skip to Main Content
28 de outubro de 2020 | 02:10 am

AS MÚSICAS DE DUPLO SENTIDO NA BERLINDA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Fantástico, da Rede Globo, exibiu ontem uma reportagem sobre o projeto da deputada estadual Luiza Maia (PT) que proíbe a contratação de bandas de axé e pagode que tocam músicas de duplo sentido, em eventos patrocinados pelo poder público na Bahia.
A justificativa da deputada é que letras com expressões como “foge,  Mulher Maravilha”, “meu pepino é muito grande”, “minha cachorrinha” e outras preciosidades agridem a dignidade da mulher. Além, é claro, de agredirem os ouvidos.
Leia mais

Esta publicação possui 0 comentários
  1. DEMOROU! Já chegou tarde essa proposta, esse tipo de música é um afronto aos principios do bom costume e principalmente da moralidade.
    Sem esquecer que ela induz as crianças e adolescente a prostituição, seus ritmos e principalmente suas letras é uma vergonha para as familias de bem.

  2. Penso que esse projeto nem irá passar pela Comissão de Constituição e Justiça, vez que ela é inconstitucional. A CF/88 diz, Art. 5º, que “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”. A música não pode ser censurada vez que é atividade intelectual (a letra) e artística (a música). Mesmo que seja “lapada na rachada”, “bota ‘você tá’ no pau”, “as novinhas na posição da rã”, etc.

  3. Em entrevista (na Tv) uma mulher disse: a gente gosta muito pois chega determinado momento só ouve o rítimo e não mais a letra.
    Pelo que entendo sobre música, é um conjunto Letra + Música = conteúdo que te leva a reflexão, e isso não é visto na música bahiana quando as bandas colocam babuzeirras e pornografias e dizem que fazem parte da nossa cultura.
    Quando o professor da professor da Ufba diz que baianos tem baixo Q.I; Eu fiquei IRADO, e discordo plenamente, músicos como Caetano velozo e Braw sairam a defender a Bahia, mais essas besteiras com um toque só com sons de cirene da polícia etc.. e falta de Q.I. nem baixo é, concordo plenamente com a deputada, olhem e observe como es meninas quando criança no meio de homens começam a despertar para a sexualidade e ai onde começa a curiosidade e a perda de valores..
    Srº Pimenta faz por gentileza uma enquet.

  4. Concordo com a propositura. Não podemos ser conivente com o uso de dinheiro público para patrocinar a violência seja ela de que forma for. As pessoas têm o direito de fazer suas escolhas, então, que as façam utilizando recurso próprio.

  5. Deputada Maria Maia, vai procurar conbater a corrupção, desvios de dinheiro público, procurar resolver problema da educação, saúde, social, moradia e procurar meios para acabar com desigualde social, vá fazer alguma coisa útil, ainda bem que não votei em politico cabeça de camarão, me faça uma garapa de limão balão.

  6. ate que enfim apareceu alguém preocupado-a com a ética e a moral da sociedade baiana causa me vergonha o governo do estado da subsidio a estas bandas que na verdade não cantam nada só ofende a a ética e a moral da pessoa feminina homens sem nenhum caráter ou respeito pala pessoa da mulher a justiça baiana já deveria ter tomado uma providencia drástica quanto a este descalabro causa me indignação musica como foge mulher maravilha rala tcheca no asfalto perereca no chão e outros lixos não deve já mais ser consideradas musicas de axé tão muito longe de serem axé são verdadeiros lixos musicais esta de parabéns a deputada Luíza Maia e com certeza pode contar com meu apoio para uma futura frente ante lixos musicais

  7. o mais importante, é que agride os ouvidos mesmo.
    quanto as ” mulheres ” , elas adoram serem agredidas
    pois não deixam de reverenciar essas “bandas” de araque que
    deturpam a dignidade de todos.
    merece dar um basta nessas merdas que andam enchendo o talo de dinheiro com essas porcarias de músicas.

  8. Dificilmente passará, visto que é Inconstitucional. Contudo o que deveria ser discutido é o uso de dinheiro público para patrocina~las, isso sim é uma vergonha!

