skip to Main Content
24 de fevereiro de 2020 | 01:54 am

DEPUTADO “COPA DO MUNDO” PENSA EM GOVERNAR ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

O deputado federal Fábio Souto (DEM) que, apesar de ter domicílio eleitoral em Ilhéus, raramente é visto no município, tenta articular uma estratégia que lhe permita disputar a prefeitura ilheense em 2012. Esse assunto é recorrente  desde 2004 e voltou a ser lembrado neste sábado, pelo blog Políticos do Sul da Bahia.

Para chegar ao comando do Palácio Paranaguá, o deputado pretende contar com o apoio do PSDB, liderado em Ilhéus pelo vice-prefeito Mário Alexandre, filho da deputada estadual Ângela Sousa (PSC). Haverá aí um problema a ser resolvido, já que o tucano também almeja comandar o município.

Outro partido com o qual o filho do ex-governador Paulo Souto pretende contar é o PMDB.

TOURO DO SERTÃO DERRUBA O TIGRE ILHEENSE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Tá feia a coisa para o Colo Colo. O time perdeu duas das três partidas disputadas no Torneio da Morte. A última derrota aconteceu há pouco, no estádio Joia da Princesa, quando levou 1 a 0 do Fluminense de Feira. O gol foi marcado por Tiaguinho, aos 15min do primeiro tempo.

Apesar do resultado, o time se mantém provisoriamente na segunda colocação do torneio que reúne os quatro piores da fase de classificação, com três pontos. Amanhã, Juazeiro e Ipitanga se enfrentam no complemento da rodada do Torneio da Morte, às 16h, em Juazeiro.

Qualquer que seja o resultado, um dos dois times ultrapassará o Colo Colo em número de pontos. Ipitanga tem três pontos e um empate o levaria a quatro. Se o Juazeiro vencer, vai a quatro. Quem ficou “bem na fita” foi o Touro do Sertão. A vitória por 1 a 0 diante do Colo Colo deixou o clube com sete pontos. Somente dois times permanecerão na “elite” do Baianão.

VOVÔ, 65 ANOS, LADRÃO DE CARROS…

Tempo de leitura: < 1 minuto

Vovô Manoel Pereira: ladrão de carros, segundo a polícia (Foto Blog do Anderson).

O Grupo de Apoio Tático da Polícia Civil em Vitória da Conquista mandou para o xadrez Manoel Pereira da Silva, 65. O vovô foi flagrado com dois carros roubados, dinheiro, celulares, documentos de motos, revólver 38, espingarda, touca e farda com camuflagem.

Manoel escondia roubo e a “fantasia” em um sítio no município do sudoeste, segundo o Blog do Anderson. Manoel Pereira, segundo a polícia, terá a companhia do filho Eliezer Pereira da Silva, preso por tráfico de drogas.

A polícia suspeita que Manoel Pereira integra uma quadrilha de assalto a bancos que age no interior da Bahia.

PAULO SOUTO DEIXA PRESIDÊNCIA DO DEM

Tempo de leitura: < 1 minuto

Do Acorda Cidade

O ex-governador Paulo Souto está deixando a presidência dos Democratas na Bahia. A informação foi passada pelo ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho. “Paulo Souto não quer continuar mais na presidência do partido”, destacou Ronaldo durante entrevista ao repórter Paulo José – do Acorda Cidade.

Sem indicar possíveis motivos para a decisão de Paulo Souto, o ex-prefeito de Feira limitou-se a informar que “alguns encontros em nível estadual vão acontecer”, para que seja discutido entre os afiliados do DEM quem será o novo presidente na Bahia.

Ao avaliar a situação da sigla, José Ronaldo disse que o partido continua “em atividade”, embora esteja “passando por algumas mudanças”. A escolha do novo presidente estadual acontecerá nos próximos dias.

