skip to Main Content
20 de fevereiro de 2020 | 04:36 am

PINÓQUIO DE ONDINA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O secretário de Agricultura de Itabuna, Marcelino Oliveira, deixou o Sest/Senat, ao final da tarde de hoje, antes que a comitiva do prefeito Azevedo. Saiu de lá chutando o vento e resmungando contra Jaques Wagner.
Marcelino queria ouvir do governador a promessa de início imediato da duplicação dos 11 quilômetros da BR-415 do final da J.S. Pinheiro até Nova Ferradas. E Wagner anunciou só o trecho que vai de Nova Ferradas a Ibicaraí, e pedia “calma”.
Com cara de menino contrariado, Marcelino reagiu:
– Me tire daqui, me tire daqui. Esse governador é mentiroso, é mentiroso…
E saiu em disparada.

BAHIA SOFRE EMPATE AOS 48 DO 2º TEMPO

Tempo de leitura: < 1 minuto

O tricolor de aço vencia o Vasco até os 48 minutos do segundo tempo, mas deixou escapulir a vitória numa cobrança de falta do time cruzmaltino: 1 a 1, em São Januário (RJ). O resultado, pelo menos, tirou o tricolor baiano da zona de rebaixamento e agora figura na 16ª colocação, com 12 pontos.
O Bahia fez o gol no primeiro tempo. Souza recebeu bola na pequena área e rolou para Reinaldo, que só escorou para o fundo das redes. Aos 48 minutos do segundo tempo, no entanto, Juninho Pernambucano cobrou falta, Bernardo desviou e o jogador Elton tocou para a rede, decretando o placar final. Tristeza para a equipe baiana, que reclamou falta de Elton em cima do goleiro Marcelo Lomba.
O tricolor volta a jogar no próximo domingo (310, às 18h30min, em Pituaçu, contra o Figueirense. O Vasco joga contra o São Paulo, no Morumbi, às 16h. O time carioca é o 5º colocado, com 21 pontos.

A VITÓRIA DOS DEFICIENTES VISUAIS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Grupo liderado por Ana Lúcia da Hora consegue primeira vitória na busca por gratuidade (Arquivo Pimenta)

Há quase dois meses os deficientes visuais promovem manifestação pela gratuidade no transporte intermunicipal no sul da Bahia. Hoje, parte deles participou de protesto na FTC/Itabuna para chamar a atenção do governador Jaques Wagner.
Wagner respondeu aos apelos dos deficientes ainda no local:
– Se a lei [de gratuidade para cegos] não existe, vamos criar. O que não pode é prejudicar vocês – prometeu o governador aos deficientes.
O governador disse que ordenará à agência estadual de transporte e energia (Agerba) para negociar com a direção da Rota Transportes. “Vou pedir à Agerba para que converse e apele à empresa para agir com bom senso”.
Wagner prometeu a criação de lei específica para gratuidade no transporte intermunicipal em linhas com características semiurbanas. “Vamos criar a lei. Ta aqui o presidente da Assembleia [Legislativa, Marcelo Nilo] para que isso possa virar lei”.

JORNAL CARIOCA ESCRACHA…

Tempo de leitura: < 1 minuto

Jornal popular do Rio de Janeiro dá cores à primeira página desta quinta (28), depois que o Flamengo virou contra o Santos e Ronaldinho Gaúcho ditar os rumos na Vila Belmiro. O “sacaneado” é Neymar, que também pintou e bordou ontem.

WAGNER: SOLUÇÃO PARA O HOSPITAL DE BASE SÓ DEPENDE DE AZEVEDO

Tempo de leitura: 2 minutos

Wagner fala em gestão estadual no Hblem (Foto Manu Dias).

