skip to Main Content
13 de julho de 2020 | 07:05 pm

A GESTÃO PLENA DA SAÚDE A QUALQUER CUSTO

Tempo de leitura: 2 minutos

Raimundo Santana | sintesir@hotmail.com

O Conselho Municipal não pode, em nenhuma circunstância, aprovar o retorno do Comando Único da gestão plena baseando-se apenas em promessas e intenções.

É preocupante o momento pelo qual passa a saúde de Itabuna. O setor há muito sofre um processo de degradação. Trocou-se o secretário de Saúde, contudo, estamos longe de observar algum esboço de recuperação.

Embalado pela lógica da administração municipal que tentou reajustar impostos na ordem de até 3.000% – e só não o fez por conta da resistência dos comerciantes locais, o senhor Geraldo Magela, que chegou falando em apresentar os resultados do seu trabalho em 90 dias, age de forma desesperada: peregrina entre a Sesab e Ministério da Saúde, querendo a qualquer custo o retorno da gestão plena.

E por ser esse movimento esvaziado de debate técnico qualificado que justifique o retorno da gestão plena, ficamos todos a imaginar que o único motivo da forçação de barra seja a busca pela administração dos recursos financeiros da saúde do município. É o “tudo por dinheiro”.

O exposto remete uma responsabilidade gigantesca ao Conselho Municipal de Saúde. É preciso fazer o debate da saúde de Itabuna sem paixões ou pressões.

Quando Itabuna perdeu a gestão plena, em outubro de 2008, a Secretaria Municipal de Saúde ficou devendo, no mínimo, um mês de faturamento a cada prestador de serviços de saúde do município. E a constante falta de pagamento aos prestadores foi um dos principais motivos da perda da gestão plena.

Após esse período, houve um declínio muito significativo na qualidade dos serviços prestados pela atenção básica municipal, com alguns serviços funcionando muito precariamente e outros chegando a ser desativados, a exemplo da saúde bucal. A frota de carros da saúde municipal é utilizada pelas demais secretarias. Mesmo após diversos requerimentos do Conselho Municipal, nada mudou.

Os serviços que a secretaria de Saúde contrata para complementar o teto do estado não estão sendo pagos, a exemplo dos laboratórios. As contas bancárias do Fundo Municipal de Saúde continuam atreladas à Secretaria da Fazenda, longe de serem geridas com independência pelo secretario municipal de Saúde. No Hospital de Base, trocou-se a gestão, contudo, muito pouco mudou.

É preciso aferir resultados que apontem para a melhoria na qualidade do atendimento. É relevante lembrar que ainda não existe um compromisso do poder público municipal em repassar mensalmente uma quantia de recursos ao Hospital de Base.

O Conselho Municipal não pode, em nenhuma circunstância, aprovar o retorno do Comando Único da gestão plena baseando-se apenas em promessas e intenções. Carece que esses temas sejam debatidos e que fique comprovado, de forma inquestionável, o saneamento das irregularidades.

Raimundo Santana é presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Itabuna (Sintesi)

Esta publicação possui 0 comentários
  1. se o problema é de gestão, não tem dindin que dê jeito na coisa. Esse Sec. de Saúde achou que seria fácil manipular informacões e q ele teria poderes escondidos na manga, e que seria rápido o retorno da plena.Só esqueceu que ainda tem um conselho e por mais que o ministério público se isente das denúncias postas para agirem como devia, existem algumas barreiras graças a Deus. Raimundo, gostaria de saber se as denúncias apuradas de desvio de verbas,estão também na instância Federal? Se não estiver , o conselho foi omisso.

  2. CONCORDO EM GENERO,NÚMERO E GRAU,A GANANCIA DESSE PESSOAL DA PREFEITURA NÃO TEM FIM,O POVO ESTÁ SOFRENDO,O HOSPITAL DE BASE AGONIZANDO,UM VERDADEIRO CABIDE DE EMPREGO,FALTA AS COISAS MAIS SIMPLES,SÓ A ESTADUALIZAÇÃO SALVA ESSE HOSPITAL.