  9. Coisa séria! quando alguém propõe um projeto interessante para a Educação, não tem pode contar com verba nenhuma para implantar, mesmo que a pessoa proponente nem receba dinheiro pra nada. Mas dão patrocínio (com verba da educação, do saneamento básico etc)para o lixo musical que distorce o verdadeiro sentido da sexualidade.
    Quanta gente analfabeta funcional se manifesta para advogar em favor de uma questão-lixo como essa! Não sabem sequer interpretar o texto do projeto. A Deputada não quer que ninguém deixe de ouvir imundície, nem quer impedir que ninguém deixe de se entregar ao gozo supremo que provocam essas porcarias, aos “macabros” da vida. Afinal, urubu com certeza não conhece o sabor do fresco.
    O que ela quer é que o governo deixe de usar nosso dinheiro para patrocinar o mau gosto e a falta de ética, não exige abstinência de coisa podre a ninguém… Se o projeto não passar é porque a Bahia se presta mesmo pras bandalheiras.

  10. Coisa séria! quando alguém propõe um projeto interessante para a Educação, não pode contar com verba nenhuma para implantar, mesmo que a pessoa proponente nem receba dinheiro para si. Mas dão patrocínio (com verba da educação, do saneamento básico etc)para o lixo musical que distorce o verdadeiro sentido da sexualidade.
    Quanta gente analfabeta funcional se manifesta para advogar em favor de uma questão-lixo como essa! Não sabem sequer interpretar o texto do projeto. A Deputada não quer que ninguém deixe de ouvir imundície, nem quer impedir que ninguém deixe de se entregar ao gozo supremo que provocam essas porcarias, aos “macabros” da vida. Afinal, urubu com certeza não conhece o sabor do fresco.
    O que ela quer é que o governo deixe de usar nosso dinheiro para patrocinar o mau gosto e a falta de ética, não exige abstinência de coisa podre a ninguém… Se o projeto não passar é porque a Bahia se presta mesmo pras bandalheiras.

  11. Imaginem. Domingo à tarde, descanso merecido. Familia reunida, crianças brincando, amigos. Boa conversa, bom ambiente. De repente, quebra-se o silêncio. Uma música, nem tão alta, mas com uma letra daquelas. No local, turistas constrangidos do sul e sudeste do Brasil. A impressão que levaram foi que essa é a cultura baiana. O gosto baiano. Sabe, acho que devemos nos preocupar com situações como essa, pois o turismo é um excelente mercado e, talvez, sem querer, estamos espantando os turistas. É o que penso!

  12. Acontece que GOSTO É GOSTO E NÃO SE DISCUTE. Eu acho que em vez de se preocupar com as músicas que se passam, que é o de menos, deveriam preocupar-se mais com a saúde da população que anda precária, com a violência.. e hoje o que mais faz sucesso são essas músicas.. e muitas vezes nem ligamos para a letra da música e sim o ritmo.. que é legal para dançar. Deixem o povo de fora pensar o que quiser sobre o Brasil, ou até mesmo a Bahia.. afinal ngm foi feito pra agradar ngm..
    Não concordo com essa tal lei.. q eu acho que não vai a diante… se isso acontecer, o carnaval não vai ser o mesmo..

  13. A moralidade duma sociedade nao se encontra na letra ou melodia de musicas, ainda mais se observarmos o nosso contexto.Esforcem-se um pouquinho e analisem se a leviandade e vulgaridade sao provocadas por meras letras.Qualquer mulher pode cantar ou dançar “foge mulher maravilha” e ser totalmente idonea e íntegra.As tais crianças que sao suscitadas com a sensualidade da música, bem…cabe aos pais serem responsáveis pela educaçao familiar.Fazer filho é fácil, trazer consigo o esmero em educá-lo nao é pra todo mundo.

  14. ouve o q quiser ouvir e quem quiser ouvir pagando do seu próprio bolso.
    Concordo com a deputada, não faz sentido os recursos públicos financiarem baixaria q ofenda a dignidade de quem quer que seja.
    Não é censura, pois a música pode tocar em qualquer lugar, o q a lei faz é disciplinar o patrocínio público com algum critério. O apreço à dignidade da pessoa humana e aos princípios da constituição cidadã são os parâmetros.

  15. E a liberdade de expressão vai pra onde? Eu não gosto, não compro, não ouço. Só quando estou em algum lugar que não tem jeito. Aí, é escutar(diferente de ouvir), e deletar depois.

