skip to Main Content
27 de setembro de 2020 | 07:41 am

RECURSOS PARA 3 MIL CACAUICULTORES JÁ ESTÃO DISPONÍVEIS, DIZ WAGNER

Tempo de leitura: 2 minutos

Wagner em Ibicaraí: contrariedade com grandes produtores (Foto Pimenta).

Os quase três mil produtores de cacau do sul da Bahia beneficiados pela MP 500 já podem refinaciar suas dívidas e se submeter a análise para ter acesso a crédito, segundo afirmou o governador Jaques Wagner em visita a Ibicaraí. A medida provisória foi aprovada no Senado Federal nesta semana e dependia de sanção presidencial. “Uma vez refinanciada a dívida, eles terão condições de crédito para que possam alavancar seus negócios e a lavoura”.
O governador fez questão de observar, tanto no discurso como na coletiva, que a renegociação da dívida do cacau foi a que teve a melhor condição. “Nenhum outro setor da agricultura teve esse processo de negociação. Se alguns não acham que é o ideal, o.k. Foi o máximo que conseguimos tirar do governo federal. O prazo está esticado até 30 de junho de 2011”.
Antes, Wagner já havia feito um discurso duro contra grandes produtores que têm puxado a corda do governo contra o programa de refinanciamento da lavoura. Ele citou um grupo de 4% dos 13 mil produtores beneficiados que buscam o plano “ideal”, apesar das condições “excepcionais” em que foram negociados descontos de 50% a 80% da dívida, a depender do porte do produtor.
Os mais críticos à renegociação estão ligados à Associação de Produtores de Cacau (APC), entidade presidida pelo também diretor do Instituto Biofábrica de Cacau, Henrique Almeida. Ele não esteve na solenidade.
WAGNER: OBRAS DA ILHÉUS-ITABUNA COMEÇAM EM 2011
O governador disse não ter dúvidas de que as obras de construção da nova pista da rodovia Ilhéus-Itabuna começam em 2o11. “Não tenho dúvida nenhuma de que máquinas já estarão trabalhando na duplicação da rodovia em 2011”, afirmou.
Segundo ele, o projeto está nas mãos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte. Os recursos para a obra serão oriundos da versão 2 do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Esta publicação possui 6 comentários
  1. Só esqueceu de dizer em que século será iniciada esta obra.
    Acho que saírá junto com a ponte(para ir) e o túnel(para voltar)Salvador x Itaparica.
    As mesmas máquinas que estão “trabalhando” na 415 entre Itambé e Conquista, virão fazer a Ilheus x Itabuna.
    Porque mentem tanto esses petistas???E tem gente que acredita.
    Vejam a cara dos babacas presentes a aquele convescote.Todos crédulos.
    Fernando Florencio
    Ilheus\Ba

  2. Mas,
    essa verba é diferente, provavelmente deve ser intermediada, pela CEPLAC, órgão, que, indiscutivelmente, só serve como cabide eleitoreiro.
    Quem souber contibuições feitas por esse órgão na nossa região, que se pronuciem.
    Os cacauicultores, que no tempos ouro do cacau, só pensavem em passear na Europoa, Rio, desfilar de carros importados e manter trabalhadores semi escravizados.

  3. Meu caro florencio é preciso acrditar pq Paulo Souto passou por aqui diversas vezes e somente prometia e agora existe uma sinalização de inicio das obras, quando pior melho, para dar margens as criticas, isso não, o povo mereçe obras e isso e traz desenvolvimento através da geração de emprego e renda para os trabalhadores das fazendas de cacau.
    Quanto a fabrica de chocolante que deveria ser no eixo Itabuna, é uma vitória para os produtores de cacau e principalmente para a região.
    Que venha mais fabricas para industrializar o produtos da região.
    Babacas também não, isso não.

  4. Olhoa os caras,Geraldo,e Edmon lucas os secretarios que nunca olhou por nossa regiao,o primeiro metiroso o segundo preguiçoso espero que Wagner moleze deixe Edmon de fora do segundo governo….

  5. É preciso que se deixe muito claro: O refinanciamento das tais “dívidas” dos cacauicultores, através da MP 500, anunciado com tanta pompa e farromba pelos políticos de plantão, não é nada mais do que o refinanciamento do PACOTE FURADO DA CEPLAC,1º,2º,3º e 4º etapas, que tentam empurrar guela abaixo nos cacauicultores inocentes e mal informados, para que a responsabilidade do crime da introdução e disseminação da vassoura de bruxa saia dos costas do governo e fique para sempre nas costas do inocente cacauicultor. Vai ser inocente assim na CASA DO CARALHHO, ôpa! (Casa do caralho é o local no mastro do veleiro, de onde o marinheiro observa o mar).
    A bem da verdade, esse governo tem feito mais que os outros, que praticamente nada fizaram em prol dessa situação. Mas, ta longe de chegar na realidade de assumir que o cacauicultor é vítima de uma “catástrofe implantada”e trata-lo com a proteção que manda a constituição do nosso país.
    O cacauicultor inocente e mal informado, ( do jeito que político gosta), tem que entender, que estará deixando para filhos e netos uma dívida que nem era sua e sim dos criminosos que implantaram a VB no cacaual da Bahia. “Vai ser inocente assim na casa do chinelo”
    Outra coisa; Alguém precisa avisar ao governador Jaques Wagner, que há muito tempo atrás, o grande cacauicultor já estava em extinção pois, se em 1998 eram apenas 0,25%, hoje se existe algun é por puro capricho da natureza.
    Atenciosamente. Dorcas.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top