skip to Main Content
16 de janeiro de 2021 | 11:34 am

O TERNO QUE NÃO ESTREIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Não deverá ser dessa vez que o suplente de vereador pelo DEM de Itabuna, Welington Rodrigues – o Leléu – vai assumir a cadeira. A hipótese surgiu quando o nome do titular Milton Gramacho foi cogitado para a presidência da Fundação Marimbeta. Mas hoje a possibilidade de Gramacho ocupar a pasta se reduziu bastante e Leléu, que já havia mandado lavar o terno (de novo), teve que recolher novamente a vestimenta.

Até o primeiro semestre de 2010, a esperança de Leléu estava com o TRE, que apreciava ação por crime eleitoral contra Gramacho. Como o tribunal absolveu o vereador, a chance passou a ser uma nomeação para cargo no Executivo. Mas esta, para tristeza do suplente, está difícil de sair.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. NOVAMENTE ITABUNA CORRE O RISCO DE PERDER UM REPRESENTANTE COM CAPACIDADE DE FAZER MUDAR O CONCEITO DA CÂMARA DE VEREADORES DE ITABUNA.
    SE DE FATO ISSO ACONTECER, OU SEJA, O LELÉU NÃO TOMAR POSSE EM LUGAR DE GRAMACHO, PRIMEIRO SERÁ A MAIOR INJUSTIÇA NA HISTÓRIA POLITICA DE ITABUNA, E SEGUNDO PORQUE ELE ESTÁ PREPARADO PARA O CARGO, ALÉM DE MUDAR O AMBIENTE, TEM PERSONALIDADE PARA IMPOR O RESPEITO DEVIDO QUE AQUELA CASA MERECE.

  2. esse lelé da cuca nao deve assumir mesmo. ele é um arrogante e se acha que é alguma coisa, nao passa de um babaca.
    gramacho é muito mais competente e capaz.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top