skip to Main Content
29 de setembro de 2020 | 02:49 pm

ACM E O SEU "AMOR" PELA IMPRENSA…

Tempo de leitura: < 1 minuto

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Ao menos ACM fazia as coisas na cara, na frente das cameras, nao eh falso como Geraldo Simoes que sorri na frente e pelas costas apunhala os que estao do seu lado. ACM foi um homem de coragem. Pimenta nao faca igual a outro blog e aceite minha mensagem.

  2. Lembro-me muito bem desse dia. Eu já não gostava do modo como o ACM se portava, prepotênte e arrogante.
    Para mim, ele morreu duas vezes. A primeira foi nesse dia.
    Veja a cara de assustado do repórter que com muito esforço, concluiu a matéria.
    A propósito, por onde ele anda ?
    Bravo !

  3. Tai uma prova do porque foi apelidado de Toinho MALVADEZA.
    O repórter ficou com medo, coitado, será que sobreviveu? Tenho minhas dúvidas se não morreu por motivos inexplicáveis.
    No Orkut tem uma comunidade de nome TENHO MEDO DE FERNANDO GOMES. Com certeza deve ter TENHO MEDO DO TOINHO MALVADEZA. E caso não tenha vamos criá-la. rs

  4. ATENÇÃO VOCE QUE ODEIA MILITARES, MAS QUE INSISTE EM ESVAZIAR OS COFRES DO PAÍS, A FORMA ESCANCARADA COMO ESTÃO NOS ROUBANDO PODE DESENCADEAR NUMA RETOMADA DE GOVERNO POR PARTE DOS MILITARES. SÓ FALTA CORAGEM, POIS MOTIVOS SOBRAM. VI UM VIDEO DE ACM CONVOCANDO OS MILITARES E ELE ESTAVA CERTO NO QUE DIZIA ALI NO PLENÁRIO, ESSE GOVERNO ESTÁ NOS ROUBANDO. A CRIMINALIDADE É INCONTROLÁVEL, A CORRUPÇÃO ESTÁ INCONTROLÁVEL. MONARQUIA OU MILITARISMO SERIA BEM MELHOR, TENHO CERTEZA, DO QUE UMA DEMOCRACIA CORRUPTA, MENTIROSA E ASSASSINA, QUAL ESTAMOS VIVENDO.

  5. Nesta época a Bahia era feliz, ao contrário do péssimo governo do PT.
    A população do Sul da Bahia deveria enxergar que o carioca Jacques Wagner simplesmente esqueceu que existimos . . .

  6. Já não é a primeira vez que Seu Pimenta publica esse vídeo. ACM já fez sua história e amando-o ou odiando-o ele já passou. Deveria postar vídeos com as “façanhas” do atuais governantes. Independentemente de siglas partidárias, o nosso país dá aulas para o resto do mundo de como governar utilizando do que há de mais podre na política e calar a mídia ao mesmo tempo.

  7. eu me lembro com muita vergonha dessa epóca que tinha “malvadeza” como ministro e dessa cobertura, fiquei indignada, a propósito…por onde anda esse reporter se nao me engano, tinha “Braga” como sobrenome.

  8. Ele sempre mostrou originalidade, diferente de alguns políticos daqui… Em falando em pisada ou ponta-pé, alguns da imprensa suja merecem, alguns políticos também, além de alguns puxa saco ou chupa saco, como Sergio Oliveira, Zelão, Du Batista, todos com rabo preso.

  9. Gente, é falta do que publicar??? publica que a inflação no pais é a mais alta nos ultimos 6 anos, que mesmo depois de 17 anos do plano Real de estabilização o PT conseguio a mais alta inflação no pais, isso sim é presente, como diz o ditado quém vive de passando é museu, genta se vcs quiseren ver vídeo de politicos agredindo a impresa hoje coloca no youtube pesquisa na internet a corja dos politicos atuais independente de partido agrendindo aos reporte do CQC. Isso sim é importante.
    Amo a Bahia, e tenho vergonha do governo atual q deixa as universsidade quase 100 dias sem aula e a saúde que só anda quando a impresa futuca e solicita soluções. isso é um absurdo.
    veja quantas criticas ao atual governo e veja como j. wagner ama a bahia.

  10. Resposta á Bruno !! Com certeza sua mãe não era professora e muito menos seu pai um servudor público do estado !! E ao anônimo do primeiro comentário era melhor ter ficado quieto do que escrever uma asnera desta, por isto os outros blogs como vc comentou não colocaram seu post, com certeza vc deve ser bezerro desmamado das príscas eras do cacau, do coronelismo, esse tempo deveria ser bom para quem mamava na teta gorda e o hoje, já não é mais, por que a teta mudou de boca e a vaca ficou viúva !!