  16. Rindo, se você quiser ouvir porcaria, você tem todo o direito. O problema é que o infeliz que escuta esse tipo de “música” normalmente obriga a vizinhança inteira a fazer o mesmo. Ele coloca o maldito som do carro dele (ou da casa) na maior altura e não respeita mais ninguém.
    Concordo com a lei. A deputada não quer censurar a música. Quer é evitar que o governo financie apologia a drogas, à prostituição e à violência.
    Quem quiser contratar bandas como essa, que o faça, desde que não seja com nosso dinheiro!

  17. POR MAIS QUE AS PESSOAS DIGAM QUE NÃO OUVEM OU NÃO GOSTAM DESTE TIPO DE MUSICA, ACABAM OUVINDO MESMO SEM QUERER, POIS A MÍDIA EXIBE EXAGERADAMENTE ESTES ARTISTAS. COM ISSO, ESSAS MÚSICAS INFLUENCIAM TODA A SOCIEDADE A UM COMPORTAMENTO INADEQUADO (PRINCIPALMENTE OS JOVENS)E PARA UMA NAÇÃO QUE ESTÁ EM DESENVOLVIMENTO SOCIAL, ACABA SENDO UM ATRASO NA NOSSA CULTURA.
    PROIBIR QUE O DINHEIRO PÚBLICO SEJA USADO NA CONTRATAÇÃO DESTES ARTISTAS NOS EVENTOS É UMA SOLUÇÃO MUITO INTELIGENTE, POIS OS EMPRESÁRIOS DAS BANDAS, DE OLHO NO DINDIN DAS FESTAS POPULARES, CERTAMENTE EXIGIRAM DOS SEUS COMPOSITORES E ARTISTAS UMA MELHOR ELABORAÇÃO DESTAS MUSICAS E ASSIM A QUALIDADE MUSICAL DO PAÍS MELHORARÁ MUITO. OU SEJA, NINGUÉM VAI QUERER PERDER AS “VERBAS” DAS SECRETARIAS DE CULTURA QUE SÃO DESTINADAS À CONTRATAÇÃO DE ARTISTAS NAS FESTAS. ACREDITE! EM POUCO TEMPO VEREMOS ESTAS MESMAS BANDAS E ARTISTAS TOCANDO E CANTANDO UM CONTEÚDO (LETRAS) DE EXCELENTE QUALIDADE E ASSIM A SOCIEDADE TERÁ OUTRA POSTURA SOCIAL. E PARA QUEM ACHAR QUE ESTA PROIBIÇÃO É CENSURA, LIGUE O SEU RADIO E ANALISE AS PRODUÇÕES ATUAIS E AS COMPARE COM AS MÚSICAS MAIS ANTIGAS. PARABÉNS DEPUTADA LUIZA MAIA. EU SOU MÚSICO BAIANO E APOIO ESTA PROPOSTA.

  18. ALIÁS, EU JÁ TOQUEI AXÉ, FORRÓ, PAGODE E NAS BANDAS QUE TOQUEI NÃO HAVIA NAS LETRAS DAS MUSICAS NENHUMA QUE FIZESSE APOLOGIA À VIOLÊNCIA OU PRÁTICA DE SEXO. AS MÚSICAS DE DUPLO SENTIDO (DE FORRÓ, PAGODE E AXÉ)ERAM MUITO DIVERTIDAS E INTELIGENTES E NÃO OFENDIAM NINGUÉM. ALÉM DISSO, OS ARTISTAS CONSAGRADOS QUE TINHAM EM SEUS REPERTÓRIOS MÚSICAS DE DUPLO SENTIDO COMO:LUIS CALDAS, CHICLETE, IVETE, JACKSON DO PANDEIRO, GENIVAL LACERDA E MUITOS OUTROS, CANTAVAM TAMBÉM MÚSICAS MUITO BEM ELABORADAS QUE SEMPRE ENRIQUECERAM O CANCIONEIRO NACIONAL E POR ISSO MERECEM RESPEITO E NÃO PODEM SER CONFUNDIDOS NEM INCLUÍDOS NESTE ROL DE MÚSICOS E ARTISTAS DE PÉSSIMA POSTURA E QUALIDADE QUE ESTÃO, NÃO SÓ NA BAHIA, MAS EM TODAS AS CIDADES DO PAÍS (OS DO FUNK CARIOCA TAMBÉM SÃO PÉSSIMOS, NA MINHA OPINIÃO).
    E NA VERDADE, HOJE, O QUE OUÇO SÃO MÚSICAS DE SENTIDO DIRETO QUE FEREM O RESPEITO AOS BONS COSTUMES E INFLUENCIAM NEGATIVAMENTE O COMPORTAMENTO DOS JOVENS. ISSO TEM QUE ACABAR!