SUCESSÃO MUNICIPAL

Tempo de leitura: 3 minutos

Marco Wense

Quando Geraldo é questionado sobre essa inusitada e estranha aliança com o peemedebismo, diz que tem um bom relacionamento com Lúcio Vieira Lima, seu colega na Câmara Federal.

Se não fosse a provável candidatura própria do PCdoB na eleição de 2012, Geraldo Simões não estaria correndo atrás de uma coligação do PT com o PMDB.

Se o PCdoB desse um sinal positivo para os petistas, indicando novamente o candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por Juçara Feitosa, Geraldo evitaria uma aproximação com o partido do ex-ministro Geddel.

É bom lembrar que o PMDB de Itabuna, além do médico Renato Costa na presidência da legenda, tem o ex-prefeito Fernando Gomes de Oliveira como presidente de honra.

Renato, que já foi aliado de Geraldo, não cansa de dizer que o deputado é um “inadimplente da palavra”. O outro, que já comandou a prefeitura por quatro vezes, é inimigo pessoal do petista.

Quando Geraldo é questionado sobre essa inusitada e estranha aliança com o peemedebismo, diz que tem um bom relacionamento com Lúcio Vieira Lima, seu colega na Câmara Federal.

Lúcio Vieira, irmão de Geddel, é o presidente estadual do PMDB. Aquele que na última sucessão municipal chamou a então candidata Juçara Feitosa de “farofeira”.

Geraldo quer o PMDB longe do PCdoB. Os preciosos minutos que o partido tem no horário eleitoral são indispensáveis para qualquer candidatura.

Davidson Magalhães é o prefeiturável do PCdoB que mais preocupa o petista. O diretor-presidente da Bahiagás, além do bom discurso político e administrativo, é o mais próximo do PMDB e do PSDB.

Uma iminente coligação PCdoB/PSDB/PMDB, com Davidson Magalhães encabeçando a chapa majoritária, tem a simpatia de Renato Costa e do jornalista José Adervan, presidente do tucanato local.

Se a reeleição do Capitão Azevedo não decolar, o voto do azevismo – o chamado voto útil – vai para o candidato do PCdoB.

O Partido Comunista do Brasil pode atrair o PSB, PP, PR e o PDT. E mais: se a reeleição do Capitão Azevedo não decolar, o voto do azevismo – o chamado voto útil – vai para o candidato do PCdoB.

As pesquisas de intenções de voto, direcionadas para os três pretendentes do PCdoB, colocam Davidson na terceira posição. Luis Sena e Wenceslau Júnior estão tecnicamente empatados.

Mas a opinião de que Davidson Magalhães pode crescer mais do que Sena e Wenceslau durante o processo eleitoral, com a possibilidade de polarizar com um dos adversários, é quase unânime entre os analistas políticos.

Petistas e comunistas já defendem um acordo entre os partidos. O fim do instituto da reeleição é quase certo para 2016. A legenda que lançasse o prefeiturável de 2012 apoiaria o candidato do outro partido na sucessão de 2016.

O problema é que entre o PT e o PCdoB existe uma histórica, enraizada e recíproca desconfiança. É como se o dono do galinheiro deixasse uma faminta raposa tomando conta das suas galinhas.

O PT e o PCdoB só se juntam pela conveniência eleitoral, por medo de perder as benesses inerentes ao poder. A sobrevivência política fala mais alto. O resto é blablablá. Conversa oca. Conversa fiada.

Se um chegar ao poder sem a ajuda do outro, coitado de quem ficar de fora. O massacre é inevitável.

Marco Wense é articulista da Contudo.

HOMEM É EXECUTADO DENTRO DE CASA EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Um homem de 45 anos foi executado dentro de casa no bairro Nossa Senhora das Vitórias, em Ilhéus. Atenilson da Silva assistia tevê em casa quando um homem encapuzado invadiu a residência e efetuou pelo menos três tiros contra a vítima. Um dos disparos atingiu a cabeça de Atenilson.

