skip to Main Content
20 de abril de 2021 | 11:34 am

ESTÁ FALTANDO UM NOVO LÍDER

Tempo de leitura: 2 minutos

(…) Vamos amargando a dor de ver o nosso dinheiro construir casas nas praias de Ilhéus e sustentar 298 esposas de líder político metido a garanhão.

Manuela Berbert

Sou do tipo de pessoa que quando lê algo muito bem escrito por aí pensa “poxa, eu devia ter pensado nisso”. No fundo, todo mundo que gosta de escrever pensa assim de vez em quando. A diferença é que algumas pessoas assumem, outras não. E tem uma música em especial que eu morro de inveja, aquela chamada ZÉ DO CAROÇO. Primeiro porque eu acho que Leci Brandão foi super feliz nas suas colocações, ao escrevê-la. Segundo porque eu gostaria de cantarolar em voz alta a frase ‘está nascendo um novo líder’, mas me falta empolgação…

Estamos a menos de dois anos das eleições para prefeito de Itabuna e em minha opinião a população está clamando por um novo líder político. Surgem nomes e isso eu não posso negar, mas falta verdade e, principalmente, idoneidade.

Quisera eu escrever aqui hoje as frases da música que Ana Carolina e Seu Jorge cantam juntos pelo Brasil afora, que dizem mais ou menos assim: ‘e na hora que a televisão brasileira destrói toda a gente com sua novela é que o Zé bota a boca no mundo, ele faz um discurso profundo, ele quer ver o bem da favela…’

Aqui, infelizmente, está é faltando um novo líder. E na falta dele, nos restaria confiar no legislativo, que é eleito para fiscalizar, moralizar e nos representar. Mas o povo brasileiro ainda não aprendeu a votar. Vota mal. Vota em retribuição a um favor, vota por vinte reais, por amizade, por interesse, e depois se arrepende.

Lembro que, na campanha política de 2010, um dos melhores vídeos que circulou por aí foi o do deputado federal José Carlos Aleluia. Nele, o “ômi” bradava no Congresso Nacional que os seus colegas estavam votando contra o povo brasileiro. Essa é a sensação que eu tenho: a de que os nossos vereadores e deputados, após serem eleitos, ficam contra a gente, aprovando o que não devem e esquecendo das suas verdadeiras obrigações…

Enquanto isso vamos amargando a dor de ver o dinheiro público circular nas malas particulares e nas meias e cuecas dos nossos supostos representantes. Ou, nas mais próximas e ridículas hipóteses, vamos amargando a dor de ver o nosso dinheiro construir casas nas praias de Ilhéus e sustentar 298 esposas de líder político metido a garanhão. Tem que rever isso aí, hein, Itabuna?!?

Manuela Berbert é jornalista, estudante de Direito e colunista da Revista Contudo.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. A politica não tem remédio, os possiveis lideres que poderiam trabalhar pela País e a sociedade, em função de formação e responsabilidade, não se curvam aos interesses dos maiorais, e por não distribuirem favores populistas o POVÃO não quer, aí continua a desqualificação e os resultados que assistimos, nós precisamos saber escolher nossos legisladores para que possamos ter bons executivos.

  2. Manoela,

    Parabéns pelo texto, as abordagens são adequadas e oportunas, o tempo urge para que alguém decente e competente, com o passado limpo e conduta ilibada se apresente e crie uma alternativa para afastar esses nefastos políticos que a décadas desgovernam nosso município. Estamos cansados de tanta incompetência na gestão pública, é preciso mudança.

  3. Manuela tão sabia são as tuas palavra que colocação maravilhosa o povo clama quem será o novo administrador da cidade em 2012 isso é fácil vamos votar em quem nunca foi prefeito nem tão pouco como vereador

  4. Manu, chega a dar uma sensação de asfixia essa estagnação política em nossa cidade e – o que é pior – acho que dificilmente teremos algo genuinamente novo. Azevedo, por exemplo, seria novo se não tivesse ligações umbilicais com a velha (des)ordem…

    Em Ilhéus, Valderico foi um novo desastroso.

    Enfim, teremos que garimpar muito, além de melhorar o nível de conscientização política de nossa comunidade, para que uma cultura cidadã propicie o surgimento de lideranças mais qualificadas.Tem que ser um processo de baixo pra cima, participativo.

    Enquanto nossa cultura não mudar, continuaremos a sofrer com os velhos de sempre e as falsas novidades.

    Bjs e parabéns pelo texto. Adoro seu estilo.

  5. Zelão diz: – Na falta de cão… Caça-se com gato!

    Felizmente ou infelizmente, líderes verdadeiros não crescem como chuchu. Dai, enquanto os homens “de bem” se omitem de participar do processo, temendo enfrentar os demagogos populistas, preferindo ser “amigos do rei,” o “chuchu que cresce na cerca do vizinho,” prolifera em safra abundante na política nacional.

    Não se pode de tudo culpar o povo brasileiro pelas más escolhas. Ninguém trás na testa a estrela da competência e da moralidade. Cabe aos partidos – que, no entanto se omitem em fazer – a seleção de qualidade, antes de oferecer ao povo o produto da sua existência. É preciso vê-los no poder (que corrompe e revela a verdadeira personalidade), para que se possam ter esperanças nos rumos do destino do exercício da política no Brasil.

