skip to Main Content
11 de maio de 2021 | 05:17 pm

MORRE O CIENTISTA PAULO ALVIM

Tempo de leitura: 2 minutos

O cientista e fundador do Centro de Pesquisas do Cacau (Cepec-Ceplac), Paulo Alvim, faleceu nesta manhã de sexta-feira (18), em sua residência, no município de Ilhéus. Alvim estava aposentado, tinha 92 anos e morreu por volta das 11h. O engenheiro agrônomo era uma das maiores autoridades em cacau e café no mundo.

Nos últimos anos, o criador da Fundação Pau-Brasil enfrentava problema renal crônico, segundo Fátima Alvim, filha do cientista. A família informará, nesta tarde, onde o corpo do cientista será velado e horário e local de sepultamento. Paulo Alvim era casado com Simone Alvim, tinha seis filhos, seis netos e uma bisneta e deixa um grande legado para a ciência.

O jornalista Walmir Rosário, ex-ceplaqueano, lembra que Paulo de Tarso Alvim entrou para a Ceplac na fundação do órgão federal. “Ele trabalhava na Organização das Nações Unidas (ONU) quando veio para cá, emprestado. e já era um cientista de renome internacional”. Veio para cá e ficou.

Alvim foi responsável por arregimentar grandes pesquisadores para a Ceplac e colocar o órgão federal no circuito internacional científico. Mineiro de Ubá, Paulo Alvim também lutou pela ampliação da pesquisa e extensão na região cacaueira. Deixa ainda a Fundação Pau-Brasil, hoje presidida pelo cientista Raúl Vale.

Paulo de Tarso Alvim se formou em Agronomia na Universidade Federal de Viçosa e possuía doutorado em Fisiologia Vegetal pela Universidade de Cornell (EUA). O cientista era aposentado da Ceplac desde 1989, e era professor honorário da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Tinha o título de doutor honoris causa da Universidade Federal do Amazonas.

Órfão de pai já aos dois anos de idade, Alvim e os três irmãos eram sustentados com o que a mãe tirava como costuteira, lembra o site da Associação Brasileira de Ciência (ABC). Ele se formou em Agronomia em 1940 e seus estudos em mais de 70 anos de pesquisas renderam diversos títulos, honrarias e premiações pelo mundo.

As pesquisas de Alvim no período em que residiu no Peru resultaram na descoberta do fenômeno identificado como “hidroperiodismo”. Conforme a Associação Brasileira de Ciência (ABC), ele foi o inventor do primeiro porômetro portátil, batizado depois como “Porômetro de Alvim”.

Atualizado às 12h31min

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Certamente a nação grapiúna lamenta o falecimento do brilhante cientsta e nobre brasileiro Dr. Paulo Alvim. Os que trabalhamos na CEPLAC sob sua direção e orientação tivemos a oportunidade de conhecer o brilhante cientista de renome mundial e o colega digno, prestimoso, verdadeiramente humano. Um Mestre amigo. Nossas condolências à sua esposa e família

  2. Perde o Brasil um de seus grandes gênios notadamente na ciencia agronômica. Cientista nato e contestador de vários naturalistas sempre afirmava que pesquisa científica e tecnológica não se faz com poesia. (alusão a ongs). Devo grande parte do meu sucesso profissional como agrônomo pesquisador às suas orientações. Era enfático nos comentários aos projetos da CEPLAC ao exigir que pesquisa gerada tinha necessária e imediatamente de ser aplicada em benefício do produtor. Nossa solidariedade à família enlutada e nossos aplausos aos seus grandes ensinamentos que revelaram grandes profissionais aqui e alhures.

  3. A família Peixoto, Cássio e José Carlos Simões Peixoto, consternada manifesta seus sentimentos à família e registra que perde o Mundo, o Brasil e a Bahia um dos maiores Pesquisadores da área agrícola e que muito prestou seus serviços à lavoura cacaueira enriquecendo-a de conhecimentos técnicos e científicos. Temos a certeza que a instituição CEPLAC, seus Dirigentes e servidores jamais o esquecerão pelo legado deixado também como homem público que foi. Que o bom Deus o acolha.

  4. Mestre,amigo,iluminado,generoso,lider,ambientalista, modesto, instalou no Centro de Pesquisas do Cacau, o maior acervo bibliográfico,retrospectivo e corrente ,pleno de raridades , especializado em Agricultura Tropical com ênfase a cacauicultura e correlatos.Tive a grande honra de ser uma das suas inumeras colaboradoras.Registro o mais profundo pesar a família enlutada,Simone,Alexandre, Fátima e Tomaz.
    Eliane Sabóia Ribeiro

  5. CON MUCHO PESAR NOS ENTERAMOS DEL FALLECIMIENTO DEL DOCTOR PAULO DE TARSO ALVIM. EL MUNDO DEL CACAO QUEDA CON UNA INMENSA DEUDA DE GRATITUD POR LOS APORTES CIENTÍFICOS RECIBIDOS POR TAN INSIGNE PROFESIONAL. GRACIAS A SU GESTION EN CEPLAC EN LA DECADA DEL 80, ASISTIMOS JUNTO A UN GRUPO DE LATINOAMERICANOS AL IV CURSO INTERNACIONAL DE CACAU. PAZ A SU ALMA.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top