skip to Main Content
4 de junho de 2020 | 08:49 pm

ITABUNA NÃO FAZ LICITAÇÃO DO TRANSPORTE PÚBLICO. E O CIDADÃO, Ó!

Tempo de leitura: 2 minutos

Linhas de ônibus em Itabuna são exploradas por duas empresas (Foto Luiz Tito/A Tarde).

O sistema de transporte público em Itabuna nunca passou por licitação e duas empresas exploram o serviço lastreadas em concessão precária por parte do município. E se o Ministério Público estadual não liga para essa aberração, o usuário do sistema é quem sofre. Ônibus sujos, mal-conservados, sempre lotados e boa parte acima dos dez anos de uso… Lata velha, mesmo.

O cenário é facilitado pela falta de fiscalização por parte da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Settran). Basta andar pelos principais pontos de ônibus para ver que praticamente não há fiscais nas ruas.

Se o Ministério Público estadual acordar e exigir uma nova licitação, talvez as cenas impostas aos cidadãos nos dias que correm acabem por se tornar raridade. Hoje, andar como sardinha em lata no buzu é o mais comum. Exigir do município uma licitação para o setor é o mínimo que se pode fazer para garantir mais qualidade ao serviço.

E não é preciso ir tão longe para ver exemplos de como a concessão faz bem nessas horas.

Ilhéus apresentava cenário tão duro e ruim como o de Itabuna, na década de 90. Fez-se uma licitação que resultou em melhoria do serviço – claro que ainda não é o melhor dos mundos! – e é comum ver circulando ônibus urbano com ar-condicionado pela Terra de Gabriela. E se quiser um sistema próximo do perfeito, basta um pulinho a Curitiba (PR).

Por aqui, o sistema é explorado pelas empresas São Miguel e Expresso Rio Cachoeira. Recuemos alguns anos e vamos lembrar que a Expresso Rio Cachoeira era Fátima e já mudou de controle por duas vezes. A São Miguel, mineira, comprou as linhas da Viação Itabuna, que explorou parte dos itinerários antes nas mãos das empresas Fátima, São José e Viação Grapiúna.

Todas essas mudanças ocorreram sem que se fizesse uma licitação sequer, abrindo espaço para toda sorte de “negócios” entre empresas e, claro, o poder público. Que tal a promotoria pública se posicionar sobre o caso? E o Conselho Municipal de Transportes, o que diz? A cidadania agradecerá. E muito!

Alguém já se perguntou por que o bilhete único não passa de ilusão em Itabuna?

SEM ASSISTÊNCIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Na nota que publicou sobre o acidente no baile de formatura de estudantes de Biologia, a diretoria do Iate Clube informou que estava dando assistência às vítimas. Ocorre que estas reclamam de não ter recebido sequer um telefonema dos representantes do clube.

A comissão de formatura junta provas para entrar com uma ação contra o Iate e também aponta outro equívoco na nota do clube: há muito mais do que quatro pessoas hospitalizadas, ao contrário do que diz o texto divulgado. Felizmente, não há feridos em estado grave (é quase um milagre!).

Uma boa notícia é que o bebê de oito meses que sofreu traumatismo craniano após a queda do deck já se encontra fora de perigo.

PONTAPÉ NO DIREITO DO CONSUMIDOR

Tempo de leitura: < 1 minuto

Um itabunense, em viagem por São Paulo, resolveu comprar três pares de sapatos para presentear mãe, tia e irmã. Foi até a loja da Via Uno, na Avenida Paulista, onde adquiriu os calçados. A atendente prometeu que, caso houvesse necessidade de troca, o cliente poderia realizá-la em uma das franquias de Salvador.

Pois o sujeito, já de volta a Itabuna, descobriu que os pés de duas das presenteadas eram menores que os referidos sapatos. Ele teve que esperar uma oportunidade de viagem a Salvador para efetuar a troca, mas aí descobriu que a coisa não seria assim tão fácil.

Na loja da Via Uno do Shopping Barra, o cliente foi informado de que não poderia efetuar a troca. Motivo: ele não tinha as caixas dos sapatos, das quais as próprias vendedoras em São Paulo lhe aconselharam a abrir mão para não ocupar tanto espaço na bagagem. E não fizeram a gentileza de informar que a falta das caixas seria impedimento para a troca.

Sentindo-se lesado materialmente e também vítima de dano moral, o cliente pensa em entrar com uma ação contra a empresa.

UESC “SEGURA” SEGUNDA CHAMADA DO VESTIBULAR (CONFIRA O MOTIVO)

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) encerrou, na quarta (9), o período de matrículas para os aprovados em primeira chamada no vestibular 2011 e com entrada no primeiro semestre. Passados praticamente cinco dias do fim das matrículas, a instituição ainda não publicou a segunda chamada do exame, algo incomum nos últimos 17 anos, período em que a Consultec vem ganhando todos os contratos para aplicar o vestibular.

Quem chama atenção para possíveis irregularidades no vestibular 2011 da instituição é o jornalista Roberto Rabat, que menciona supostos erros no exame deste ano e que podem resultar até – se houver seriedade – em anulação do exame.

No site que mantém, o R2cpress, o pai dos blogs sul-baianos revela que a universidade mudou a fórmula de correção da prova de português e não publicou edital de retificação, por exemplo. E observa que as notas de desempenho não batem nem quando adotada a antiga fórmula de correção.

Confira aqui a matéria

GREVE NA SANTA CASA DE ILHÉUS É MANTIDA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os trabalhadores da Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus cruzam os braços a partir das 4h30min da manhã desta terça-feira (15), em protesto contra o atraso de salários. A decisão foi mantida após a provedoria da Santa Casa reunir-se com o prefeito Newton Lima e o secretário de Saúde, Jorge Arouca, e de Finanças, Jorge Bahia.

