skip to Main Content
28 de setembro de 2020 | 12:06 pm

PESCADOR É ARRASTADO PELO CACHOEIRA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O pescador Elias Gonçalves Reis, de 57 anos, foi arrastado pela correnteza do Rio Cachoeira, que teve seu nível elevado nesta sexta-feira, 11, em consequência das chuvas. Segundo informações, Elias procurava o melhor ponto para jogar sua tarrafa, quando acabou perdendo o equilíbrio e foi levado.

Há pouco, uma equipe do Corpo de Bombeiros tentava resgatar o pescador, que estava ilhado num ponto situado nas imediações da churrascaria Los Pampas.

Um aspecto que chama a atenção é a coloração escura e o mau-cheiro das águas do Cachoeira. Em alguns pontos de Itabuna, como na Avenida Francisco Benício, próximo à estação elevatória da Emasa, o odor chega a ser insuportável.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. horrível… tenebroso… o mau cheiro desse Rio me incomoda demais… pelo amor de Deus temos que tomar uma providência com relação a esse mau cheiro… é de dar vergonha…

  2. A PERGUNTA É: CADÊ OS PSEUDOS “ECOLOGISTAS”? TÃO COMBATIVOS CONTRA O COMPLEXO INTERMODAL, E FICAM CEGOS E MUDOS COM AGRESSÃO SISTEMÁTICA E CONTÍNUA PELAS PREFEITURAS CONTRA OS NOSSOS RIOS.

  3. Como o rio Cachoeira não disponibiliza $$$, não aparece “AMBIENTALISTA” para sua “proteção”, torna-se necessário que os “Marinho” e “In Natura” & Cia invistam nas suas margens, para o Cachoeira receber as atenções dos seguidores de $$$.

  4. a situação do Rio Cachoeira é deplorável ! O que me entristece é ver uma cidade com tantas universidades , com tanta produção científica , acolhedora de tantos acadêmicos em engenharia ambiental , geografia e outros cursos afins , assistirem imunes essa catástrofe sem nenhum projeto efetivo de intervenção . Cadê a comissão do Rio Cachoeira tão falado e discutido ? Cadê os programas de educação ambiental? O rio sofre pelo lixo e esgoto acumulado , mas também pelo desmando e descaso de intelectuais e de políticos mal intencionados que deveriam estar em seus plenários defendendo projetos efetivos para combater este problema!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top