE FAZ É EMPREGAR CUNHADOS, FILHOS DE MÉDICOS AMIGO DELE, PASSEAR, INVESTIR NO SEU HOSPITAL DE SUA PROPRIEDADE, ENGANAR O POVO COM SEU SORRISO DE AEROMOÇA E NÃO CONSEGUIR CAPITAR AS VERBAS DIGNAS PARA NOSSA CIDADE, AGORA! VEJA COMO ESTAR A COTEF LEMBRA COMO ERA ANTES DELE SER SECRETÁRIO? FORA URGENTE!!!!

  3. A falta de punição é que levou o HBLEM a esta condição. E pior é que os gestores passados continuam dando risada por falta de punição. E vivendo vida de BAROE$$.

  4. Caro pimenta é muito facil praticar e realizar saude com condições financeiras completamente diferente, principalmente no forma em que o HBLEM pratica hoje, se voce observar pelo portal da transparencia quanto que o Hospital Regional Luis Viana Filho recebe de recurso e quanto o HBLEM recebe poderemos ver que com recursos financeiros e são essenciais para qualquer instituição de saude. Acredito que hoje o HRLVF receba por volta de 4.500.000,00 por mês e o HBLEM 1.500.000,00 + 200.000,00=1.700.000,00, portanto como podemos observar a condição financeira é imprescindivel; outro detalhe importante que devemos resaltar é a abrangencia e resolutividade que o HBLEM tem e que esta perdendo por conta dessa dificuldade financeira e por “problemas internos”!, vale observar a importancia do HBLEM para a região, pois o mesmo é responsavel pelo atendimento de quase 3.000.000 de habitantes e o Regional fica restrito ao municipio de Ilheus, Una, Canavieiras e alguns poucos casos dos municipios circunvizinhos agora fica a pergunta para o Pimenta Como podemos praticar saude desta forma, voce acha que a discrepancia não são grandes????, acho que o papel nosso como cidadão é de tentar resolver estas diferenças, coibir estes desmandos que acontecem no HBLEM, colocar a frente da Administração profissionais qualificados para administrar a instituição!!!.

  5. O problema é que nosso prefeito é “tapado” e tem o ranso do DEM, é só ver o caso da EMASA, se tivesse passado para a EMBASA, já teríamos resolvido nosso problema da água.

  6. O problema do Hospital de Base em relação ao repasse de verbas, é que o Estado está com receio de deixar RAPOSAS tomando conta de galinhas. Se estatizar e o governo der o mesmo apoio que vem dando ao hospital regional de Ilhéus, escolhendo administradores competentes, não renomeando os que ja foram e demonstraram descaso com o dinheiro publico, talvez seja realmente a solução. esperamos que não seja apenas mais uma conversa eleitoreira.

  7. Itabuna é uma cidade grandiosa pela qual se deveria ter mais respeito. A gestão da saúde tem se arrastado durante anos, sucedida por uma incompetência que surpreende. O município além de contar com seus próprios recursos, cápta de vários outros municípios circunvizinhos a quem presta serviços de média e alta complexidade em várias áreas. Participei de uma reunião em Salvador onde se fazia críticas ao Estado, uma servidora fez uma esplanação dizendo que o Estado tinha enviado 12 milhões para uma determinada área, o município só havia investido 5 milhões e não sabia explicar para onde tinha ido o restante. Acredito que esteja mais que na hora de instituições como o Secretaria de Saúde do Estado e o próprio Ministério Público entrarem na jogada, pois é um absurdo alguém simplesmente dar sumiço em 7 milhões e ninguém saber pra onde foi. Estavam presente secretários e técnicos de todos os municípios da região e inclusive de Itabuna, que calaram-se diante das indagações do Estado. As instituições que reclamam tanto dos baixos preços pagos pelos SUS são as mesmas que quando sentam nas mesas redondas para exigir mais e tem de explicar quanto recebeu e como gastou não tem o que falar. Enquanto o nosso SUS continuar sendo visto como um conselho de categoria que tem incumbência de defender simplesmente interesses próprios a situação continuará a mesma.

  8. qual o valor do repasse mensal ao município de Ilhéus? Para atender a quantos municípios pactuados? E Itabuna? REceber quanto para atender 120 pactuados e naprática atender mais de 200 municípios e uma população regional de 3 milhões? Há mágica na gerência dos recursos? Não! Simplesmente a conta não fecha. O custo é enorme e o Estado e a União não complementa. Basta analisar as contas faturadas do HBLEM e da Santa Casa. Os custos não fecham. Existe um relatório mensal RIH apresentado. Porque o Estado não apresenta? Só sabe alerta produção? E a resolutividade? O que Ilhéus faz com o dinheiro que sobra dos mais de 4 milhões recebidos msnalmente? Porque Ilhéus continua a remeter pacientes para Itabuna?