A prefeitura acenou com a possibilidade de pagar o equivalente a 25% do salário de dezembro e outros 25% de janeiro dos trabalhadores. A proposta foi rejeitada e a greve será deflagrada.

A rede básica de saúde em Ilhéus deve enfrentar greve nesta quarta (16). Os servidores promovem assembleia às 9h para decidir se paralisam as atividades. A prefeitura apresentou contraproposta para quitar todos os atrasados no dia 10 de março. A decisão final dos servidores será tomada na quarta.

POLÍCIA ACABA COM ORGIA SEXUAL DE TRAFICANTES EM CANAVIEIRAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Cinco traficantes que participavam de orgia sexual em Canavieiras foram parar atrás das grades, nesta segunda-feira (14). A bacanal no bairro Tancredão foi interrompida quando investigadores adentraram a casa de Carolaine Rana Santana, 19. De acordo com o delegado Nilton Bastos de Almeida, Carolaine é a líder do bando.

A orgia era regada a crack e maconha, segundo os investigadores. Foram presos Josias Teixeira, Ana Paula da Silva, Carolaine e Nivalto Souza da Silva. Um menor de 16 anos e que participava da orgia foi encaminhado para o Ministério Público estadual.

Nivalto, o Tintinho estava com um revólver calibre 38. Todo o material apreendido passará por perícia. De acordo com a assessoria da Polícia Civil, os quatro adultos foram autuados em flagrante por porte ilegal de armas e tráfico de drogas.

AZEVEDO DEIXA BURGOS SEM GABINETE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Situação das mais constrangedoras – e deprimentes – vive o ex-todo poderoso Carlos Burgos, antes secretário das Finanças e hoje titular da Secretaria de Assuntos Governamentais e Comunicação Social.

Desde quando assumiu a nova pasta, Burgos ainda não deu expediente. Não foi culpa dele.

Na semana passada, o advogado foi ao gabinete, mas não havia nem mesa nem cadeira. Ficou em pé e zanzando entre uma sala e outra.

A situação se repetiu nesta segunda-feira, 14. Burgos, pra lá dos 60 anos de idade, pensa em evocar o Estatuto do Idoso contra o prefeito Capitão Azevedo (DEM).

O cenário seria inimaginável há quatro, três meses, quando o advogado era quem dava as cartas na prefeitura e possuía a chave do cofre.

IMÓVEIS DE NÚCLEO DA CEPLAC SERÃO DOADOS AOS MORADORES

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os moradores do Núcleo Habitacional da Ceplac, em Itabuna, receberão uma boa notícia dentro de três meses. De acordo com o deputado federal Geraldo Simões (PT-BA), os 150 imóveis serão doados, definitivamente, aos atuais moradores por meio de cessão de direito real de uso. O núcleo fica situado na região do São Caetano, em Itabuna.

“Foi uma decisão do ex-presidente Lula e que será concretizada agora, na gestão da companheira Dilma [Rousseff]”, afirma. A demora é a área jurídica da superintendência baiana do Patrimônio da União concluir o levantamento, transferindo-os da União para os residentes.

DINHO GÁS CONTRA-ATACA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Dinho Gás diz que governo ilheense tenta desestabilizar a oposição

O vereador Dinho Gás, presidente da Câmara de Ilhéus, vê o dedo do governo local em notas publicadas pela imprensa sobre a investigação de membros do legislativo pela Operação Vassoura de Bruxa, da PF, além de denúncias relativas a fraudes em processos licitatórios.

Para o presidente, tudo não passa de uma estratégia oficial para desestabilizar a bancada de oposição, da qual ele faz parte. Dinho Gás não explicou, entretanto, como um jornal local publicou notas cifradas, informando quais seriam as empresas vencedoras de licitações anunciadas pela Câmara. Ele se limitou a declarar que as empresas participantes dos processos atenderam aos critérios dos editais.

O vereador também afirmou que o governo vem tentando cooptar a oposição com a oferta de uma secretaria.

PROCURA-SE UM PROCURADOR

Tempo de leitura: < 1 minuto

Informações dos bastidores do Centro Administrativo Firmino Alves dão conta de que o prefeito José Nilton Azevedo enfim tomou coragem e está em busca de um substituto para a procuradora Juliana Burgos. Na Prefeitura, a filha do secretário Carlos Burgos é vista como um problema em função de sua inexperiência e por estar atrapalhando certos encaminhamentos.

Na mesa da procuradora, há uma lista de nomeações aguardando parecer. Uma delas é de ninguém menos que a presidente do DEM, Maria Alice Pereira, que teria entrado em rota de colisão com os Burgos. A má-vontade da Procuradoria irritou o prefeito José Nilton Azevedo.

O prefeito, aliás, há tempos decidiu afastar os Burgos da administração, mas a tarefa é árdua. Além de Juliana na Procuradoria, tem ainda o pai Carlos Burgos na Secretaria de Governo e o irmão Otaviano na diretoria administrativa da Emasa.

Azevedo quase conseguiu se livrar do patriarca no mês passado, depois de meses tentando emplacar Geraldo Pedrassoli na Secretaria da Fazenda (então ocupada por Burgos). O homem resistiu até não poder mais e o prefeito lhe ofereceu a Procuradoria (para despachar logo a filha). Burgos não aceitou desalojar a pupila e ficou com a Secretaria de Assuntos Governamentais, alijada do Departamento de Comunicação. Passou a ter menos poder, mas não largou o osso.

Com a saída da procuradora, o prefeito espera resolver diversos problemas, eliminar entraves e impedir barbeiragens, como a que levou a sucessivos bloqueios de repasses para o município pelo INSS. O erro, nesse caso, foi inteiramente atribuído ao setor jurídico do governo.

Back To Top