skip to Main Content
27 de outubro de 2020 | 12:45 pm

MOVIMENTO PELA RECUPERAÇÃO DO CACHOEIRA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Rio que que está ligado à história e define a paisagem de Itabuna tem sido assassinado por uma cidade que não tem saneamento

O sofrido e maltratado Rio Cachoeira é alvo de mais uma iniciativa em prol de sua recuperação. Dessa vez, quem está com a batuta é o Lions Clube, que pretende fazer uma ampla mobilização, inclusive se valendo de experiências com ações em defesa do meio ambiente já promovidas em outros países.
Está prevista a formatação do “Protocolo em Defesa da Recuperação da Qualidade Socioambiental do Rio Cachoeira”, título pomposo que traz uma proposta com oito eixos. Entre eles, a promoção da educação ambiental, capacitação de recursos humanos para o manejo e a conservação dos recursos naturais e a criação de um sistema de monitoramento e avaliação de informações.
A ideia é envolver órgãos das três esferas de governo e também empresas privadas. Em Itabuna, alguns dos eixos do protocolo estão sob a responsabilidade da FTC (Faculdade de Tecnologia e Ciências).

Esta publicação possui 17 comentários
  1. Enfim, uma notícia boa envolvendo esses órgãos que, não sei porque, somente agora decidiram tomar essa iniciativa. Aleluia meu Deus! “Salve” o Cachoeira!

  2. Não se esqueça da reportagem do jornal a tarde sobre o lixão de ibicaraí, que continua sendo jogado dentro do rio salgado, que é um dos formadores do cachoeira, tem q resover o problema na fonte, ate lixo hospitalar é jogado lá, se não acreditam vão la da uma olhada.

  3. o que tem q ser feito mesmo é um sistema interceptor de esgotos..e uma estação de tratamento de esgotos.. isso sim, ja seria um começo..
    mas é mto perigoso conseguir essa verba, pq pode sumir na prefeitura..

  4. Parece uma quimera, uma utopia a recuperação desse rio. Apesar de ter consciência de que é possivel recuperá-lo.
    A tarefa em si, apesar das dificuldades técnicas e financeras não é o que me desanima. O problema são os gestores: NÃO CONFIO MAIS EM NENHUM, principalmente em nossa cidade onde legislstivo, executivo e até o judiciário dão baile de incompetência, descaso e corrupção.

  5. Tem que haver tratamento do esgoto em Itabuna, e não, simplesmente despejá-lo no rio como vem acontecendo. Isso aí já resolveria muita coisa, pois, Itabuna é o maior poluidor do rio.

  6. Diga-se de passagem, temos que fazer um movimento pelo Saneamento Básico. “Sem Saneamento Básico não há saúde, não se preserva o meio ambiente, não há desenvolvimento, não se constrói um cidade melhor”. Os bairros fora do centro estão precisando de investimentos nesse sentido, sem falar que nosso lixão também é uma vergonha.

  7. Deus queira que o movimento alcance o coração dos gestores públicos, e consiga revitalizar o Rio Cachoeira que faz parte da paisagem da cidade, porém não embelza mais, porque está dia a dia sendo maltratado e assassinado pela falta de compromisso do poder público.

  8. É interessante que ressaltemos que a UESC tem um Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente.
    Acredito que o pessoal do Mestrado tem a obrigação de fazer alguma coisa em prol deste Projeto pela Recuperação do Rio Cachoeira.
    Ou será que vão continuar estudando o acasalamento da formiga saúva ou os hábitos noturnos das joaninhas na época da colheita do cacau?

  9. Precisamos, é de bom prefeito e de bons vereadores. Enquanto o “povo” votar com a barriga, não veremos ações contudentes em nossa região. Se nem ruas são varridas nem lixos são recolhidos, como vamos pensar em revitalização do cachoeira ? Temos que revitalizar primeiro, é o nosso poder público ! Que se encontra cada dia mais degradado.
    Vamos revitalizar nossa região como um todo, pois não podemos pensar só Itabuna ou Ilhéus, juntos, seremos fortes ! Já sofremos demais com a crise do cacau, o que nos empobreceu socialmente e financeiramente. Então, pensameros como revitalizar toda nossa estrutura social e econômica.

  10. “É interessante que ressaltemos que a UESC tem um Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente.”
    Não se esqueçam tb do curso de Engenharia Ambiental na FTC, se bem que ele já tá inserido nos eixos do protocolo que estão sob a responsabilidade da instituição.

  11. Alem do interceptor de esgotos..complementando o Erick, Itabuna e as cidades margeadas pelo Cachoeira, precisam de um ATERRO SANITARIO controlado..Seja individuais ou em consorcio, de modo que se possa operar e tratar o lixo, chorume e gases gerados pelo lixo..
    é inaceitável continuar jogando o lixo do jeito que fazem..
    Exemplo de consórcio: no espirito santo, o municipio de Cariacica, recebe o lixo de Vitoria,Guarapari e adjacencias.. quem gerencia é uma empresa privada que alem de ganhar por receber o lixo, gera créditos de carbono com a queima do gás metano..
    Recursos existem..o Ministerio das Cidades tem um programa para a criação de aterros sanitários. PMSS (Programa de Melhoramentos do Setor de Saneamento)..
    Mas como falei anteriormente, se o dinheiro sair..some na prefeitura.. vide a primeira verba da barragem

  12. o ideal é a EMASA ser devolvida para a EMBASA, pois ela tem mais cacife de obter recursos e bancar uma obra de interceptor de esgotos..
    Para a prefeitura, sugiria uma empresa publica de residuos sólidos.. ela coletaria, trataria o lixo e faria a sua disposição em um aterro sanitario..
    em algum tempo, poderia se converter em créditos de carbono.. ou ate mesmo vender espaço para outros municipios..Com um projeto bem elaborado, isso daria certo!
    é so uma questão de tempo ate que os municipios sejam obrigados a ter um equipamento destes..
    mas tem q ter visão de futuro para a cidade.

  13. O secretario municipal do meio-ambiente Marcelino faz caminhada todos os dias cheirando esta fedentina e nao esta nem ai!!!e junto levando aquela linda pança.rsrsrsrsrs!nossa cidade esta a deriva a corda povo….

  14. se não houver conciencia de todos os municípios envolvidos na poluição desse pobre rio, nunca serão capaz de recuperá-lo
    a coisa começa na serra do maçal quando naquela área deno-
    minada café sem troco, onde os conquistenses fazem seus pas-
    seios finais de semana.
    de lá, desce toda a sujeira que irá encontrar alguns afluen-
    tes que formam o cachoeira.
    aí , ficam esses demagogos incapazes dizento ha todo momen –
    to que vão salvar o rio cachoeira.
    deixem de demagogia barata ou sacripantas. o povo já não aguen-
    ta mais com tanta enganação.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top