O governador Jaques Wagner voltou a defender a estadualização do Hospital de Base em discurso feito, nesta tarde, no auditório da FTC-Itabuna.
Diante da falta de condições financeiras da prefeitura em gerir o maior hospital público do sul da Bahia, sugeriu Wagner, a saída seria a estadualização. “Estou disposto a assumir o hospital”. Dirigindo-se ao prefeito Capitão Azevedo, completou: “Agora só depende do senhor”.
O prefeito discursou antes de Wagner e aproveitou para cobrar solução para a crise do Hblem. O governador passou a bola:
– Isso [aceitar a estadualização] é uma coisa que depende do senhor e não de mim.
Já na coletiva à imprensa, Wagner disse que não estava impondo nada, mas via na estadualização a saída para a crise do hospital.
A proposta de gerenciamento do Hblem pelo estado é rejeitada pelo prefeito Capitão Azevedo, para quem a crise da unidade de saúde não é de gestão, mas falta de recursos.
O hospital tem aproximadamente 600 funcionários e recebe, mensalmente, R$ 1,95 milhão do SUS e do Governo do Estado. A prefeitura deixou de fazer o repasse mensal de R$ 300 mil desde 2010. Outra saída em discussão é a gestão compartilhada do Hblem, entre estado e município. O sucateamento da estrutura do hospital e a falta de recursos provoca cerca de 20 mortes evitáveis, por mês, na unidade de saúde.
O governador inaugurou há pouco o Sest/Senast, uma obra da Confederação Nacional do Transporte (CNT). Foi o último compromisso da agenda pública do petista em Itabuna, onde também assinou convênios na área de educação, inaugurou a base da Bahiagás e anunciou a liberação de edital para reconstrução da BR-415, trecho Itabuna-Ibicaraí.

NÃO CONTAVAM COM A MINHA ASTÚCIA?

Tempo de leitura: < 1 minuto

Augusto, mas pode chamar de Chapolin...

A reconstrução do trecho Itabuna-Ibicaraí da BR-415 é obra que ainda não saiu do papel, mas tem vários pais. O último deles é o deputado estadual Augusto Castro. O tucano integra a bancada de oposição ao governo e inundou as principais ruas e avenidas de Itabuna, hoje, com faixas em que diz ter garantido a recuperação da rodovia.
Ou seja, “registrou” e deu “um a zero” nos outros “pais”, estes mais antigos: os prefeitos de Ibicaraí e Floresta Azul, Lenildo Santana e Sandra Cardoso, e os deputados Geraldo Simões e Rosemberg Pinto.
Não à toa, nos bastidores Augusto já é chamado de “Chapolin Colorado”, aquele personagem que fechava as participações no seriado de tevê homônimo com a frase que dá título a esta nota…

FICHA-SUJA PODE SER NOMEADO PARA A 6ª DIRES

Tempo de leitura: < 1 minuto

Zerinaldo Sena envolveu-se com o "mensalinho" e teve contas reprovadas (foto Catucadas)

A 6ª Diretoria Regional de Saúde (Dires), em Ilhéus, ainda está sob o controle de uma indicada da deputada estadual Ângela Sousa (PSC), mas em breve mudará de mãos. E quem está cotadíssimo para dirigir o órgão da Secretaria da Saúde da Bahia em Ilhéus é o ex-vereador Zerinaldo Sena.
Zeri, como é conhecido, foi presidente da Câmara Municipal, envolveu-se no rumoroso caso do “mensalinho” que era distribuído pelo ex-prefeito Valderico Reis e teve contas reprovadas, motivo pelo qual é considerado ficha-suja e impedido até mesmo de ser candidato.
Para a Dires, porém, encontrou padrinho com disposição de indicá-lo. O “benfeitor” é o também ex-vereador em Ilhéus e atualmente presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada e Montagem Industrial do Estado da Bahia (Sintepav), Bebeto Galvão, do PSB.
Só mesmo alguém ligado a construções pesadas para indicar Zeri para um órgão como a Dires…

WAGNER É ALVO DE PROTESTOS EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Na visita a Itabuna, o governador Jaques Wagner foi alvo de protestos de moradores do distrito de Taboquinhas, em Itacaré, e de deficientes visuais. Os moradores de Taboquinhas pedem a conclusão das obras da BA-654. As obras começaram e foram suspensas no ano passado. A estrada liga o distrito à sede de Itacaré e também à BR-101. Estudantes deixam de estudar por causa da condição da rodovia inacabada. A situação piora em dias chuvosos.
Um grupo de deficientes visuais exibe faixas e pede maior atenção do governador quanto à gratuidade nas linhas curtas e de tarifa única do transporte intermunicipal no sul da Bahia. Além de Wagner, o alvo dos deficientes é a Rota Transportes, que, segundo eles, não tem compromisso social. As faixas foram estendidas na FTC-Itabuna, onde o governador e prefeitos assinam o pacto “Todos Pela Educação”.