De acordo com a TV Santa Cruz, a polícia teria recebido informação de que Atenilson possuía desavenças com um vizinho, que prometeu vingança. O corpo de Atenilson foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica de Itabuna e aguardava liberação. O crime ocorreu no final da noite de ontem.

A DOR DE UMA MÃE!

Tempo de leitura: 2 minutos

Manuela Berbert | manuelaberbert@yahoo.com.br

A procriação é algo tão perfeito que oferece a ela exatos nove meses para que se adeque, que se acostume e arrume a vida até o grande dia do nascimento.

Algumas religiões tentam explicar a morte e torná-la menos dolorosa, especialmente para quem fica. Acho extremamente válido e inteligente, inclusive. Admiro quem consegue lidar com tudo isso com muita sabedoria, calma e paz no coração. Eu, sinceramente, não faço parte desse time.

Nós, seres humanos, não sabemos e nem gostamos de perder. Não sabemos aceitar o fim de um relacionamento, mesmo quando temos a plena consciência de que ele está fadado ao insucesso; não sabemos lidar com a falência de uma empresa à qual demos o nosso suor e depositamos as nossas expectativas; não aceitamos, muitas vezes, nos desfazer de roupas e sapatos usados, abarrotando gavetas com coisas velhas. Somos apegados. Acho que essa é a palavra mais adequada. Somos apegados ao que julgamos ser nosso, e dar adeus ao que queremos bem é algo bastante doloroso.

Vejo nas manchetes dos jornais um número cada vez maior de jovens partindo antes da hora. Sim, os jovens estão partindo antes da hora, deixando para trás vidas cheias de sonhos, expectativas e conquistas. Deixando para trás a possibilidade de ficar velhinho e sentar na varanda de casa, de pijama, e contar aos netos tudo o que a vida lhe ensinou. A sensação que tenho, diante dessa loucura que é a morte prematura, é de piedade, de compaixão. Dos jovens que se privam da vida, mas, especialmente, das mães que ficam.

Eu não sou mãe. Mas imagino que a chegada de um filho mude a vida, a rotina e os sentimentos de uma mulher para sempre. Porém, a procriação é algo tão perfeito que oferece a ela exatos nove meses para que se adeque, que se acostume e arrume a vida até o grande dia do nascimento. Na morte prematura, não. Elas são pegas de surpresa, muitas vezes no aconchego dos seus lares, sonhando com o sorriso dele, que não mais verá.

Não diminuo aqui a dor de um pai, de um irmão, de uma esposa ou de um amigo. Mas acredito que o amor de uma mãe é algo maior que ela mesma. O amor de uma mãe é semeado na gestação, na delicadeza do aleitamento, no instinto, no íntimo da mulher. E se o amor de uma mãe é assim, incomensurável, sua dor é algo que me corta o coração só de imaginar…

Manuela Berbert é jornalista e colunista da Contudo.

FUNCIONÁRIOS DE HOSPITAL E ESTUDANTES SÃO ALVOS DE BANDIDOS NA ANTÔNIO MUNIZ

Tempo de leitura: < 1 minuto

Funcionários do Hospital Calixto Midlej Filho e estudantes do CEEP (antigo Polivalente) viraram alvos constantes de assaltos na rua Antônio Muniz e transversais.

A maioria dos assaltos acontece à noite. Os alunos do CEEP são obrigados a descer a ladeira do colégio em grupos de dez ou mais pessoas para evitar assaltos, principalmente no último horário de aula.

Pior, quando assaltam as vítimas no início da noite ainda voltam para fazer ameaças caso denunciem à polícia. Dois dos ladrões são jovens e estão sempre bem vestidos. Há ainda um casal, identificado como Índio (ou Pescador) e Índia.

O casal atacava na avenida do Cinquentenário, Ruffo Galvão e Paulino Vieira e procurou “outras alternativas” depois de cair na mira de comerciantes. “Todos os dias, as duplas assaltam pessoas diferentes da escola e ainda vão na hora da saída para fazer ameaças”, diz a estudante A.R., uma das vítimas.

