skip to Main Content
5 de março de 2021 | 11:23 am

ELANO: "É UMA SEMANA PARA APAGAR"

Tempo de leitura: < 1 minuto

Folha.com:
Vaiado após deixar o campo, quando foi substituído por Alan Kardec, Elano disse que se essa situação se repetir pode deixar o Santos. As vaias foram por conta do pênalti perdido pelo meia quando o time vencia o Flamengo por 3 a 2 –perdeu por 5 a 4, na Vila, nesta quarta-feira.
Elano assumiu o erro na cobrança –ele cobrou com cavadinha, mas bateu sem força e Felipe defendeu–, mas disse que os torcedores deveriam levar em conta seu histórico no clube praiano antes de vaiá-lo.
O jogador revelou durante a entrevista coletiva um drama pessoal com a tentativa de sequestro de seu pai. Segundo o jogador, o fato ocorreu na segunda e na terça.
“Na noite de segunda recebi uma ligação da minha mãe falando que meu pai estava amarrado dentro do meu sítio, em Iracemápolis. Não era ele, mas pegaram uma camisas que eu tinha lá. Na terça, já sabendo que ele era meu pai, eles voltaram, mas graças a Deus não aconteceu nada. É uma semana para apagar”, disse.

Elano tentou cavadinha e mandou a bola nas mãos do goleiro Felipe (foto Agência Estado)

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top