  6. MANU ASSIM COMO SÃO AS COISAS SÃO AS CRIATURAS….RSRSRRS
    DESCULPE-ME O ANONIMATO,MAS RECEIO PERSEGUIÇÃO. MAS VERDADE TEM QUE SER DITA DE ALGUMA FORMA VAMOS:

    O ATUAL SECRETARIO DE ADMINISTRAÇÃO/PLANEJAMENTO DE ITABUNA
    MAURICIO ATAYDE NA SEGUNDA GESTÃO “FERNANDO CUMA” ERA APENAS OFF BOY DA ARRABELO CONSTRUTORA DO SEU ATUAL ASSESSOR DIRETO “ACLES”

    JÁ NA TERCEIRA GESTÃO CUMA FOI COLOCADO PARA FORA DO CPD DA PREFEITURA POR ESTA EXERTANDO FANTASMA NA FOLHA E FURTO DE COMPUTADORES

    HOJE MESMO SEM TER FORMAÇÃO ACADEMICA NEM PROFISSÃO DEFINIDA
    DESFILA COM DOIS CARRÕES IMPORTADO TR4 NO VALOR MINIMO DE R$ 75.000.00 CADA.DEVE SER UM MAGO DAS FINANÇAS!!!!!!!!!!!!

    OUTRA DENUNCIA QUE TODOS DAQUI DA PREFEITURA SABEM E QUE SUA ESPOSA APESAR DE ESTA IMPEDIDA DE TRABALHA NA PREFEITURA POR FORÇA DA LEI DE NEPOSTIMO,RECEBE ATRAVES DE FANTASMAS.

    É SE DUVIDA O GOVERNO MAIS CORRUPTO DA HISTORIA CONTEMPORANEA DE ITABUNA.
    GRATO.

  7. A situação da cidade, da região, reclama uma mudança que exige a participação mais incisiva da sociedade. Devemos por um fim na distância que separa os administradores e o povo, o povo deve se mostrar mais presente através dos sindicatos, das associações de bairro, das comissões, dos meios de comunicação como este, Pimenta na Muqueca, e outros blogs, a exemplo do blog do Gusmão, o Sarrafo, o Trombone, como verdadeiros fiscalizadores da gestão pública. Parabéns pelo texto Manuela.

  8. Zelão deu uma opinião interessante ao importante comentário de Manuela Berbert.
    É preciso participar! A UESC já deveria ter forjado lideranças capazes de transformar o caduco “modus operandis” da política local e regional.
    Na verdade ninguém quer largar o seu bem bom, sua praia,sua pescaria, seus embalos, para tentar uma atividade onde todos que a praticam são apontados e chamados indistintamente de malandros,vagabundos e ladrões.
    Se o político é direito e incomoda, o Sistema de Comunicação é logo chamado pelo “capital”, para desqualificá-lo. O PODER da MÍDIA, infelizmente não é usado no sentido de melhorar a qualidade dos nossos políticos, muito pelo contrário. Daí ter feito um verso onde expresso o meu sentimento sobre a questão:

    Nesse Brasil desigual,
    Rádio,Jornal e Televisão,
    Fazem VILÃO virar HERÓI,
    E HERÓI virar VILÃO.

    Mesmo assim temos que participar!

  9. Dessa cidade e seus cidadãos eleitores eu espero tudo. Além do que os senhores disseram mais acima, com destaque nessa ideia fraca de jogar um nome novo na área, digo que precisamos de gente nova realmente, mas que já tenha sido algo no passado. O pessoal do PC do B, estando junto ao PT, seria uma boa ideia.

    Mas enquanto houver os RODACUDES da vida a saga Cumista/Azevedista continuará. A maioria dos itabunenses votam nessa porqueira. E não tem essa de dizer que é gente pobre e desinformada. Também tem gente que se diz informada, culta. Esses movimentos organizados da sociedade Grapiúna prova o que digo. O GAC foi usado para beneficiar e puxar saco do atual grupo, quase todas as rádios AMs são alienadas, a TV da Globo também. Então é bem capaz de tudo continua com antes, foi assim na grande expectativa do centenário itabunense e todos vimos a decepção que foi.

  10. Não são só os CUMISTAS,são também os GERALDISTAS,que nós precisamos banir definitivamente da politica,de uma forma geral.Torná-los de fato inelegíveis,quer pela apuração rigorosa das denuncias quer pelo melhor instrumento que nós temos,o voto.Ao amigo Zelão,digo que melhor do que os partidos pra escolher os candidatos ,temos nós a abrigação de não permitir a eleição de novos malfeitores,conchavistas,formadores de quadrilha e tantos adjetivos perjorativos que com certeza não faltariam em nosso vocabulário para denominá-los.

  11. Muito bom o texto. Mas infelismente essa é a realidade de nosso país. Todos falam em mudar, mas de fato o que se faz para isso é muito pouco, quase nada.

  12. Caros amigos moro em manaus e sou de itapitanga. Passei as férias na região cacaueira e voltei triste com a nossa região. Vi com meus proprios olhos que uma cidade como Itabuna e Ilheus estão se acabando nas mãos de maus politicos que só se aproveitam de um povo que infelizmente ainda não sabe votar dando o direitos a pessoas incopetentes, incapacitadas e corruptas de administrarem o seu futuro. Uma cidade como Itabuna que no passado era vista como uma capital (Uma possivel divisão do estado de Santa Crua) hoje só é vista nas paginas policiais.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top