FRAUDES NO FARMÁCIA POPULAR ATINGEM R$ 4,1 MILHÕES

Tempo de leitura: < 1 minuto

As fraudes no programa Aqui tem Farmácia Popular, do Ministério da Saúde, já causaram um rombo de pelo menos R$ 4,19 milhões aos cofres públicos do país, segundo dados do Denasus (Departamento Nacional de Auditoria do SUS).

A irregularidade consiste no uso de CPF e registro no CRM (Conselho Regional de Medicina) de pacientes e médicos que, supostamente, nunca retiraram ou receitaram os medicamentos comercializados pelas farmácias fraudadoras.

Em alguns casos, até pessoas mortas são envolvidas.

Somente em Franca (400 km de São Paulo), quatro farmácias foram descredenciadas neste ano por fraudes no programa. Juntas, segundo o ministério, elas causaram um prejuízo de R$ 2,42 milhões. Na cidade, o Ministério Público Federal investiga 11 drogarias.

Leia mais

PARA GEDDEL, PT É IGUAL ÀS MOÇAS DO BATACLAN

Tempo de leitura: 2 minutos

Ricardo Ribeiro | ricardoribeiro@pimentanamuqueca.com.br

 

Língua afiada, Geddel  recorreu a uma analogia de lupanar para atingir o PT.

Como é comum acontecer em política, a entrevista do peemedebista Geddel Vieira Lima, publicada neste fim de semana no jornal Agora, de Itabuna, revela mais pelo que não diz do que pelo que o entrevistado afirma.

Há alguns meses, seria impensável o ex-ministro da Integração Nacional sequer cogitar a possibilidade de uma reconciliação com o PT, notadamente em Itabuna, onde a maior liderança do partido carrega a responsabilidade por uma vaia estrondosa dedicada a Geddel durante o lançamento do PAC do Cacau em Ilhéus.

A entrevista, naturalmente, tem muitas críticas ao PT e a Geraldo Simões, mas nas entrelinhas Geddel confirma aquela tese de que não há impossibilidades em política. Faltando mais de um ano para definir o jogo, as críticas parecem “charme” de quem não deseja parecer um pretendente fácil.

O PMDB está procurando se valorizar, ao mesmo tempo que aponta vícios e defeitos no PT. Em certo trecho da entrevista, o ex-ministro repreende Geraldo Simões por este ter negado a autoria da vaia em Ilhéus. “Hoje, quando nega, não resgata credibilidade para eventuais conversas”, broqueia Geddel.

Outra leitura da reprimenda pode ser a seguinte: “Geraldo, meu filho, arrependa-se dos pecados e venha com humildade pedir nosso apoio, que poderemos pensar no seu caso”. O perigo é que o conselho embute uma armadilha, pois o confessor assumiria ter mentido reiteradamente sobre sua participação em um episódio que contribuiu para o rompimento entre PT e PMDB na Bahia.

Língua afiada, Geddel ainda recorreu a uma analogia de lupanar para atingir o PT, classificando-o como partido sovina na hora de dar apoio e desesperadamente sedento para obtê-lo. “Para receber, parece aquelas moças do antigo Bataclan”, mandou o ex-ministro, recordando as dadivosas meninas da casa de Maria Machadão.

Dizem que no Bataclan era comum os coronéis inimigos baixarem as armas para se entregar aos deleites, pecados e vícios nas madrugadas, longe de olhares curiosos e indiscretos. A semelhança com o que ocorre nos bastidores da política torna altamente apropriada a comparação feita pelo cacique do PMDB.

Como se diz em bom baianês, nada mais natural que esse rififi entre petistas e peemedebistas acabasse no brega…

 

Ricardo Ribeiro é um dos blogueiros do PIMENTA e também escreve no Política Et Cetera.

Back To Top