skip to Main Content
28 de novembro de 2020 | 01:34 pm

DECRETADA PREVENTIVA DE POLICIAIS QUE ESPANCARAM JOVEM

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Justiça decretou nesta segunda-feira a prisão preventiva dos soldados da Polícia Militar Luciano Logrado Peixoto e Eric Sátiro Vitório, integrantes da 67ª Companhia Independente da Polícia Militar de Feira de Santana, flagrados por câmeras agredindo um jovem no centro da cidade última quinta-feira.

Segundo informações da polícia, a prisão foi solicitada à Justiça Militar pelo presidente do Inquérito Policial Militar, o capitão José da Silva Lima, com o objetivo de evitar qualquer interferência nos procedimentos de apuração.

Os policiais militares foram apresentados na Corregedoria da PM e permanecerão custodiados no Centro de Custódia Provisória, CCP, localizado no Batalhão de Choque, em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador.

Confira as cenas da barbárie policial.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Esses cachorros selvagens, covardes, que certamente não garantem as calças que vestem, deverão ser processados e condenados por crime de tortura.

    “A tortura é a imposição de dor física ou psicológica por crueldade, intimidação, punição, para obtenção de uma confissão, informação ou simplesmente por prazer da pessoa que tortura.

    Em nosso ordenamento jurídico a tortura é considerada um crime inafiançavel e insuscestível de graça ou indulto.

    O crime de tortura consiste em crime material e caracteriza-se com a consumação de sofrimento à pessoa torturada, tanto físico quanto psicológico. A princípio, a tortura dá a noção de lesão corporal mas, esta não é a realidade.

    No crime de tortura há a asseveração dos maus-tratos físicos ou mentais, é uma forma prolongada de lesão à pessoa com a finalidade de obtenção de confissão, informação ou por simples prazer”*.

    *texto extraído da internet

    O crime que essas “bestas” praticaram é o de tortura, que é inafiançável e insuscetível de graça ou anistia. Está tificado no art. 1º, II, da Lei Federal nº 9.455/97, e prevê pena de dois a oito anos de reclusão, a ser cumprida inicialmente em regime fechado, e porque são agentes públicos esta pena é agravada (com aumento de em sexto até um terço).

    Como se vê, lei não falta para punir… exemplarmente!

  2. As cenas são chocantes, percebam todos que o rapaz agredido não se protege, que é fácil indicador que não é malandro, pois um malandro quando é pego desta forma, se fecha todo e começa a gritar.Um ato infeliz, pois a policia Militar da Bahia, não dá instruções para tal selvageria.

  3. esses náo honra a farda que veste. portanto tem que ser espulso da corporaçáo. Mas o novo Secretario, desse que os Maus policias náo seráo remunerados. No caso desses dois marginais eles tem que ser preso e corta todos os direitos trabalhista deles. e passar para a vitima no caso o motoqueiro. Nós bahianos esperamos que esses dois Vermes sejáo punidos

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top