  9. Essa turma que defende Azevedo, ou eh inocente demais ou tem problemas cognitivos, provavelmente devem ser alunos egressos de escolas municipais geridas pelo governo de Fernando Gomes. Prestem atencao amigos leitores:
    * com uma verba estimada em 900 mil no ano de 2007 e 2008, Raimundo Caixao e os seus comparsas conseguiram comprar 60 toneladas de carne em uma mercearia em Ferradas na mao de Mane 100, para suprir a necessidade daquele hosp para o periodo de 6 meses. Notas Frias eram utilizadas para pagar conta de telefone celular.
    *Em 2007 o governo do estado enviou para o HBLEM 200 camas hospitalares, nenhuma foi localizada numa recente auditoria.
    * Com 1,5 milhao, agora em 2009 e 2010 estourou esse escandalo de superfaturamento orquestrado no gabinete do gestor, e Deus sabe se existe o envolvimento de mais pessoas graudas do HBLEM e da Prefeitura. Da pra se desconfiar, afinal de contas, o que percebe-se eh uma verdadeira operacao ABAFA no municipio.
    * Nao Acredito na competencia administrativa da Prefeitura Municipal para gerir o HBLEM. Ele tem que ser estadualizado pelo bem da saude publica itabunense, as vezes as pessoas criticam a estadualizacao como se isto significasse que esse hospital sairia do local onde esta e fosse instalado em Salvador.
    * Estadualizar o HBLEM significa injecao de recurso no Base, so que gerenciado por uma equipe competente, eh nao faltar remedio e nem material. eh nao sumir pelo ralo o dinehiro comprando 60 toneladas de carne em 6 meses; eh corrigir os altos salarios dos medicos que chegam a lucrar em produtividade 60, 70, 80 mil. Os salarios dos medicos no HBLEM eh maior do que o da santa casa, e a santa casa atende particular.
    * Vcs sabiam que grande parte dos funcionarios do HBLEM, recebem um salario liquido inferior ao salario minimo?
    *Vcs sabiam que medicos ficam dormindo no Pronto socorro e se recusam a atender pacientes que estao em “Parada” nas enfermarias?
    *vcs sabiam que por varias vezes somos obrigados a pegar acesso, fazer curativos e etc sem luvas para nossa protecao?
    POIS FIQUEM SABENDO. E REFLITAM A RESPEITO DA ESTADUALIZACAO. TRABALHO NO REGIONAL DE ILHEUS TB E SEI QUE LA TEMOS UM TRATAMENTO MAIS DIGNO.

  10. passar para quê? para acontecer como esta acontecendo o abandono de outras obras do governo do estado como por exemplo essa matéria.
    PREFEITO DE ITAPITANGA PODE APOIAR GEDDEL
    Publicado em (Geral) por Editor em 17/08/2010 . 7:13 O comentário nos corredores da prefeitura de Itapitanga é que o prefeito, Dernival Ferreira (PSB), vai apoiar o candidato a governador Geddel Vieira Lima (PMDB). O prefeito decidiu não seguir a orientação do seu partido.
    .
    Vale lembrar que o governo do estado não concluiu a obra do “Galpão Cidadão”. A obra era “tocada” pela SUDIC. A prefeitura cedeu o terreno, e o governo do estado bancaria a construção.
    .
    Mas há mais de dois anos que a obra foi parada e a prefeitura não recebeu nenhuma informação por parte do governo.

  11. O quanto antes, melhor…
    já passou da hora de virar do estado.
    Nem é tão difícil assim a municipalização do Hospital, mas FG, nem o Capitão tiveram capacidade de fazer isso.

  12. Éstá claro para todos de Itabuna e região que o municpio não tem a mínima condição de gerir o comando do HBLEM, a cada dia denúcias e mais denúcias são encontradas nesta instituição. é preciso dar um basta nesta situação. E que seja já!

  13. Passar a gestão do HBLEM para o Estado, é entregar pra os petistas o patrimônio do povo itabunense para que eles empreguem “competentes companheiros”. Não haveria melhoria alguma no atendimento à população. Há pessoas com autoestima tão baixa que não acreditam no povo de sua terra. Pensam que só há competência no povo de fora. Aff!!!

  14. É necessário que haja a Estadualização, sim,mas o Município não quer para continuar mamando nas tetas gordas do Estado. As cirurgias foram todas suspensas, porque?Por falta de leito ou de administração pública?Essa turma do GAC precisa liberar a cadeira, pois ninguém é dono de nada e o povo precisa de outra chance de consiguir suas cirurgias.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top