skip to Main Content
20 de fevereiro de 2020 | 04:26 am

LÚCIO INDICADO A VICE-LÍDER DO GOVERNO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Lúcio vira vice-líder no Congresso.

O deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) foi escolhido vice-líder do governo no Congresso Nacional. O parlamentar, que também é presidente estadual do PMDB, credita a escolha à “conduta de defesa da presidente Dilma Rousseff” no parlamento.
Lúcio disse estar “lisonjeado com a indicação” e antecipou que manterá sua postura de combate ao governo do petista Jaques Wagner na Bahia.”Fico muito feliz de ter meu trabalho reconhecido”, disse, por meio da assessoria. “Vou fazer todo o possível para superar esse desafio”.

A RECEITA DO CHEF

Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador  Jaques Wagner fez jus à fama, nesta noite, na abertura do Festival do Chocolate em Ilhéus. Ao discorrer sobre as propriedades do cacau, ensinou receita de tira-gosto para saborear com uísque. Dizia ele que basta torrar a amêndoa com um pouquinho de sal e preparar gelo e o legítimo escocês.
Depois, confessou:
– Eu ainda não comi o tira-gosto, mas o uísque eu já bebi.
A plateia, conhecedora da sede do novo cidadão baiano, não segurou o riso.

WAGNER PROMETE A PONTE ILHÉUS-PONTAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador Jaques Wagner voltou a prometer a construção da segunda ponte Ilhéus – Pontal. Diante do prefeito Newton Lima e de um auditório lotado no Centro de Convenções, o gestor baiano declarou que “a construção da ponte é um compromisso assumido” e será iniciada em breve.
Wagner disse que a obra somente ainda não foi iniciada porque não havia projeto. “O projeto não estava pronto, mas vai ficar pronto porque já encomendamos”.
Dirigindo-se ao prefeito, o governador afirmou: “pode escrever que antes de você sair da Prefeitura, vai ver essa ponte começar a ser construída”. Lógico que não vai ter tempo de inaugurar.

BAHIA-RELÂMPAGO VIRA, MAS DEIXA EMPATAR

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Bahia conseguiu virar o jogo na Ressacada em apenas dois minutos no primeiro tempo, mas vacilou na segunda etapa e acabou empatando com o Avaí, há pouco. O placar deixou o time ainda longe do grupo dos melhores do campeonato e da zona de classificação para a Libertadores 2012.
O primeiro gol do jogo foi marcado por Rafael Coelho, aos 19 minutos do primeiro tempo. O Bahia conseguiu empatar aos 23min, com “Júnior Diabo Louro”, e ampliar aos 25 numa cabeçada certeira de Paulo Miranda. O Avaí empatou aos 13 do segundo tempo, com Gustavo Bastos.
O resultado deixou o tricolor baiano em 11º, com 9 pontos. A rodada ainda não foi encerrada. Pior para o Avaí, vice-lanterna com 3 pontos. O tricolor baiano volta a jogar no sábado, às 16h, contra o Botafogo, no estádio de Pituaçu.

IMPRENSA ESPECIALIZADA NO FESTIVAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

Mesa oficial na abertura do evento (foto Maurício Maron)

Nesta sua terceira edição, o Festival do Chocolate da Bahia traz a proposta de expandir suas fronteiras. A intenção, segundo o publicitário Marcos Lessa, da M21 e do Convention Bureau, é dar ao evento uma dimensão nacional.
Tem a ver com essa estratégia a presença de jornalistas da grande imprensa, inclusive especializada, no evento. Entre outros veículos, mandaram profissionais para cobrir o festival o Correio Braziliense, o Jornal do Commércio (Recife) e o Estado de Minas.
As publicações Jornal de Turismo (Porto Alegre), Mercado e Eventos (São Paulo) e o site especializado em turismo Brasilitur também estão na cobertura, que também conta com uma equipe especializada em turismo e gastronomia do jornal A Tarde, de Salvador.

SHOW DE BRENA GONÇALVES

Tempo de leitura: < 1 minuto

A cantora ilheense Brena Gonçalves brilhou na abertura do III Festival do Cacau da Bahia, que acontece no Centro de Convenções de Ilhéus. Logo em seguida à apresentação da intérprete, outro momento marcante nessa abertura: de pé, o público acompanhou a execução do Hino Oficial da Bahia (o belíssimo Hino ao Dois de Julho).
O site Mercado Cacau transmite ao vivo o evento. Para assistir, clique aqui.