  19. Coisa de esquerdista que detesta liberdade, se acham com virtude para saber o que é melhor ou pior para a sociedade, a deputada deveria também indicar no seu projeto quem seria o censor das musicas, seria criado um comitê com pessoas iluminadas com saber divino para escolher as musicas? se o artista que só trabalha com pagamento antecipado tocar alguma musica seria solicitado a devolução do dinheiro? se negar? processo teria que argumento jurídico?
    Faz tempo que não via um projeto tão ridículo ,mas partindo de gente do PT até que é previsível.

  20. Independente de religião, credo, cor ou raça, temos a nossa livre liberdade de expressão. Contudo, é louvável a iniciativa desta mulher que defende simplesmente o respeito e honra da classe feminista .Não é possivel que um “ser humano” goste tanto da alto denigrição e destruição moral com letras de duplo sentido!

  21. Apoio totalmente esse projeto da deputada,é preciso sim ter mais respeito por nós mulheres que somos batalhadoras, guerreiras e lutamos dignamente para manter nossa família.Concordo que há algumas excessões,e muitas mulheres denigrem sua imagem por si só,mais quando esse tipo de música é cantada agride a todas nós não só o axé, mais no fank e forró também.
    Parabéns a Deputada, e torcemos para que seja aprovado.

  22. CERTAMENTE ALGUMAS MUSICAS DE DUPLO SETIDO SÃO PESADAS DE MAIS. E CONCORDO QUE AS VEZES É ATE FATA DE RESPEITO MAS O POVO BRASILEIRO NÃO SO OS BAIANOS MAS DE MODO GERAL GOSTAM
    SOU COMPOSITOR E TENHO MUSICAS DE TODOS OS MODOS…
    CURTE QUEM QUER E OS FINS NÃO JUSTIFCAM OS MEIOS
    ACHO QUE QUEM FAZ O SUCESSO É QUEM O ESCUTA
    QUANTAS MUSICAS AI NEM CANTADAS SÃO POR QUE SÃO SEM GRAÇA..
    E MAIS PODE TERCERTEZA QUE A MULHER BRASILEIRA ADORA ESSE DUPLO SENTIDO.. ‘ EM EXCESSÃO NE’
    PARA CADA PAGODE QUE UM HOMEM CURTE
    UMA MULHER CURTE 2, 3…
    RESPEITO SUA OPÇÃO DE NÃO GOSTAR
    MAS GOSTA A SENHORA SABE COMO É NE..
    OBS… DEPUTADA QUE QUER IMPOR
    PREOCUPE-SE COM A EDUCAÇÃO, SAUDE, BEM ESTAR E DESENVOLVIMENTO DE MEIO EM QUE A SENHORA VIVE… E NÃO COM UM TIPO DE COISA QUE NINGUEM FALA NADA… A NÃO SER AGORA QUE A SENHORA DEU O PONTAPE INICIAL… POR FAVOR
    RESPEITE A OPÇÃO DE CADA UM
    NÃO SOMOS OBRIGADOS A OUVIR O QUE A SENHORA QUER SO POR QUE A SENHORA NÃO GOSTA DO TIPO
    PLEASE NE …
    MUSICA…
    DENNE SHOW COMPOSITOR
    APOSTA_ MIL MEU COM MIL SEU
    EU QUERO APOSTAR
    VOU VER SE TU GANHA DEU
    MINHA APOSTA É MUITO ALTA
    MIL MEU COM MIL SEU… (BISS)
    OH MIL MEU COM MIL SEU
    MIL MEU COM MIL SEU
    MIL MEU COM MIL SEU
    VOU VER SE TU GANHA DEU
    ABRAÇOS
    SOU CONTRA A PROIBIÇÃO