QUE POVO É ESSE?

Tempo de leitura: 4 minutos

Ricardo Ribeiro | ricardoribeiro@pimentanamuqueca.com.br
 

O brasileiro, cordeirinho, passivo e anestesiado, vai “levando”.

 
Gostei muito de um texto em que a professora Valéria Ettinger fala sobre solidariedade e, mais que isso, acerca da responsabilidade de cada um de nós com o coletivo. Fala sobre a importância de se sentir parte da estrutura política e ser sujeito ativo, participante, atuante.
Há muito tenho pensado em como os brasileiros se habituaram a uma incompreensível passividade com tudo o que ocorre da porta pra fora. Povo se tornou um ente quase imaginário, o que é público não é de ninguém, que se dane se o lixo está espalhado na rua, se as praças estão mal-cuidadas, se não há espaços de lazer e se roubam aceleradamente no Ministério dos Transportes. Fazer o quê? Paciência!
Esse comportamento chamou atenção de um jornalista estrangeiro, que afirmou não entender como os brasileiros são tão conformados com tanta displicência e roubalheira. Além do conformismo, tem o costume, que é bem pior nesse caso. Por aqui, chegou-se ao ponto de acharem a safadeza dos políticos coisa normal e inerente à atividade deles. Eliminar esse entendimento e forjar uma sociedade que reaja diante do descalabro que a cerca talvez seja o maior desafio desses tempos.
Sonho com o dia em que o brasileiro se entenda como parte e não como vítima de todo esse processo. Que assuma o controle do seu destino e não aceite ou espere algo “de cima”. Cada um pode e deve cumprir o seu papel, pois, como bem diz a professora Valéria, de que é feito o Estado senão de nós mesmos? Quem são os políticos senão aqueles que, entre nós, escolhemos para nos governar e representar?
Somos parte de tudo isso e não meros espectadores de escândalos enxertados entre novelas e que muitas vezes até se confundem com obra de ficção. Falta ao brasileiro fazer o link entre a corrupção noticiada e os serviços públicos precários, a cidade mal-cuidada e os impostos escorchantes camuflados em todos os preços.
Divulgou-se recentemente que o Brasil é um dos países mais caros para se viver. Os aluguéis e diárias de hotel têm valores mais elevados no Rio e em São Paulo do que em Paris e Nova York. Os mesmos carros chegam a custar o dobro no País, tudo por conta de uma carga tributária abusiva, da qual não se vê retorno. O brasileiro, cordeirinho, passivo e anestesiado, vai “levando”.
Ricardo Ribeiro é um dos blogueiros do PIMENTA.
Clique no link abaixo para ler o artigo da professora Valéria Ettinger.

Leia Mais

PROGRAMAÇÃO DO ANIVERSÁRIO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Falamansa se apresenta hoje à noite na Praça Rio Cachoeira

A festa de aniversário de Itabuna, que acontece na Praça Rio Cachoeira, terá continuidade hoje com a presença da banda de forró Falamansa, cuja apresentação está programada para as 21 horas. Ontem, no primeiro dia do evento, os destaques foram Reginaldo Rossi e a banda de pagode Raça Negra.
O calendário de eventos do aniversário teve, às 11 horas de hoje, a inauguração da nova sede da Secretaria Municipal da Saúde, na Rua Barão do Rio Branco. Logo mais, às 15 horas, será lançada a pedra fundamental da futura sede da Câmara de Vereadores, na Avenida Princesa Isabel.
Às 15h30min, no auditório da FTC, o governador Jaques Wagner o secretário estadual da Educação, Osvaldo Barreto, assinam o “Pacto com os Municípios”, compromisso do programa “Todos pela Escola”, que tem como meta assegurar que todas as crianças das escolas públicas baianas estejam alfabetizadas até os oito anos de idade.
Ainda hoje, às 16h30min, Wagner e o presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães, inauguram a Estação de Transferência de Custódia (ETC) de gás natural, no Centro Industrial de Itabuna. À noite, na sede da AABB, haverá a outorga de títulos de cidadão itabunense.

Back To Top