skip to Main Content
27 de novembro de 2020 | 03:09 am

GILSON ENTREGA OS PONTOS – 2

Tempo de leitura: < 1 minuto

Dois episódios contribuíram para azedar o relacionamento entre o prefeito José Nilton Azevedo e seu secretário da Administração, Gilson Nascimento. Os dois sempre foram grandes amigos e Nascimento foi uma das peças mais importantes na construção da vitória do prefeito, mas hoje um não suporta o outro. Coisas da política…
Mas vamos aos episódios.
O primeiro ocorreu no dia seguinte ao primeiro turno das eleições, quando o secretário foi repreendido pelo prefeito por ter colado na sala da Administração um cartaz com os dizeres: “Não importa o temporal, o bem sempre vencerá o mal”. A frase, inspirada no desenho He-Man, seria um recado para um grupo que se opõe a Nascimento dentro do governo. Azevedo não gostou e deu ordem para que o cartaz fosse retirado imediatamente.
Mais recentemente, o secretário recebeu outra “regulagem” do prefeito. Azevedo não gostou do adesivo da campanha de Dilma Rousseff, que Nascimento colou no vidro de seu próprio automóvel. Assim como se deu com o cartaz do temporal, Azevedo deu ordem para que o colaborador removesse a propaganda petista.
O péssimo tratamento que o homem da Administração vem recebendo do “amigo” é o que lhe sugere a porta da rua como serventia da casa. Nascimento esperava que “o bem vencesse o mal”, mas o temporal que desaba sobre ele parece longe de terminar.

Esta publicação possui 10 comentários
  1. O TEMPORAL SÓ ESTÁ COMEÇANDO,AI VEM MARIA ALICE.
    AGORA VAI COMEÇAR AS FUXICADAS, OS DESENTEDIMENTOS E OUTRAS PICUNHINHAS QUE SÃO DE PECULIARIDADE DE DONA XUXA GORDA,
    SE DÉ TUDO CERTO, ÉLA VAI TRAZER O DEMAGOGO DO VAL CABRAL A TIRA-COLO. NESSA REFORMA DE SECRETARIOS NÓS VEREMOS ALGUNS ABSURDOS COMO POR EXEMPLO O PCDOB ASSUMINDO UMA SECRETARIA NESTE DESGOVERNO DE AZEVEDO.

  2. O circo vai pegar fogo…
    Azevedo virou as costas para quem coordenou a campanha dele que foi o sargento Gilson. Gilson agora é 13(Dilma) e também apoiou Luis Argolo que está trabalhando pra Dilma. Especulam-se que no estacionamento viram o adesivo colado no carro dele e foram falar para Joelma do gabinete. Joelma teria ficado furiosa e contou para Pinheiro e Azevedo que Gilson não está apoiando Serra 45.

  3. Menos um falta leva a burgesia que
    é o cancer da prefeitura e agora ainda
    manda um pra Emasa, ninguem aguenta, G20 e
    burgesia comendo na Emasa vai quebrar a empresa

  4. Mas com o Gilson saindo (ou sendo expulso), o bem vencerá o mal, e ai, o Sgt Nascimento poderá livremente ir para Eternia, cantar com seu colega Josias “Gorpo” Miguel

  5. Seu Pimenta fui informado sobre uma certa lei, a qual faz com que o comandante da prefeitura, o Sgto. Gilson Nascimento, não possa mesmo que queira ficar no cargo, tem haver com o militarismo e suas normas, a não ser que haja uma válvula de escape para um novo afastamento, talvez seja apenas esse motivo maior dele pegar seu banquinho e sair de mansinho?
    O lamentável neste episódio independentemente das normas que regem a Coorporação Militar, é perceber o quanto de reconhecimento o Capitão Azevedo tem para com seus compatriotas, visto que, quando ninguém, talvez nem ele mesmo cresse que seria Prefeito de Itabuna, o comandante Gilson apostava com seu grupo, todas as suas fichas. Em Itabuna fica claro que nem sempre a aranha vive do que tece!

  6. Eu fico pensando será que foi mesmo o Sargento Gilson peça chave para colocar Azevedo na prefeitura? Ou foi um grupo que trabalhou confiantemente e exaustivamente?
    Esse rapaz já demonstrou que não tem equilibrio emocional para estar num cargo tão importante , age como menino , chamando a atenção com frases de desenhos , com tantas frases interessantes de grandes pensadores por aí!
    Amigo que é amigo conversa a dois e resolve também a dois , ele vem expondo o prefeito a todo momento . O pior é que ainda tem público pra tanta babaquice!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top