  23. “É livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença,” é a determinação do art 5º da CF/88. Concordo com o Ilustre bacharel, mas ele esqueceu dos princípios da moralidade
    O princípio da moralidade pública contempla a determinação jurídica da observância de preceitos éticos produzidos pela sociedade, variáveis segundo as circunstâncias de cada caso. É possível zelar pela moralidade administrativa, por meio da correta utilização dos instrumentos para isso existentes na ordem jurídica, entre os quais merece posição de destaque exatamente o processo administrativo, pela extrema amplitude de investigação que nele se permite, chegando mesmo ao mérito do ato ou da decisão, ao questionamento de sua oportunidade e conveniência.
    A função do deputado é justamente legislar e fiscalizar, não somente procurar combater a corrupção. Robertinho o maior combatente a corrupção é o eleitor, a deputada está fazendo a parte que lhe cabe como legisladora e para isso foi votada nas últimas eleições.
    Quanto ao preceito religioso da deputada, não interessa, o importante que ele faz defesa de sua idéia, o que ela acha o que é errado, o enquete feito pelo Fantástico representa a opinião de mais alguém, ela não está mais sozinha nessa briga.
    “Infeliz eu ouço uq eu quiser vc ouve o que você quiser…eu vivo feliz, se vc não num tenta impedir minha curtição!” Declarou rindo. Disse bem (rindo), vc ouve o que quiser, mas isso é na sua casa ou no seu som, ninguém é obrigado ouvir aquilo que não quer, aí onde entra o direito de escolha. Nessa onda de carros de som, somos obrigados a ouvir aquilo que não desejamos.
    O vocalista do Black Style, no Samuel Celestino surpreendeu ao dizer que sua música não é adequada para crianças. Como podemos ver até ele concorda.
    Vejamos o preceitua o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA):
    Art. 78. As revistas e publicações contendo material impróprio ou inadequado a crianças e adolescentes deverão ser comercializadas em embalagem lacrada, com a advertência de seu conteúdo.
    Parágrafo único. As editoras cuidarão para que as capas que contenham mensagens pornográficas ou obscenas sejam protegidas com embalagem opaca.
    Art. 79. As revistas e publicações destinadas ao público infanto-juvenil não poderão conter ilustrações, fotografias, legendas, crônicas ou anúncios de bebidas alcoólicas, tabaco, armas e munições, e deverão respeitar os valores éticos e sociais da pessoa e da família.
    O CMDCA, Tutelar e Ministério Público Estadual e Federal precisa fazer alguma coisa nesse sentido.
    Considerando os princípios da moralidade e o ECA como fica as letras de duplo sentido das músicas de se dizem baianas?
    Que saudade daqueles tempos que as músicas baianas eram culturais: Banda Reflexos, Banda Mel, Jerônimo e outros As musicas atuais são uma vergonha para a cultura baiana.

  24. Jaques Wagner nunca chamou um Psirico ou um Black Style da vida p/ se apresentar em um evento organizado pelo governo, então a proibição proposta pela deputada Luiza Maia se faria completamente desnecessária.

  25. PARABÉNS Deputada Luiza Maia a Senhora esta de NOTA 10,e os Dep. que concordam com a sua opinião, Eu assino em Baixo se for o caso, pela iniciativa de combater essa falta de vergonha desses músicos baixa astral, que esculhambam as MULHERES. Suas letras musicais é uma afronto aos valores das MULHERS, principalmente as Baianas, pois somente na BAHIA é que tem o maior número de pessoas com mal gosto por música.
    Encina a esse povo a ter bom gosto por música, serem civilizados.
    Sou Mulher,me valorizo e ódeio pagode!!!
    Mulher que é Mulher de verdade e se valoriza, concorda com a opinião da Deputada, e não curte e nem gosta desses pagode baixa astral.

  26. PARABÉNS Deputada Luiza Maia a Senhora esta de NOTA 10,e os Dep. que concordam com a sua opinião, Eu assino em Baixo se for o caso, pela iniciativa de combater essa falta de vergonha desses músicos baixa astral, que esculhambam as MULHERES. Suas letras musicais é uma afronta aos valores das MULHERS, principalmente as Baianas, pois somente na BAHIA é que tem o maior número de pessoas com mal gosto por música.
    Encina a esse povo a ter bom gosto por música, serem civilizados.
    Sou Mulher,me valorizo e ódeio pagode!!!
    Mulher que é Mulher de verdade e se valoriza, concorda com a opinião da Deputada, e não curte e nem gosta desses pagode baixa astral.

