skip to Main Content
7 de julho de 2020 | 10:58 pm

REJEIÇÃO AO NOVO CENTRO ADMINISTRATIVO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Surgem as primeiras reações à intenção do prefeito ilheense, Newton Lima, de instalar o Centro Administrativo no antigo galpão da Bitway, no Distrito Industrial. A fábrica de computadores encerrou suas atividades em Ilhéus no mês de julho, quando a empresa entrou com pedido de recuperação judicial.
Embora não tenha relação com a indústria de informática, o presidente do Sindicacau (Sindicato da Indústria de Produtos de Cacau), Luiz Fernandes, já deu o seu pitaco sobre a mudança, que considera equivocada.
Para Fernandes, o governo deveria torcer para que a Bitway reativasse sua produção em Ilhéus e não ocupar o espaço da fábrica. “É preciso lembrar que o distrito é industrial deve acolher empreendimentos deste segmento e não repartições da prefeitura”, critica o sindicalista.
O presidente do Sindicacau afirma que vai incentivar a realização de protestos de trabalhadores contra a ideia do prefeito.

Esta publicação possui 12 comentários
  1. O PRESIDENTE DO SINDICATO JÁ ESTÁ QUERENDO APARECER. NÃO EXISTE O VERBO TORCER NO MUNDO DOS NEGÓCIOS E DA ADMINISTRAÇÃO.
    ELE DEVE ESTAR SENDO MANIPULADO PARA PROCURAR ESPAÇOS POLÍTICOS PARA A SUA CENTRAL SINDICAL.

  2. Eu tenho uma idéia melhor:
    Constrói o Centro Administrativo junto do Atacadão, ou da Makro, …!!!
    Só assim Itabuna não poderá avançar no território ilheense, …!!!

  3. Certíssimo o sindicalista.
    Em primeiro lugar a SUDIC não deveria permitir este acerto pois ele vai de encontro á definição do tipo de empreendimento para aquela localização. O fato também mostra que a Prefeitura não está nem um pouco preocupada com destino do nosso Distrito Industrial e quer apenas aproveitar uma galinha morta.
    Mais uma ação feita nas coxas que com certeza vai dar problema no futuro. Se pelo menos o dinheiro gerado na transação fosse dirigido para o pagamento dos créditos trabalhistas em empregados da montadora então teria algum sentido, mas isto não vai ocorrer pois o dinheiro vai para o bolso dos donos.

  4. Gostaria de opinar sobre esse caso:
    A idéia do prefeito foi perfeita, a prefeitura irá enconomizar com os alugueis espalhados pela cidade, enconomizará mantendo tudo centralizado, os serviços serão melhores, a área é perfeita para o centro administrativo, me parece que a fábrica esta em outro local, funcionando a espera da sua recuperação.
    Manda esse sindicalista procurar lutar pela abertura da Itaisa e a Barreto de Araujo, que fecharam e nunca mais voltaram.

  5. Fernandes nao sei voce sabe, mas para alegria dos funcionarios ex-funcionarios da Bitway a mesma volta a produzir, em Ilheus, a partir de novembro. A InfoIlheus foi um sucesso de publico e fugiu das caracteristicas anterior, pois teve uma forte participação no comercio de produtos,principalmente microcomputadores Desktop e Portateis. A produção se dará na antiga fabrica onde a Bitway começou. Embora a Prefeitura esteja seguindo os caminhos dos grandes centros, como Salvador e Feira, ncessitando de uma centralização dos orgaos, visando principalmente redução de custos com alugueis diversos e redução tambem nos seus custos de comunicação; nao posso deixar de concordar com voce. Devemos fortalecer nosso Polo de Informatica.

  6. O sindicalista está coberto de razão. Não se justifica a prefeitura ocupar um galpão no coração do Distrito Industrial. O aluguel mensal certamente desafogará um pouco a Bitway, mas não o suficiente para salvá-la.
    O prefeito Newtos deveria, sim, fazer gestões para que a empresa voltasse para Ilhéus, pois lamentavelmente ela transferiu suas operações para o Paraná.
    A saída da Bitway nada tem a ver com o prefeito, mas seu retorno, sim. A prefeitura deve lutar para a sua volta.
    O Distrito Industrial não é lugar de repartições públicas, mas de INDÚSTRIAS. Essa decisão mostra a miopia do atual governo, que não enxerga um palmo à frente do nariz.
    É lamentável.

  7. Cada macaco no seu galho. O Presidente do SINDICACAU tem que se preocupar com a produção de cacau e não de computador. A Bitway faliu, é empresa privada, então não é o governo municipal, estadual ou federal que vai levantá-la. A idéia do prefeito de concentrar o executivo num só lugar é válida e visa ao lado econômico, ainda de quebra estará valorizando o lado norte da cidade.

  8. se a prefeitura pode juntar todos os orgãos em um local so e for mais economico..deve fazer isso..
    vejam os exemplos do governo do estado da Bahia e de Minas Gerais.. Possuem centros para todos os orgãos do governo..
    gastam menos com aluguel e melhora a logistica.. fora que vai promover o desenvolvimento do vetor norte de ilhéus, muitas vezes esquecido..

  9. Luiz está com a razão, o distrito industrial é para se instalar indústria e não como centro administrativo, só quero ver se o SUDIC que admistra, ligado ao governo do estado vai permitir esse absurdo, a prefeitura deveria atrair novas indústrias e não ocupar os espaços destinados a indústria.

  10. So quero ver se o SUDIC vai permetir essse absurdo,o distrito e para estalação de industria a não ser que estejam querendo acabar e transformalo em um centro administrativo de Ilhéus,e e ai cidade vem perdendo moradores segundo o IBGE estão indo embora a procura de emprego.

  11. O que eles querem é manter o poder longe dos olhos vigilantes do povo. Eles têm medo e nojo do povo. ACM fez isso com o poder do Estado. Levou-o para longe, para um lugar onde o povo fica fragilizado, um lugar descampado, Centro Administrativo, longe do centro da cidade. Com Brasília foi a mesma coisa. Levaram pra um lugar inacessível para o povo. Acreditem, o onjetivo é este, ficar longe do povo.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top