  11. Noblat, ACM e “lá vai o ladrão”
    Por mais respeito aos eleitores
    Entre 1990 e 1992, trabalhei em uma agência de publicidade baiana, a Propeg, que acumulara vasta experiência em marketing político. A direção da agência achava que eu entendia do assunto porque fora colunista político do Jornal do Brasil.
    Eu não entendia. Passei a entender depois de três anos sob o tacão dos marqueteiros Geraldo Walter de Souza Filho, o Geraldão, Rui Rodrigues e Fernando Barros. Foram anos divertidos, dois deles em Angola.
    Naquela época, a Justiça Eleitoral era mais flexível por aqui no exame dos programas de propaganda eleitoral no rádio e na televisão. Permitia que os candidatos se atacassem – desde que não resvalassem para baixarias e ofensas graves.
    A campanha era especialmente quente na Bahia, berço de alguns dos mais brilhantes marqueteiros do país – além de Geraldão e de Fernando, Duda Mendonça, Nizan Guanaez, Sérgio Amado, Berni e João Santa Filho, responsável pela campanha de Lula.
    Ali, marqueteiros de candidatos sem chances de vitória travavam uma guerra surda para ver qual deles tinha mais programas suspensos devido a ataques que ultrapassavam a generosa fronteira do permitido pela Justiça.
    Geraldão era especialista em insultar Antonio Carlos Magalhães. Em uma de suas peças mais famosas da campanha de 1986, fez uma paródia da música “Camisa Listrada”, de Assis Valente, e ilustrou-a com imagens de ACM. A nova letra dizia assim:
    “Vestiu uma camisa listrada e saiu por aí
    (Aqui aparecia ACM de camisa listrada)
    Em vez de tomar chá com torrada ele chutou o guri
    (Aqui, ACM aparecia chutando a perna de um repórter)
    Levava o dinheiro no bolso e um chicote na mão
    E sorria quando o povo dizia: lá vai o ladrão, lá vai o ladrão”.
    Havia um sósia de ACM em Salvador. E ele foi personagem de uma novela criada por Geraldão para pegar carona no sucesso da novela Roque Santeiro, da Rede Globo. A de Geraldão se chamava “Antônio Santeiro”.
    Antõnio Carlos coleciona imagens antigas de santos. “Antônio Santeiro” roubava de igrejas imagens de santos. As beatas da novela de Geraldão se benziam quando cruzavam com “Antônio Santeiro” cercado de capangas.
    Na campanha de José Agripino Maia para o governo do Rio Grande do Norte em 1990, Geraldão encomendou uma paródia da música “Metamorfose Ambulante”, de Raul Seixas, para debochar da candidatura adversária de Lavosier Maia.
    Faz bem a Justiça quando zela para que os programas de propaganda eleitoral não sirvam à prática de crimes de calúnia, injúria e difamação. Mas ela empobrece a discussão política quando interpreta como ofensa o que não passa de ácida crítica.
    Em recente programa de Alckmin na televisão, um locutor disse: “O Brasil vive a maior crise de corrupção de sua História”. E dissertou sobre mensalão, sanguessugas e dólares na cueca para no fim perguntar: “E você ainda acredita no Lula?”
    O programa não culpou Lula pela crise. Mostrou trecho de uma entrevista onde ele dizia que, uma vez eleito, os ministros do governo lhe prestariam conta dos seus atos. E citava ministros que perderam o emprego por terem se envolvido em escândalos.
    Só então fazia a pergunta: “E você ainda acredita no Lula?”
    Pois o ministro Marcelo Ribeiro, do Tribunal Superior Eleitoral, concedeu liminar proibindo a reapresentação da fala do locutor. Considerou-a ofensiva a Lula. Talvez ainda hoje, no julgamento do mérito, o Tribunal mantenha ou casse a liminar.
    Se não houver espaço na propaganda dos candidatos para críticas de parte a parte; se um candidato não puder se socorrer de imagens de arquivo para apontar eventuais contradições de adversários, para que servirá o horário de propaganda?
    Apenas para a apresentação de propostas? Para a vaga discussão de idéias? Para que os candidatos prometam o que depois não entregarão?
    Há que se repensar os critérios que orientam a Justiça na análise da propaganda eleitoral. E seria o caso de se repensar também o próprio horário de propaganda. Os eleitores ganhariam mais se o monólogo dos candidatos desse lugar a debates obrigatórios.O modelo atual do horário de propaganda serve mais ao engodo do que ao esclarecimento.
    O artigo é do blogueiro e jornalista Ricardo Noblat. Você pode acessá-lo no endereço http://www.noblat.com.br

  12. A proposito qual foi o futuro do reporter depois dessa ocorrencia, continua jornalista? Onde se encontra? deve ter sido “despromovido”.