  3. ESSE TAL,¨tata¨ PARECE QUE É TAM-TAM DA CABEÇA, PELO FATO DE RAIMUNDO SER PETISTA ISSO O QUALIFICA AINDA MAIS,COMO UM BOM OBSERVADOR DÉSSA DESADMINISTRAÇÃO DE AZEVEDO, MAS O IMPORTANTE É QUE RAIMUNDO SE MOSTRA COM TODA RAZÃO.

  4. INDEPENDENTE DE PARTIDARISMO, OS FATOS FALAM POR SI SÓ.
    AS VERBAS DA SAÚDE EM ITABUNA VEM SENDO ROUBADA HÁ SEIS ANOS, SÃO VÁRIAS DENÚNCIAS FEITAS ATRAVÉS DA IMPRENSA E ATÉ AGORA NENHUMA PROVIDÊNCIA FOI TOMADA PELAS AUTORIDADES JUDICIAIS, DIGO MINISTÉRIO PÚBLICO, QUE FAZ VISTAS GROSAS NUMA ATITUDE CLARA DE LENIÊNCIA.
    TÁ MAIS DO QUE EVIDENTE QUE O “DESGOVERNO” MUNICIPAL QUER MAIS RECURSOS PARA SAÚDE, NÃO PARA DAR UMA MELHOR ASSISTÊNCIA A POPULAÇÃO, MAS, PARA CONTINUAR MANTENDO OS SEUS APADRINHADOS POLÍTIQUEIROS ROUBANDO O DINHEIRO QUE CHEGA.
    CHEGA DE IMPUNIDADE, JÁ PASSOU DA HORA DE METER ESSES LARÁPIOS NA CADEIA, POR ROUBO E GENOCÍDIO.

  5. E o que tem de bom em Itabuna “tata” energúmeno?

    O cara conversa com todos, seja PT, seja DEMos. E se as coisas andassem bem e seu prefeito Chalhoub fizesse ao menos o dever de casa não ninguém teria saliva pra cobrar as ações. Ainda bem que temos pessoas que lutam por alguma coisa, pois tem muitos por ai coniventes com o quadro precário da cidade.

    Hoje mesmo uma senhora me pediu para redigir uma carta endereçada ao site do Alerta Total – Record News. A coitada descrevendo que não aguenta mais o local onde mora, mato crescendo, ratos, baratas, pediu ajuda a prefeitura e EMASA e não fizeram nada.

    Imagine uma pessoa pobre tomar coragem pra buscar alguém que redigisse um texto, não tendo mais a quem recorrer. Foi um desabafo, com esperança que algo aconteça. Acho que nem tão cedo.

  6. ITABUNA ESTA NECESSITANDO DE UM GRANDE PROTESTO, OS NOTICIÁRIOS MUNDIAL TEM NOS MOSTRADO QUE QUANDO A SOCIEDADE SE ORGANIZA CONSEGUE MUDAR ATE MESMO O SISTEMA GOVERNAMENTAL DE UMA NAÇÃO
    PRECISAMOS DE UM OU VÁRIOS ORGARNIZADORES DE UM GRANDE PROTESTO CONTRA A CAMARA DE VEREADORES , O SILENCIO TOTAL DO MINISTÉRIO PUBLICO E DA BADERNA DESTE GOVERNO QUE AGORA TENTA ENGANAR A SOCIEDADE NUMA TENTATIVA DE JOGAR A CORTINA , TENTANDO UMA MAQUEGEM COMO FOI FEITO NA PRAÇA CAMACAN NO FINAL DO DESGOVERNO DO PREFEITO FERNANDO E DO VICE AZEVEDO, ATE FONTE LUMINOSA ELES COLOCARAM ALUGADA POR UM VALOR QUE NIMGÉM SABE, POIS NAO TEMOS VEREADORES NEM MINISTÉRIO PUBLICO , E PARTIDO DE OPOSIÇÃO SAO TODOS CONIVENTES.
    BASTA CONVOCAR A SOCIEDADE DE ITABUNA PARA UM GRANDE PROTESTO NO CENTRO DA CIDADE COMO FOI FEITO O CARNAVAL DO “BECO DO FUXICO”

  7. Os argumentos de Raimundo são coerentes e vem de alguém que acompanha de perto a situação da saúde do município. A sociedade civil já se manifestou e não concorda com o retorno da gestão plena para a administração pública municipal.Os fatos,realmente, falam por si.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top