  27. VAI SE CANDIDATAR NO RIO E TENTAR PROIBIR OS FUNKS DE LA
    DEPUTADA
    VAI CRIAR LEIS PRA MELHORAR A SAUDE DA BAHIA Q NUM TA MUITO DAS BOAS EM VEZ DE TAR PREJUDICANDO O TRABALHO DE PESSOAS HONESTAS

  28. tô com n essa deputada e não abro- chega de poprcaria nos ouvidos de pessoas de bem – e essa midia idiota dando apoio.
    preferem ficar contra pessoas de bem pra apoiar esses loucos drogados.

  29. Devo dizer que não é válida a contestação da lei que se baseia no artigo que versa sobre o direito da atividade intelectual e artística. Pois, a propositura não coíbe o direito à liberdade de expressão e nem se apresenta como censura. A lei apenas traz uma proposta considerável para a melhor aplicabilidade do dinheiro público.
    E particularmente acho triste ver aí as pessoas dizendo que a deputada deveria se preocupar com saúde, moradia, escola e segurança, como se essas fossem causas mais nobres do que a defesa da mulher. E se ainda acham que isso é perda de tempo, por favor, parem pra pensar que o dinheiro que é usado para patrocinar a difamação da imagem feminina poderia estar sendo aplicado em todas essas coisas que vocês consideram importantes.

  30. Devo dizer que não é válida a contestação da lei que se baseia no artigo que versa sobre o direito da atividade intelectual e artística. Pois, a propositura não coíbe o direito à liberdade de expressão e nem se apresenta como censura. A lei apenas traz uma proposta considerável para a melhor aplicabilidade do dinheiro público.
    E particularmente acho triste ver aí as pessoas dizendo que a deputada deveria se preocupar com saúde, moradia, escola e segurança, como se essas fossem causas mais nobres do que a defesa da mulher. E se ainda acham que isso é perda de tempo, por favor, parem pra pensar que o dinheiro que é usado para patrocinar a difamação da imagem feminina poderia estar sendo aplicado em todas essas coisas que TODOS NÓS consideramos importantes.

  31. Parabéns deputada, mas que música de duplo sentido? isso é música de sentido único, pois, fazer música com duplo sentido passa longe do que é produzido por esses grupos de vida efêmera.

  32. Aquiii quem falla ée Rennan Almeida, essa deputada ta querendo aparecer, ta querendo midia antes ninguem nem sabia quem era essa Luiza Maia agoraa todo mundo sabee, mais ée assim msm quem não tem competencia pra tentar ser alguem tem que inventar,prejudicar quem ta trabalhando isso é o que ella e todos que trabalham no congresso deviam fazer trabalhar. Ella jaa ta velha de mais, deve ta maluca, e vou dizer mais ninguem vai acabar com a nossa musica baiana naum, a voz do povo é a voz de deus !!!! vai procurar o que fazer deputada idiota. É comoo disse ROBSÃO e MARIO BRASIL : Fiel a putariaa sempreee !!! aii eu Digho : PASSA NELLA, PASSA NELA, PASSA NA CARA DELLA !!!

  33. Isso mesmo! Tem que acabar com essas musicas baianas de duplo sentido. Sou baiano, de Salvador, e não curto nem um pouco essas músicas.
    Pior o funk, que tem letras obscenas explícitas.
    Onde eu moro vejo até crianças de 5 anos curtindo essas musicas sem conteúdo, até na escola onde eu estudo, só tem essas músicas, mas não são todos que gostam, a maioria do alunos.
    Sou a favor do projeto da Deputada Luiza Maia para retirar essas musicas sem graça e sem contéudo.

  34. Acho inverossímel que seja aprovada a lei, pois a liberdade está na nossa vontade, e não na vontade dos outros. Se está tendo aceitação, é que alguem está se divertindo com isso. Alías, musica é pra diversão. Quem está à procura de música para raciocinar, é porque não tem o que fazer ou é recalcado. Isso é preconceito e anticonstitucional. Existe música mais chata que a clássica? E tem gente que gosta! Sem hipocrisia deputada! Ai dento!

  35. A demencia é um mau que assola o nosso país.A falta de moral,é reflexo da má educaçâo doméstica.Mas vai vÊ que esses ”compositores” pensam nas mães deles,nas irmãs,e pricipalmente nas suas fãs que são exatamente tudo aquilo que eles descrevem em suas”músicas”,no momento da composiçã.Verdade gosto não se desculte,mais o mau gosto SIM.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top