  13. Onde sua alma se encontra agora com certeza ele nao dara murro nem pisara no pé de ninguem… acredito q o CAPETA nao irá deixar ele fazer isso…

  14. Naquele tempo tinha gente decidida. Hoje, muda de partido ou de opinião em questão de segundos. Existem duas Bahias: antes e depois de ACM. Você pensa que o PT também não está manipulando políticos e população? José Dirceu, Jenuíno, Palocci que o diga… ACM tá fazendo falta. Sem falar na cartilha. Somos obrigados a ser gay’s. Ainda bem que apopilação contestou. Acho que anão, deficiente, surdo, mudo, branco ou preto, pobre ou rico tem que ter os mesmos direitos e não dar exclusividade a ninguém!

  15. Pra você vê. O maluco do Eilton não aguenta mais a ditadura partidária do PT. Apela para regimes ditatoriais. É isso que eu falo. Uma hora dessas o povo enloquece. Ou esses cara do PT toma jeito, ou os malucos daqui uns dias vão formar melícias ou guerrilhas paralelas. Os honestos não agentam mais!

  16. Ele deve tá fazendo o inferno desenvolver assim como fez na Bahia, não entendo como ainda têm gente que é fã, rsrsrs, só rindo mesmo…esse povo que não sai, para conhecer o resto do pais e acha que ganhou grande coisa.
    Se liga gente, para de festar e vai a luta para ter uma Bahia, realmente desenvolvida,bonita e limpa.

  17. Essa história de AMAR A BAHIA, ESSA HISTÓRIA DE ROUBA MAS FAZ.
    ACM era médico e jamais aplicou uma injeção sequer em alguém, no entanto, ao morrer, deixou uma FORTUNA calculada em cerca de R$ 400.000.000,00 (quatrocentos milhões de reias). Ele tinha era que “AMAR” a Bahia mesmo.
    E não se enganem o PT é disciplo de ACM.

  18. FAçamos uma conta simples: se considerarmos os anos de vida púclica de ACM, equivalente a 40 (quarenta) anos e considerarmos um salário médio mensal de R$ 20.000,00 (vinte mil reais), por mês, teria ganho, durante toda a sua vida pública o equivalente a R$ 9.6000.000,00 (nove milhões e seiscentos mil reais). Como então, explicar o fato de haver deixado uma fortuna de R$ 400 milhões ?
    E isso é AMAR A BAHIA ?

  19. ACM só foi aquilo tudo porque não teve coragem de ficar contra a ditadura militar, ao contrário de Lula, Dilma e muitos de nós. Ele optou pela covardia de pegar o dinheiro da Bahia, do cacau, para a família dele e os agregados…

  20. ACM só foi aquilo tudo porque não teve coragem de ficar contra a ditadura militar, ao contrário de Lula, Dilma e muitos de nós. Ele optou pela covardia de pegar o dinheiro da Bahia, do cacau, para a família dele e os agregados…
    Aquele amor era para abestalhar o povão que nunca teve vez com ele.

  21. E uma demonstração de ODIO, RANCOR, por uma pessoa que tanto fez pela Bahia.
    Deixa a Alma do saudoso Antonio Carlos Magalhães descansar em
    paz.

  22. Esse reporter é o Antônio Fraga, que logo depois do episódio, trabalhou na TV Bahia, …!!!
    Qual a razão desse post tanto tempo depois? Tá meio fora de tempo, sem sentido, …!!!
    Afinal, há tanto tempo que o ACM morreu, …!!!

  23. Eu acho que o Pimenta, ligado ao jornalismo, deveria nos fornecer um grande serviço: entrar em contato com a imprensa de Salvador, procurando saber e nos informar SE ESSE REPÓRTER ESTÁ VIVO !
    Também, gostaria de saber do seu sergio, onde ele acha que tá a alma do seu chefão.

  24. o cão raivoso, sabendo que seu candidato tinha sido derrotado por Waldir Pires, fanfarrão que só ele, tentou oprimir e amedrontar o jovem repórter, que não se intimidou.
    ACM era o tipo de político que só poderia ter vingado em um tereno fragoso, estéril, como foi o cenário em que a ditadura militar criou.
    Seus admiradores eram pessoas que se locupletavam com algum tipo de favor, cargo, etc… ou então do tipo ignorante, inculto, que projetavam-se nas bazófias e atitudes autoritárias que o escroque sabia criar muito bem.
    Felizmente seu modelo de governar esgotou-se junto com o fim da ditadura, com o avanço das lutas sociais e o despertar do povo, que percebeu a falência do ícone autoritário “Toninho Malvadeza”. O povo desprezou-o, jogando uma pá de cal em seu túmulo, com ele ainda vivo, com a vitória esmagadora de Jaques Wagner. Engana-se o povo por um tempo, mas não todo o tempo.