VAI PARA O GUINESS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Devido ao atraso, foi limitado em 15 minutos o tempo da entrevista coletiva do governador Jaques Wagner no Festival do Chocolate. Só que o barbudo se superou em matéria de concisão: exatamente 8 minutos e 56 segundos depois de iniciado o pingue-pongue com a imprensa, a coletiva foi encerrada.
Também por conta da exiguidade do tempo, houve limitação de quantidade e tema das perguntas. Apenas uma por jornalista e exclusivamente sobre o festival.
Gente que queria aproveitar a oportunidade para perguntar sobre assuntos como a segunda ponte Ilhéus – Pontal, a duplicação da rodovia Ilhéus – Itabuna e o abandono da BR-251 (uma rodovia federal estadualizada) ficou na saudade.
 

BAIANIDADE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Prevista para começar às 19 horas, a entrevista coletiva com o governador Jaques Wagner no Centro de Convenções de Ilhéus ainda não iniciou. No local, acontece hoje a abertura oficial do III Festival do Chocolate da Bahia.
Wagner chegou ao Centro pouco antes das 20 horas e, no momento, dá um passeio pelos estandes do festival. Em ritmo lento.
Jornalistas que esperam pelo governador na sala de imprensa aproveitam para fazer piada com a demora. Dizem que o governador está mais tranquilo, fazendo jus ao recém-adquirido título de cidadão baiano.

FACSUL-UNIME DIZ QUE ALUNO NÃO ESTAVA APTO A FAZER EXAME DA OAB E CONTESTA RESULTADO

Tempo de leitura: < 1 minuto

A coordenadora do curso de Direito da Unime-Itabuna (ex-Facsul), Fernanda Lima, discorda da conceituação emitida pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no exame realizado em dezembro do ano passado. Ontem, a OAB divulgou a lista de 90 faculdades reprovadas no exame aplicado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). O curso de Direito da Unime situou-se entre os dez com zero de aprovação na Bahia.
Apenas um aluno do curso da Unime participou do Exame e, segundo a coordenadora, não possuía aptidão para fazer o exame. “Nosso curso ainda está no oitavo semestre. O aluno não poderia fazer a prova porque ainda estava no sétimo semestre”, diz a coordenadora. Apenas estudantes do nono semestre de Direito são autorizados a fazer a prova, de acordo com a professora.
O aluno não foi identificado pela faculdade. Ele passou na primeira fase do exame, mas foi reprovado na segunda etapa. “Se o aluno é treineiro e do sétimo semestre, não poderia constar na avaliação, pois nem mesmo quando concluísse o curso teria direito à carteira de advogado”, afirma a coordenadora do curso. A Unime cobrará da OAB Nacional uma explicação sobre os critérios para avaliar o curso mesmo com o aluno considerado não-apto.
O PIMENTA entrevistou o presidente da subseção itabunense da OAB, Andirlei Nascimento. Ele confirmou o resultado atribuído à Facsul.  O presidente da entidade disse uma explicação quanto ao conceito da faculdade deverá ser obtido com a nacional da OAB ou a Fundação Getúlio Vargas (FGV),  que aplicou as provas.

TAXA DE HOMICÍDIO EM REGIÃO ATENDIDA PELO "RONDA NO BAIRRO" EM ITABUNA CAI 50%

Tempo de leitura: < 1 minuto


Lira: integração entre polícias e comunidade.

A taxa de homicídio na área atendida pelo Ronda no Bairro caiu em mais de 50% na região do São Caetano, desde quando foi lançado o programa, segundo o comando da Polícia Militar em Itabuna.

O programa foi implantado em 18 bairros situados à margem direita do Rio Cachoeira (região do São Caetano) e conseguiu reduzir de 19 para 9 o número de homicídios na área abrangida. “Mas ainda continua alto”, reconhece o comandante do 15º BPM, tenente-coronel Inácio Paz de Lira Júnior, numa entrevista exclusiva ao PIMENTA.
A polícia comparou os cinco meses anteriores ao Ronda no Bairro e os dez meses iniciais do programa. Entre março e agosto, foram 19 homicídios. Nos cinco primeiros meses do programa, caiu para 14 e nos últimos cinco meses (até maio último) ocorreram nove homicídios.
Reportagem completa sobre as ações contra a violência no município você confere neste final de semana no blog. A polícia diz o que foi feito para reduzir o número de homicídios na região e cita as deficiências de infraestrutura da cidade como entrave na guerra contra o crime. Os moradores falam do programa e dá sugestões para aperfeiçoar o programa que ainda é tido como piloto, segundo o comandante.

Back To Top