skip to Main Content
11 de abril de 2021 | 04:01 am

STF: PLACAR ESTÁ 4 A 2 PELA VALIDADE DA FICHA LIMPA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Intervalo de 20 minutos na sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) e, por enquanto, o placar está 4 a 2 favorável à validade da Lei Ficha Limpa já neste ano.
Os ministros do Supremo julgam um recurso do senador Jader Barbalho (PMDB-PA). Ele foi barrado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por ter renunciado no início dos anos 2000 ao mandato de senador para não ser cassado e perder direitos políticos.
Os ministros Ricardo Lewandoski, Carlos Ayres Britto e Cármen Lúcia seguiram voto do relator, Joaquim Barbosa, contra o provimento de recurso de Jader e pela validade do Ficha Limpa.
Os ministros Marco Aurélio Mello e Dias Toffoli votaram pelo provimento do recurso de Jader – e, assim, mostram-se contrários à aplicação da nova lei nestas eleições. Quatro ministros ainda não votaram.

Esta publicação possui 12 comentários
  1. Acho uma boa isso acontecer logo..ai limpa de vez essa raça suja.. precisamos de politicos novos e pessoas com vontade de mudar as coisas no país.. não mudar a sua condição de vida
    mas como dizia o Tiririca, “pior do que ta, não fica”

  2. Segundo Bob_Fernandes do Terra Magazine em seu twitter,
    Em tempo: O Ficha Limpa vale para políticos que renunciaram para evitar cassação. Os demais devem ser julgados caso a caso.
    Sendo assim os 30 dias de bebedeira do “geraldinho” deve demorar um pouco mais.

  3. A Ficha Limpa para o ministro Gilmar Mendes é uma coisa hedionda e só serve para punir os políticos calhordas. Está claro o respeito do judiciário pelo povo. Esta lei não foi aprovada de uma hora para outra, mas só foi posta por pressão popular, não por zelo dos políticos com a coisa pública, ainda com o apoio do andar de cima…

  4. Nao votei nele mas acho que nao é bom para a nossa cidade perder um Deputado Federal! nao vamos agir nem penssar com o fígado!O deputado ja recebeu bseu acstigo com poucos votos com relasçao ao esperado pela sua equipe!Poranto calma…

  5. ENTÃO GERALDO SIMÕES,AGORA NÃO ADIANTA CHORAR PELO LEITE RERRAMADO,OS VOTOS QUE VOÇE REÇEBEU DOS SEUS ELEITORES PUXA-SACO PASSE LOGO PRA O POPÓ E VOÇE VÁ MOLHAR A CABEÇA COM ÁGUA GELADA PRA REFRESCAR A CUCA E AGORA SÓ DAQUI HA OITO ANOS,PRA QUEBRAR SEU GALHO,VOÇE ESTAVA TÃO ALEGRE AGORA DEVE ESTAR MUITO TRISTE,VOÇE CONHEÇE A FRASE QUE DIZ ASSIM,QUEM RIR POR ÚLTIMO RIR MELHOR:

  6. Acho que o GS ja era da politica de itabuna.. o Ficha suja deu empate..
    Isso serve tb para o Jojoba e o FG..
    pra ficar perfeito, so falta o TCM pegar o Capitão prefeito e deixar uma marquinha na ficha dele.. deixando ele fora da polica de itabuna..
    Que ótimo..futuramente, sangue novo..

  7. Carol Pires
    Ao negar recurso do deputado federal Jader Barbalho (PMDB), o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quarta-feira, que a lei da Ficha Limpa tem validade ainda para este ano. A decisão de hoje deve ser aplicada em outros casos idênticos: quando o candidato renunciou a mandato para fugir de cassação. Os demais casos – como o do deputado federal Paulo Maluf (PP), que foi barrado por ter condenação na Justiça – ainda precisarão ser julgados pela Corte.
    O julgamento terminou empatado em 5 a 5, e a saída do impasse foi encontrada no regimento interno da Corte. Por sugestão do ministro Celso de Mello, o artigo 205 do regimento interno foi aplicado no julgamento. Diz o artigo: “havendo votado todos os Ministros, salvo os impedidos ou licenciados por período remanescente superior a três meses, prevalecerá o ato impugnado”. Ou seja: vale a decisão da Justiça Eleitoral que impugnou a candidatura de Jader e definiu que a lei vale para este ano.
    Sete ministros acataram esse critério de desempate e outros três queriam que o presidente do STF, Cezar Peluso, tivesse exercido o voto de minerva.
    Jader Barbalho obteve quase 1,8 milhão de votos na eleição para senador pelo PMDB do Pará, mas foi barrado pela Justiça Eleitoral com base na lei da Ficha Limpa. Ele renunciou, em 2001, ao mandato de senador para fugir de um processo de cassação no Senado. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PA) havia autorizado a candidatura dele, mas o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reviu a decisão, negando-lhe a candidatura.
    O julgamento durou quase sete horas e foi marcado por troca de farpas entre os ministros e duras críticas disparadas pelo ministro Gilmar Mendes contra a aplicação da lei. Ele chegou a dizer que validá-la seria “flertar com o nazi-fascismo”.
    Informações do Estadão.com

  8. É amigo, a casa caiu! Quem diria que Geraldo Ficha Encardida acabaria enterrando o seu sonho e o de mais de 70 mil eleitores com ele. Se isso servir de consolo, com absoluta certeza Jaques Wagner irá lhe proporcionar uma boquinha no governo do estado. Não é assim que os petistas agem e usam a máquina administrativa? Não chora não GS, você já tem o suficiente pra viver e gozar a vida muito bem. Enquanto nós os otários e pagadores de impostos…?!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top