  25. “AMO A BAHIA”
    ELE DEVERIA DIZER -“AMO MUITO MAIS O QUE (Bahia )ELA ME DÁ, OU O QUE TIRO DELA PARA MINHA FAMILIA E MINHA TURMA”
    POREEM MUITOS POLITICOS HERDARAM DO MALVADEZA BAIANO A PREPOTENCIA E A CONTAMINAÇÃO DA CORUPIÇÃO, SUA CARTILHA É LIDA POR TODOS E COLOCADA EM PRATICA NOS DIAS DE HOJE.POREM O DESTINO PREPARA PARA CADA UM DE SEUS IMITADORES O MESMO DESTINO, A MORTE SEM DIREITO A RETORNO ,

  26. ESTE JORNALISTA OU SE TORNOU MAIS UMA VITIMA DE “ACIDENTES” , OU SE DOBROU A CORUPIÇÃO.
    VENDO A FILMAGEM LEMBREI-ME DO DIA.
    ERA O MILITARISMO QUE IMPERAVA NO BRASIL E NA BAHIA NA PESSOA DO “RESPEITE O MINISTRO”.

  27. CRI-CRE. Você fala da fortuna de ACM. Já procurou vê a de Geraldo ou a do filho de Lula. Geraldo era repositor do Messias. O filho do Filho do Brasil, ganhava R$ 85,00. Agora é sócio da Oi. E eu pagando caro por um péssimo serviço.

  28. CRI-CRI. E o seu companheiro Palocci. Ficou bilionário em quatro anos. Pelo menos ACM passou quarenta para ficar milionário. Sem falar que o PT não apurou nada. Claro, dinheiro público é merda.

  29. O que ACM fez para nossa região em 40 anos. Ele não foi governador, foi simplesmente PREFEITO DE SALVADOR (SÓ OLHAVA PARA A CAPITAL)….
    Até ROBERTO SANTOS fez mais: pelo menos a estrada Ilhéus-Itabuna.
    Quanto a Wagner, apesar de não ter feito obras estruturais, recuperou algumas estradas de acesso, reabriu o hospital são lucas, ampliou o Hospital de Base, ampliou o Hospital Calixto Midlej com cirurgias de alta complexidade, auxílio no combate a Dengue com pessoas vindo de outros estados/países e com leitos disponibilizados no HCM, aparelhamento e capacitacao de policiais. Ainda está devendo, mas….

  30. Saudades de ACM. Ele, pelo menos, era autêntico!
    Lutava contra os adversários políticos, mas nunca contra a Bahia. E os criminosos que trouxeram a Vassoura-de-bruxa???
    O povo grapiuna precisa acordar contras esta canalha…

  31. EU NAO SEI QUEM É PIOR SE AS PESSOAS QUE TENTAM DEFENDER ESTES MAGINAIS DA POLITICAGEM OU ESTES BANDIDOS DOS COFRES PUBLICOS , NAO ME IMPORTO COM A SIGLA PARTIDARIA , O DINHEIRO PUBLICO E UM BEM COMUM,NA REPORTAGEM NAO SE FALA NA ROBALHEIRA DESTE HOMEM E SIM DO ESTILO MILITARISTA, PREPOTENTE E DANIFICADOR DA MORAL BAIANA , COMO ELE SE DISSE “RESPEITE O MINISTRO” E ELE MESMO COM PALAVRA E COISES DESRESPEITOU OS BAIANOS.
    ERA UMA VERGONHA O CARRO CHEFE DO GOVERNO DESTE HOMEM QUE SE DIZIA AMAR A BAHIA:
    “ROUBA MAIS FAZ.”
    FAZIA DAR CONCESSÃO DE REDE DE TV E RADIO AOS SEUS CAPACHOS E LARANJAS, EM ITABUNA NAS MAOS DE QUEM ESTA CONCENTRADA AS RADIOS. REDE BAHIA NA BAHIA PERTENCE A QUEM?

  32. Coitado do reporter! Fiquei sem graça só de assistir.
    Frente a todos os comentários que fizeram nesse post discordando de alguns e concordando com outros só tenho a dizer que um homem público deve primeiramente ser educado e passar bons exemplos para a população.

  33. esta pimenta arde mais nos apaixonados por um homem com uma historia de vida guiada com chicote , mentiras, prepotencia, abuso de poder, qual a historia familiar e quando era acuado era capaz de saltar palavros em rede de tv local, e dá coise em um jornalista fazendo sua função no momento.
    pena que ele nao esta mais vivo no meio de nós para tentar se defender ou mandando tirar o blog do ar como era seu feitio.
    e parecia amar a bahia kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top