skip to Main Content
29 de setembro de 2020 | 11:37 pm

DESPOJOS DE GUERRA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O grupo do prefeito de Itabuna não somente acredita que vai impedir a posse do vereador Roberto de Souza (PR) como novo presidente da Câmara Municipal, como também já fala abertamente sobre a montagem da nova mesa, ao gosto do governo.
Na quinta-feira, 04, dentro do gabinete do Capitão Azevedo, o assunto era o futuro comando da Câmara  e a ocupação dos cargos estratégicos na estrutura daquela casa. Para presidente do legislativo, por exemplo, o nome do prefeito é o do vereador Milton Gramacho (PRTB), que por sinal já havia sido escolhido pelo governo como presidente da Comissão Especial de Inquérito que apura irregularidades na Câmara (outro caso de ingerência do Executivo em assuntos do Legislativo).
O cargo de diretor administrativo, pelo menos para a turma da Prefeitura, deverá ser ocupado por Otaviano Burgos, atualmente na diretoria da Emasa.

VIRADA NO CACAU

Tempo de leitura: < 1 minuto

Da coluna Tempo Presente (A Tarde):

De tanto se dizer que Lula passaria à história como mais um que prometeu resolver a questão das dívidas da cacauicultura e não cumpriu, o governo adotou medida aplaudida por todos os segmentos, inclusive os ‘peixes graúdos’ do cacau, envolvidos com o Programa Especial de Saneamento de Ativos (Pesa), que estavam excluídos e por isso muito gritavam causando alarido intenso.
A resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) adotada esta semana reduz as dívidas em mais de um terço e cria as condições para os endividados regularizarem os financiamentos, grande parte deles, hoje, alvo de pendengas judiciais por parte dos bancos.

CPMF: DILMA VAI PATROCINAR O ESTELIONATO?

Tempo de leitura: 2 minutos

Elio Gaspari
Durou exatamente três dias a lorota da redução da carga tributária propagada pelo governo e pela oposição durante a campanha eleitoral.
Dilma Rousseff foi eleita no domingo e, na quarta-feira, docemente constrangida, disse que “tenho visto uma mobilização dos governadores” para recriar o imposto do cheque, a falecida CPMF, derrubada pelo Congresso em 2007.
Se ela acreditava no que dizia quando pedia votos, anunciaria sua disposição de barrar a criação de um novo imposto. No entanto disse assim: “Não pretendo enviar ao Congresso a recomposição da CPMF, mas não posso afirmar… Este país vai ser objeto de um processo de negociação com os governadores”.
Quando um repórter insistiu, ela se aborreceu: “Considero que essa pergunta já está respondida”.
Quem entendeu a resposta ganha uma viagem a Cuba. A “mobilização” vem de pelo menos 13 dos 27 governadores, inclusive o tucano Antonio Anastasia.
Nenhum deles, nem ela, teve a honestidade de defender a posição durante a campanha. Tentar empurrar a recriação da CPMF como coisa dos governadores é uma ofensa à inteligência do eleitorado que deu 55 milhões à doutora Rousseff.
Se ela começa o governo com tamanha passividade, vem coisa pior por aí. É preferível supor que a doutora soubesse da iniciativa, concordando com ela, desde que as cartas rolassem por baixo da mesa.
Dilma aceitou a enganação e perfilhará a ressurreição de um imposto derrubado pelo Congresso. Pior: um imposto em cascata, pois uma transação que envolve cinco cheques será taxada cinco vezes com a alíquota de 0,1%.
O apoio de Anastasia e a bancada do silêncio confirmam que o PSDB é capaz de tudo, menos de fazer oposição. Afinal, a CPMF foi criada e desvirtuada pela ekipekonômica tucana.
Em 2007, três governadores do PSDB trabalharam contra sua derrubada. O comissário José Eduardo Dutra assegura: “Todos, eu disse todos, os governadores são a favor da CPMF”.
Todos, inclusive Dutra, preferiram o lance de estelionato eleitoral.

LIVRARIA CULTURA TERÁ FILIAL EM SALVADOR

Tempo de leitura: < 1 minuto

A primeira filial da Livraria Cultura na Bahia teve um investimento de R$ 7 milhões. Será inaugurada no dia 17, no Salvador Shopping. O acervo da estabelecimento contará com cerca de 150 mil títulos. Ao todo, a loja vai empregar 120 pessoas. A unidade Salvador será a 15ª da rede, que tem sede em São Paulo. Um dos destaques da loja é a abertura da terceira unidade do Teatro Eva Herz, que existe também nas cidades de São Paulo e Brasília. Em Salvador, o teatro terá 204 lugares e, assim como nas outras capitais, contará com uma programação de palestras, seminários, espetáculos e shows. Informações do Bahia Notícias.

Back To Top