skip to Main Content
1 de março de 2021 | 07:33 pm

ILHÉUS: SAMU PARA A PARTIR DESTA SEGUNDA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os servidores do Samu de Ilhéus decidiram realizar uma paralisação a partir desta segunda-feira, 18. Segundo o médico Teobaldo Magalhães, que faz parte da direção do sindicato estadual da categoria, a decisão se deve ao anúncio de um processo seletivo simplificado para a contratação de pessoal para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Com esta seleção, o governo deseja preencher todas as vagas no Samu.
Magalhães afirma que o prefeito Newton Lima firmara compromisso de contratar novos funcionários para o Samu, só que mediante a realização de um concurso público e não uma seleção simplificada. Segundo ele, há um documento assinado pelo prefeito nesse sentido.
Como reação contra o processo seletivo, apenas 30% do efetivo do Samu estará em atividade a partir da próxima semana. A informação é de que as ambulâncias somente deixarão o pátio após a “confirmação técnica” de que o paciente está mesmo em estado grave.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. É porque está faltando macho nessa prefeitura. Esse pessoal da área médica, que adora uma mordonmia e os benefícios que a legislação benevolente lhes concede, não gosta mesmo de trabalhar, se juntam com o SINSEPI, que é um sindicato jurássico, e aí ficam fazendo chantagem com a prefeitura, aproveitam que não tem governo e exigem coisas absurdas e o povão mau informado ainda acredita nesses mercenários. OLHA GENTE, VAMOS DAR UM BASTA NISSO, O CIDADÃO JÁ NÃO AGUENTA TANTO DESCASO.

  2. Tomara mesmo que seja por concurso público pena que até em concurso público político quem manda. E só quem toma posse do cargo quem tiver um bom “pistolão” e muitas vezes nem é apovado por uma boa nota e sim por ter costas largas através desse bom “pistolão”. É triste isto!

  3. Caro Pimenta está faltando o assento na palavra PÁRA.
    Da Redação: Ibicariense, esse acento “caiu” após o último Acordo Ortográfico.
    Confira: Pára => Para (terceira pessoa do singular do presente do indicativo do verbo parar), pelo novo acordo ortográfico passa a dispensar o acento que a diferenciava da preposição [para]. Da mesma forma [para] elemento de palavra composta, como em pára-quedas. Autoria de Ricardo Sérgio (http://www.ricardosergio.net)

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top